PUBLICIDADE

É mentira que a Renner declarou apoio a Lula

5 ago 2022 - 18h24
(atualizado às 18h27)
Ver comentários
Publicidade

Não é verdade que a rede de lojas Renner declarou apoio à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência da República e fechou parceria com o PT, como afirmam postagens nas redes sociais (veja aqui). Em nota ao Aos Fatos, a empresa diz que é apartidária e que não apoia nenhum candidato. As peças de desinformação simulam uma reportagem do G1, que não publicou esse conteúdo.

A montagem conta com centenas de compartilhamentos no Facebook nesta sexta-feira (5).

Selo falso

Montagem simula site do G1 para dizer que Renner apoia Lula
Montagem simula site do G1 para dizer que Renner apoia Lula
Foto: Aos Fatos

Uma montagem que simula reportagem do G1 tem sido compartilhada nas redes sociais com a alegação falsa de que as lojas Renner declararam apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e vão lançar roupas com temática especial do partido. A empresa informou ao Aos Fatos que é apartidária e não apoia nenhum candidato à Presidência da República. Além disso, não foi encontrada nenhuma reportagem publicada no portal G1 com o mesmo título ou similar.

As publicações mais recentes no G1 com o termo "Renner" são de agosto de 2021, sobre um ataque hacker sofrido pelo site da empresa. Não foram encontrados textos assinados por Maria Mendes, suposta repórter que teria escrito a reportagem falsa.

A desinformação começou a circular após José Galló, presidente do conselho de administração da Renner e ex-CEO da empresa, assinar o manifesto pela defesa do Estado democrático de Direito, organizado pela Faculdade de Direito da USP. Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) fizeram uma campanha de boicote contra a Renner devido ao ato. Embora a carta não cite nomes de candidatos ou declare apoio a políticos de oposição, Bolsonaro criticou seus signatários em manifestações públicas.

Referências:

1. G1 (Fontes 1, 2 e 3)

2. Veja

3. Manifesto Estado Democrático de Direito (Fontes 1 e 2)

4. O Globo (Fontes 1 e 2)

Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Aos Fatos
Publicidade
Publicidade