10 eventos ao vivo

Quero abrir uma empresa: jovens empreendedores faturam muito mais quando se preparam para enfrentar desafios

14 set 2018
11h13
  • separator
  • comentários

Uma pesquisa online elaborada através de formulário de cunho não-obrigatório, realizada pela Conaje (Confederação Nacional de Jovens Empresários), em parceria com a Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, mostrou que estabelecimentos crescem constantemente no Brasil e, por trás deles, quem se destaca é a "geração Y", jovens de 26 e 30 anos de idade, cujo faturamento anual varia de R$ 60 mil a R$ 360 mil.

Foto: DINO / DINO

O empreendedorismo é considerado um caminho longo, contudo, próspero e muito interessante para aqueles que estão iniciando no mercado de trabalho. Essa realidade evidencia que trabalhar com aquilo que se gosta, com a possibilidade de ser o(a) próprio(a) chefe, determinando valores a fim de crescimento no mercado competitivo, são pontos apaixonantes e irresistíveis. Mas, empreender é também ter olho clínico, saber analisar as oportunidades e correr riscos.

Enfrentando desafios
Ao pensar que existem diversos obstáculos em montar uma empresa no Brasil, desde a burocracia de papéis até a tributação, além de ter em conta um mundo cada vez mais explorado, conectado, globalizado e avaliado, torna um pouco mais difícil a prestação de serviços sem que haja planejamento e talento na gestão da empresa ou da Startup.

Atrelar criatividade, tecnologia e inovação, sem perder o real sentido da palavra liderança na hora de criar estratégias, pode prevenir a mortalidade da empresa.

Qualidade e pronto-atendimento, independentemente do segmento escolhido, são itens que devem ser tratados como elementos-base e não como diferenciais. Por isso, conquistar a confiança e fidelizar clientes é tão importante, principalmente para aqueles que buscam solidez e reconhecimento no mercado.

1) Experimentação das dores e delícias de ser um(a) ótimo(a) líder: acreditar em sua própria capacidade já é um passo enorme. E, o planejamento, torna-se essencial. É através de preparo e experiência que empreendedores passam a gerenciar o negócio, tomar decisões cabíveis e responder positivamente às expectativas da empresa. Buscar materiais na internet (em e-books, cursos online ou informações em sites confiáveis como do Sebrae, por exemplo) e estar antenado no que acontece de mais novo no mundo corporativo, podem dar um "up" no desenvolvimento da empresa.

2) Contratação é coisa séria e desafia qualquer gestor: formar uma equipe visionária, estimulante e instigadora torna o ambiente mais agradável, produtivo e empático. Esse grupo de pessoas motivadas criam possibilidades mútuas. Bons profissionais são movidos por valores, vestem a camisa da organização, "servem de gás" para alcançar grandes objetivos, mostram propósitos no que fazem e incentivam ainda mais a empresa, de modo que ela possa crescer de maneira satisfatória. Por esses e outros motivos, desenvolver um processo seletivo com os julgados "perfis ideais" são de extrema relevância.

3) Ser diferente no mercado: buscar conhecimento a ponto de melhorar todos os procedimentos, de todos os setores da empresa, é fundamental. Apostar na comunicação, compreensão e humildade para com os funcionários e praticar experiências novas em conjunto, são fatores que despertam motivação e otimismo. Aliás, funcionários felizes, produzem mais. Logo, os procedimentos externos (busca por leads/clientes, por exemplo) se tornam mais fáceis, uma vez que desperta a curiosidade e confiança dos mesmos em relação às suas compras.

4) Investimento é uma necessidade: quando o assunto é loja de roupa, supermercado, farmácia, papelaria, padaria, bar ou restaurante, a automatização comercial pode ser uma ótima escolha, porque tempo é dinheiro. Juntamente com os produtos que agilizam processos, "nasce" a possibilidade de reduzir drasticamente a margem de erro humano (contagem de estoque ou informações que envolvam o setor financeiro, por exemplo), seja através de softwares de gestão, relógio de ponto , coletor de dados , impressora fiscal ou não fiscal , SAT fiscal , leitores de código de barras , pin pads , computadores , impressora de etiquetas ou de crachás , gavetas de dinheiro , ponto de acesso (dispositivo que aumenta os sinais Wi-Fi), entre outros equipamentos.

5) Palavra que não pode faltar no dicionário de um empreendedor: EXCELÊNCIA. Haverá sempre o que melhorar, por isso, planejar e verificar comportamentos de outras empresas pode ser eficaz, afinal, toda empresa quer ser melhor que a concorrência.



Website: https://www.automasite.com.br/
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade