0

Outubro Rosa: Instituto Protea recebe apoio de parceiros para ajudar nos custos com tratamentos contra o câncer de mama

23 out 2019
01h22
atualizado às 07h47
  • separator
  • 0
  • comentários

As 60 mil mulheres diagnosticadas com câncer de mama a cada ano no Brasil conseguem contar com tratamento rápido e adequado, fundamental para elevar as chances de cura desta doença?

Essa pergunta, feita por Gabriela Antici, fundadora do Instituto Protea, foi o embrião da ideia de criar uma organização não-governamental que desse apoio a mulheres de baixa renda com câncer de mama, com o objetivo de agilizar o diagnóstico e tratamento, já que tempo é sinônimo de cura para essas mulheres. Esse embrião tomou corpo e vida e hoje o Instituto Protea é uma realidade.

Ações - O foco do Protea é proporcionar um tratamento digno e de qualidade a pacientes que não teriam condições de utilizar um serviço privado de saúde e, dessa forma, contribuir para mudar um triste quadro: uma em cada quatro brasileiras morre em até cinco anos de câncer de mama. São 42 mulheres por dia no Brasil que perdem a vida para uma doença com 95% de chances de cura, segundo dados do INCA - Instituto Nacional do Câncer.

O projeto Protea Amar - Atendimento ao Câncer de Mama de Alta Resolutividade -, tem o objetivo de aumentar o número de pacientes atendidas com suspeita de câncer de mama e realizar todos os exames de diagnóstico necessários em um só dia custeados pelo instituto.Com essas duas ações reduz-se o tempo de espera (em média de até 45 dias) entre o diagnóstico e o início do tratamento.

Essas iniciativas acontecem, em maior parte, no Hospital Santa Marcelina, em Itaquera, na zona leste de São Paulo, a região mais pobre e populosa da capital paulista. É lá que se concentra a atuação da ONG e as pacientes beneficiadas pelo trabalho.
Outro objetivo do projeto é oferecer a realização do exame de mamotomia, uma análise diagnóstica de nódulos não palpáveis, muitas vezes feito por meio de cirurgia.

Realizar este procedimento em um ambiente clínico é mais confortável e menos traumático para a paciente, com menor risco e em menor tempo. Duas vezes ao mês, pacientes são levadas do Hospital Santa Marcelina para o Laboratório Nova Diagnóstica para realizar a Mamotomia, custeado e com o acompanhamento da equipe do Instituto Protea.

Pessoas beneficiadas - No primeiro ano de funcionamento do Protea, mais de 260 mulheres tiveram consultas, exames e tratamentos (o que pode incluir cirurgia, quimioterapia e radioterapia) custeados pelo instituto. Nesse mesmo período, 720 mulheres do Ambulatório do Hospital Santa Marcelina foram beneficiadas com aumento das consultas de triagem, plantão de 1 médico, aumento do número de exames e redução do tempo de 45 dias para 1 dia para realização dos exames.

Empresas parceiras - Neste mês, o Instituto Protea firmou parcerias com empresas como a rede de Lojas Marisa, NK Store, De Goeye, Bolo à Toa, ByGracie, BAE, Paula Meinberg, FOM, Super Suite 77, O q vestir, Paper House, Yogini, Fillity, Sinhá, Lillas em Provence, dentre outras, que doarão parte das vendas de seus produtos ao Instituto e/ou que criarão movimentos internos para clientes e funcionários sobre a atuação do Protea e a conscientização sobre o câncer de mama, o que viabilizará ao Protea custear o atendimento a um número maior de mulheres de baixa renda.

Sobre o Instituto Protea - Fundado em 2018, o Protea acredita que todas as mulheres têm o direito à vida em sua plenitude e, portanto, têm o direito de receber um tratamento digno, de qualidade e de forma ágil após o diagnóstico do câncer de mama. Por isso, custeia consultas, exames e tratamentos contra o câncer de mama para mulheres de baixa renda. O câncer de mama é o tipo de câncer que mais mata mulheres no Brasil. Entretanto, se diagnosticado precocemente e tratado de forma adequada e com qualidade, tem até 95% de cura, de acordo com informações do INCA.



Website: http://www.protea.org.br

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade