PUBLICIDADE

Educação

Canadá está entre os destinos mais buscados por brasileiros para pós-graduação

A demanda é tão expressiva que surgiram agências de intercâmbio exclusivas aos interessados pelo país

18 jul 2021 05h10
ver comentários
Publicidade

Entre os destinos procurados por estudantes brasileiros para cursar uma pós no exterior, o Canadá sempre figura como um dos países mais desejados. A demanda é tão expressiva que surgiram agências de intercâmbio exclusivas aos interessados pelo país. É o caso da Canadá Intercâmbio, com 12 unidades no Brasil, uma em Toronto e outra em Vancouver.

"Em nossos atendimentos relacionados ao ensino superior, 60% são para cursos de pós-graduação", diz Rosa Maria Troes, presidente da Canadá Intercâmbio. "No Canadá, há uma sintonia entre o mercado e as instituições de ensino, de modo que os cursos formam pessoas que provavelmente serão absorvidas para vagas que estão disponíveis."

De acordo com a especialista, a taxa de empregabilidade para os profissionais pós-graduados no Canadá chega a 80%. "Temos grandes demandas em cursos ligados a negócios - como Marketing, Supply Chain e Recursos Humanos - e a tecnologias, como Cyber Security e Data Analysis. A área financeira é outra que vem se mostrando com altíssima empregabilidade."

Para quem sonha em fazer as malas e realizar sua pós na terra natal de Celine Dion e Jim Carrey, Rosa Maria deixa dois conselhos fundamentais. O primeiro é estar seguro do inglês. "É preciso ter um inglês bem avançado. Os cursos têm pelo menos 70% de atividades que podem envolver grupos. É preciso saber dissertar e se comunicar de um modo extremamente fluente", explica a presidente da Canadá Intercâmbio.

E a segunda dica - a mais importante, segundo Rosa Maria - é fazer o que de fato sonha em fazer. "Você estará longe dos amigos, da família e de outros apoios. É essencial estar se dedicando a algo que tenha um significado verdadeiro para a vida", recomenda.

A agência de intercâmbio CI viu crescer a busca por pós-graduações no exterior, com aumento de demanda anual de 20% entre os anos de 2018 e 2020. "O perfil dos estudantes passou de um foco inicial em candidatos de graduação para um interesse de jovens profissionais do mercado brasileiro almejando uma carreira internacional", diz Humberto Costa, diretor da área de admissão internacional no CI. "Os alunos querem morar fora e seguir carreira. São talentos que não pensam em retornar ao Brasil."

A idade média dos interessados é entre 25 e 35 anos e entre os destinos mais buscados estão Canadá, Irlanda e Alemanha, onde parece haver mais facilidade de posicionamento no mercado de trabalho após a formatura.

A instituição oferece um serviço de mentoria para auxiliar todas as etapas do processo de candidatura. Além de orientação para a escolha da universidade, a agência elabora um cronograma para etapas de seleção, análise das respostas de admissão e bolsas, materiais de apoio como e-books e simulados, raio X acadêmico e financeiro e dá suporte nos primeiros meses de estudo.

Os cursos de pós mais procurados na CI são os de negócios e tecnologia, com destaque para cursos de pós em Ciência em Gestão, na canadense Ryerson University; Transformação Digital, na alemã Cologne Business School; e Engenharia Mecânica, na University of Alabama, nos Estados Unidos.

Estadão
Publicidade
Publicidade