PUBLICIDADE

E-commerce brasileiro cresce 39,4% em outubro comparado com 2019, diz Mastercard

Os setores de Hobby & Livros, Eletrônicos e Móveis tiveram o crescimento mais significativo do e-commerce no período

1 dez 2021 - 08h23
Ver comentários
Publicidade

De acordo com o Mastercard SpendingPulse™, que mede as vendas na loja e no varejo online em todas as formas de pagamento, o e-commerce* brasileiro cresceu +39,4% em outubro, em comparação ao período pré-pandêmico em outubro de 2019. Hobby & Livros (+82,9%), Eletrônicos (+78,2%) e Móveis (+36,4%) são os setores que mostraram o crescimento mais significativo do e-commerce no Brasil, na comparação com o mesmo mês em 2019.

Por outro lado, as vendas do e-commerce registraram uma redução no comparativo ano a ano de -24,9%, em comparação com o forte crescimento do setor experimentado em outubro de 2020. "Como agora os consumidores estão gradualmente retornando as suas antigas rotinas, com menos restrições e isolamento relacionados à pandemia, o SpendingPulse revelou uma queda ano a ano no crescimento do comércio eletrônico quando comparado aos grandes picos e grandes números que o período pandêmico trouxe para as vendas online", afirma Estanislau Bassols, Gerente Geral da Mastercard Brasil. "Portanto, neste momento, é ainda mais relevante que forneçamos insights em comparação com o período pré-pandêmico, pois estes nos trarão de fato uma visão mais esclarecedora tanto deste crescimento contínuo quanto das novas preferências de consumo dos brasileiros", conclui o executivo.

Vendas totais no varejo

Por outro lado, as vendas totais no varejo cresceram +23,6% na comparação com o período pré-pandemia. Já as vendas do varejo nas lojas brasileiras cresceram +2,6% no comparativo com o mesmo período em 2020. As regiões Norte (+7,8%), Centro-Oeste (+4,6%) e Sul (+4,2%) superaram o restante do país, enquanto Sudeste (+2,3%) e Nordeste (-0,3%) tiveram desempenho inferior ao crescimento das vendas nacionais.

*As vendas no comércio eletrônico são vendas de bens e serviços nas quais os compradores fazem um pedido ou o preço e os termos da venda são negociados pela Internet, em um dispositivo móvel (M-commerce), Extranet, rede EDI (Electronic Data Interchange), correio eletrônico ou outro sistema online comparável. O pagamento pode ou não ser feito online.



Website:

https://www.mastercard.com/news/latin-america/pt-br/noticias/comunicados-de-imprensa/pr-pt/2021/novembro/e-commerce-brasileiro-registra-crescimento-de-39-4-em-outubro-em-comparacao-com-o-periodo-pre-pandemia-de-acordo-com-a-mastercard-spendingpulse/
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade