1 evento ao vivo

Quando uma empresa tem foco e mesmo assim quebra

11 jan 2018
10h04
  • separator
  • comentários

Segundo pesquisas do SEBRAE, no Brasil existem 6,4 milhões de estabelecimentos. Desse total, 99% são micro e pequenas empresas (MPE). As MPEs respondem por 52% dos empregos com carteira assinada no setor privado (16,1 milhões de pessoas) e aproximadamente 50% das microempresas não conseguem sobreviver aos 2 primeiros anos de vida.

Foto: DINO

Um dos maiores desafios atualmente para as MPEs não está na falta de informação ou conteúdo perante a facilidade e infinidade de possibilidades perante à internet e sim em ter a clareza suficiente do seu negócio e saber quais as decisões assertivas que devem ser tomadas no curto, médio e longo prazo, mesmo sabendo que mudanças de rota serão necessárias perante um cenário de mudanças cada vez maiores.

Ter foco para obter resultados satisfatórios já não é mais a receita infalível para garantir o sucesso de um negócio. A nova realidade da economia e das empresas brasileiras vai muito além do simples investimento em energia, tempo, dinheiro e pessoas, em tarefas básicas e pré-definidas que nem sempre se transformam na receita financeira esperada.

"Como resultado desse processo temos micro, pequenos empresários frustrados com seu negócio, tendo poucas vendas e clientes, patinando com suas empresas, praticando a lei do máximo esforço e mínimo resultado e, muitas vezes, sem saber porque isso está acontecendo", destaca Renato Pradillas, coach de negócios e sócio da RP Resultado e Performance, empresa focada em desenvolvimento empresarial.

Os empresários que não sabem o que está acontecendo internamente em seus negócios muitas vezes buscam razões externas para justificar o mau desempenho. "Crise e retração da economia frequentemente viram as justificativas mais frequentes nos corredores das empresas", reforça Pradillas.

Segundo Pradillas, o problema não é falta de foco do empresariado, pois eles são muito dedicados e trabalhadores. A questão é a busca pela clareza. "Ter uma visão clara e objetiva de onde se quer chegar é um dos primeiros e mais importantes passos, antes mesmo de definir o foco e começar a atuar. Sem isto não temos como medir nosso progresso.", diz o especialista.

Diante desse cenário das MPEs, Pradillas tem uma meta audaciosa em quebrar a tradição de que o Brasil só começa a funcionar depois do Carnaval e já está montando uma Imersão para um grupo reduzido e seleto de micro e pequenos empresários por 3 dias.

Nesta imersão, o "foco" será montar todo o planejamento estratégico, um plano de ação e desenvolver habilidades em Vendas para que cada empresário possa bater as metas de ainda em 2018 e ter uma empresa mais sustentável e lucrativa.

A Imersão acontece em São Paulo nos dias 02, 03 e 04 de fevereiro de 2018, ou seja, uma semana antes do Carnaval.

Candidate-se a uma das vagas pelo link:
http://renatopradillas.com.br/imersaolapidar



Website: http://www.renatopradillas.com.br/imersaolapidar
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade