PUBLICIDADE

Hub de tecnologia da Ambev vai contratar mulheres para vagas de liderança

Iniciativa da cervejaria vai selecionar 20 pessoas com foco em diversidade de gênero, entre elas mulheres transgêneros e travestis; inscrições estão abertas até 6 de agosto

28 jul 2021 15h57
ver comentários
Publicidade

A Ambev Tech, hub de tecnologia e inovação da Ambev, lançou esta semana um programa para a contratação de mulheres em cargos de liderança. Chamada de Mulher.Ada, a iniciativa vai selecionar 20 pessoas com foco em diversidade de gênero: podem se candidatar mulheres cisgênero, transgêneros, travestis e não-binárias.

Embora a experiência em tecnologia seja desejável, não é obrigatória. O que a empresa busca, principalmente, são o alinhamento da pessoa com a cultura organizacional e a vivência com liderança, mesmo que em outras áreas.

As vagas são para cargos de gerência e coordenação, com possibilidade de trabalho remoto, presencial ou híbrido - a depender da escolha da mulher ou da especificidade do setor em que ela vai atuar. Interessadas de todo o Brasil podem se inscrever pelo site () até o dia 6 de agosto.

O nome do programa, Mulher.Ada, faz alusão à matemática Ada Lovelace, reconhecida por criar o primeiro algoritmo de programação. Com esse potencial feminino, a Ambev Tech diz que quer aumentar a representatividade das mulheres no mercado de tecnologia e inovação.

Em entrevista anterior ao Estadão, o diretor de pessoas, finanças e estratégia da unidade, Guilherme Pereira Pinto, disse que programas como esse são uma "ferramenta para trazer mais diversidade ao time". "A gente tinha essa vontade de levar a agenda D&I, ainda mais para mulheres e pessoas negras, para quem a tecnologia é mais hostil."

  • Quer debater assuntos de Carreira e Empreendedorismo? Entre para o nosso grupo no Telegram pelo link ou digite @gruposuacarreira na barra de pesquisa do aplicativo

No primeiro semestre deste ano, a Ambev Tech realizou a terceira edição do programa de capacitação Start Tech, voltado exclusivamente para mulheres e pessoas negras, que treina os candidatos em tecnologia com contratação imediata.

Processo seletivo

O programa terá algumas etapas para selecionar as mulheres. Após uma primeira triagem, as escolhidas vão receber materiais de apoio e orientações para enviar um vídeo falando sobre a própria experiência como líder. Depois disso, haverá um período de entrevistas individuais, entre 9 e 13 de agosto, para, então, chegar às 20 contratadas.

A ideia é que o Mulher.Ada seja periódico e, a cada edição, destine-se a perfis específicos de programadoras e desenvolvedoras ou recortes como mulheres negras e LGBTQ+. "É um projeto que fortalece a atratividade da companhia no universo da tecnologia e reforça nossa luta por diversidade, inclusão e equidade de gênero no mercado de trabalho", diz Lorena Locks Coelho, sênior tech recruiter da Ambev Tech.

Estadão
Publicidade
Publicidade