PUBLICIDADE

Tavinho Moura lança seu novo CD "O Anjo na Varanda" dia 10 de março no Bar Museu Clube da Esquina

27 fev 2018 16h00
ver comentários
Publicidade

Além das canções do novo CD Anjo na Varanda, Tavinho Moura irá mostrar, no show do dia 10 de março, algumas pérolas de seu extenso repertório, como: Paixão e Fé, Gente que vem de Lisboa, Tesouro da Juventude, Viagem das Mãos, Cruzadas e Peixinhos do Mar. O cantor mineiro, um dos fundadores do Clube da Esquina, convidou alguns amigos para participar deste show: Mariana Brant, Bárbara Barcellos, Beto Lopes, Neto Bellotto e Trio Amaranto.

Foto: DINO

"Anjo na Varanda" é o décimo oitavo trabalho de Tavinho Moura que começou sua carreira artística oficialmente em 1978 quando lançou "Como Vai Minha Aldeia". Cantor, compositor, violonista e violeiro Tavinho ainda se desdobra como estoriador e fotógrafo. Tem vários trabalhos premiados, como compositor de trilhas sonoras para cinema, que somam 13 criações para longas. Na literatura estreou com "Maria do Matué - Uma Estória do Rio São Francisco" e mais recentemente, lançou dois livros dedicados à fotografia de pássaros. O livro "Pássaros Poemas - Aves na Pampulha" recebeu os prêmios Gentileza Urbana/IAB, Professor Hugo Werneck de Ecologia/Revista Ecológico e Bom Exemplo FIESP/TV Globo. "Vale do Mutum - Aves da Mata Atlântica" recebeu o prêmio JK de Cultura e Desenvolvimento/FIESP/Mercado Comum.
Compositor de rara qualidade, autor de melodias peculiares, harmonias e divisões rítmicas, aliado a seu canto econômico e afinado e à escolha certeira dos parceiros que compõem versos para suas músicas, faz de Tavinho Moura um dos grandes tesouros da arte que melhor representa o Brasil. Desde o final dos anos 70, Tavinho vem nos deleitando a cada composição, cada descoberta, cada interpretação, cada releitura, cada trilha, cada álbum.

O Anjo Na Varanda não é exceção, mas tem algo que o torna especial. Na contramão dos tempos que correm, o álbum requer calma e concentração para ser devidamente apreciado. Mas o que à primeira vista poderia parecer um esforço, logo após os primeiros acordes transforma-se numa floresta de beleza e diversidade incomuns.

Como a imagem dos trapezistas no circo, na letra de Fernando Brant, "é tudo um respirar, caminhar".

Nessa caminhada, Tavinho Moura contou com o auxílio do grande músico mineiro Beto Lopes, que toca violão sete cordas, baixo flats, baixo acústico, trompete e faz vocais em diversas faixas, além de dividir a autoria de uma das músicas (A Música E o Circo), as ideias, a direção musical e a produção do álbum.

Outros músicos e intérpretes que embelezam a obra são: Wilson Lopes na guitarra de Eu E Mais Você, Mariana Brant nos vocais e Nelson Angelo no piano de A Música E O Circo, Chiquito Braga (em uma das suas últimas gravações) no violão, o Trio Amaranto nos vocais e Gabriel Grossi na gaita de Clara Clara Clara, Paulinho Carvalho no baixo de Cabaré Mineiro e Barbara Barcelos nos vocais de A Grande Graça.

Entre os parceiros letristas, o mais presente é o saudoso Fernando Brant, nas letras de O Fruto do Ouro, Casa de Barro, Encontro das Águas e A Grande Graça, do repertório do musical "Fogueira do Divino", concebido pela dupla em 2000 ; em O Sono do Rio, também de início dos anos 2000; em Clara Clara Clara, de 2006; e nas mais recentes A Música E O Circo e Dona do Olhar, canções que, além de atestar o nível que Fernando Brant atingira antes de nos deixar no plano físico, representam uma continuidade e um desenvolvimento do trabalho que vinha sendo apresentado na parceria com Tavinho, especialmente a partir do álbum "Conspiração dos Poetas", de 1997 - não por acaso, Tavinho considera O Anjo na Varanda sua "Conspiração dos Poetas 2".

Outro amigo de longa data e parceiro importante na produção recente de Tavinho Moura é Ronaldo Bastos, quem mostra vitalidade no tema-abertura do álbum Eu E Mais Você (dos versos "O mistério de tocar um coração / o poeta quando quer é pra valer"), em O Anjo na Varanda e na mágica Menino Bente Altas. Chico Amaral é parceiro novo e ilustra com seus versos Serra da Lua, música que nasceu de uma viagem de Tavinho a Roraima, à procura por aves raras.

O álbum conta ainda com uma nova gravação do poema de Carlos Drummond de Andrade musicado por Tavinho Cabaré Mineiro, e a releitura do clássico de Edu Lobo e Gianfrancesco Guarnieri para a peça Arena Conta Zumbi Morte de Zambi.

Como diz Fernando Brant, "a música é a conversa de deuses". O Anjo na Varanda pode ser uma belíssima surpresa para os admiradores da arte de Tavinho Moura ou uma excelente porta de entrada para a obra de um dos maiores artistas da música nascida das Minas Gerais. Talvez esteja na hora de descobrir esse tesouro "barroco", brasileiro e quase secreto.

Serviço:
Show: Tavinho Moura lança o CD "Anjos na Varanda"
Local: Bar do Museu Clube da Esquina (Rua Paraisópolis, 738 - Santa Tereza)
Horário: 21h30
Valor dos ingressos: R$30,00
Ingressos à venda no Bar Museu Clube da Esquina
Fone para informação: 31 - 996880558 ou 2512 5050

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade