0

Tavinho Moura lança seu novo CD "O Anjo na Varanda" dia 10 de março no Bar Museu Clube da Esquina

27 fev 2018
16h00
  • separator
  • comentários

Além das canções do novo CD Anjo na Varanda, Tavinho Moura irá mostrar, no show do dia 10 de março, algumas pérolas de seu extenso repertório, como: Paixão e Fé, Gente que vem de Lisboa, Tesouro da Juventude, Viagem das Mãos, Cruzadas e Peixinhos do Mar. O cantor mineiro, um dos fundadores do Clube da Esquina, convidou alguns amigos para participar deste show: Mariana Brant, Bárbara Barcellos, Beto Lopes, Neto Bellotto e Trio Amaranto.

Foto: DINO

"Anjo na Varanda" é o décimo oitavo trabalho de Tavinho Moura que começou sua carreira artística oficialmente em 1978 quando lançou "Como Vai Minha Aldeia". Cantor, compositor, violonista e violeiro Tavinho ainda se desdobra como estoriador e fotógrafo. Tem vários trabalhos premiados, como compositor de trilhas sonoras para cinema, que somam 13 criações para longas. Na literatura estreou com "Maria do Matué - Uma Estória do Rio São Francisco" e mais recentemente, lançou dois livros dedicados à fotografia de pássaros. O livro "Pássaros Poemas - Aves na Pampulha" recebeu os prêmios Gentileza Urbana/IAB, Professor Hugo Werneck de Ecologia/Revista Ecológico e Bom Exemplo FIESP/TV Globo. "Vale do Mutum - Aves da Mata Atlântica" recebeu o prêmio JK de Cultura e Desenvolvimento/FIESP/Mercado Comum.
Compositor de rara qualidade, autor de melodias peculiares, harmonias e divisões rítmicas, aliado a seu canto econômico e afinado e à escolha certeira dos parceiros que compõem versos para suas músicas, faz de Tavinho Moura um dos grandes tesouros da arte que melhor representa o Brasil. Desde o final dos anos 70, Tavinho vem nos deleitando a cada composição, cada descoberta, cada interpretação, cada releitura, cada trilha, cada álbum.

O Anjo Na Varanda não é exceção, mas tem algo que o torna especial. Na contramão dos tempos que correm, o álbum requer calma e concentração para ser devidamente apreciado. Mas o que à primeira vista poderia parecer um esforço, logo após os primeiros acordes transforma-se numa floresta de beleza e diversidade incomuns.

Como a imagem dos trapezistas no circo, na letra de Fernando Brant, "é tudo um respirar, caminhar".

Nessa caminhada, Tavinho Moura contou com o auxílio do grande músico mineiro Beto Lopes, que toca violão sete cordas, baixo flats, baixo acústico, trompete e faz vocais em diversas faixas, além de dividir a autoria de uma das músicas (A Música E o Circo), as ideias, a direção musical e a produção do álbum.

Outros músicos e intérpretes que embelezam a obra são: Wilson Lopes na guitarra de Eu E Mais Você, Mariana Brant nos vocais e Nelson Angelo no piano de A Música E O Circo, Chiquito Braga (em uma das suas últimas gravações) no violão, o Trio Amaranto nos vocais e Gabriel Grossi na gaita de Clara Clara Clara, Paulinho Carvalho no baixo de Cabaré Mineiro e Barbara Barcelos nos vocais de A Grande Graça.

Entre os parceiros letristas, o mais presente é o saudoso Fernando Brant, nas letras de O Fruto do Ouro, Casa de Barro, Encontro das Águas e A Grande Graça, do repertório do musical "Fogueira do Divino", concebido pela dupla em 2000 ; em O Sono do Rio, também de início dos anos 2000; em Clara Clara Clara, de 2006; e nas mais recentes A Música E O Circo e Dona do Olhar, canções que, além de atestar o nível que Fernando Brant atingira antes de nos deixar no plano físico, representam uma continuidade e um desenvolvimento do trabalho que vinha sendo apresentado na parceria com Tavinho, especialmente a partir do álbum "Conspiração dos Poetas", de 1997 - não por acaso, Tavinho considera O Anjo na Varanda sua "Conspiração dos Poetas 2".

Outro amigo de longa data e parceiro importante na produção recente de Tavinho Moura é Ronaldo Bastos, quem mostra vitalidade no tema-abertura do álbum Eu E Mais Você (dos versos "O mistério de tocar um coração / o poeta quando quer é pra valer"), em O Anjo na Varanda e na mágica Menino Bente Altas. Chico Amaral é parceiro novo e ilustra com seus versos Serra da Lua, música que nasceu de uma viagem de Tavinho a Roraima, à procura por aves raras.

O álbum conta ainda com uma nova gravação do poema de Carlos Drummond de Andrade musicado por Tavinho Cabaré Mineiro, e a releitura do clássico de Edu Lobo e Gianfrancesco Guarnieri para a peça Arena Conta Zumbi Morte de Zambi.

Como diz Fernando Brant, "a música é a conversa de deuses". O Anjo na Varanda pode ser uma belíssima surpresa para os admiradores da arte de Tavinho Moura ou uma excelente porta de entrada para a obra de um dos maiores artistas da música nascida das Minas Gerais. Talvez esteja na hora de descobrir esse tesouro "barroco", brasileiro e quase secreto.

Serviço:
Show: Tavinho Moura lança o CD "Anjos na Varanda"
Local: Bar do Museu Clube da Esquina (Rua Paraisópolis, 738 - Santa Tereza)
Horário: 21h30
Valor dos ingressos: R$30,00
Ingressos à venda no Bar Museu Clube da Esquina
Fone para informação: 31 - 996880558 ou 2512 5050

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade