2 eventos ao vivo

Lawtech Capixaba é aposta de passageiros que tiveram problemas com voos nacionais e internacionais

25 fev 2019
11h21
atualizado em 26/2/2019 às 11h27
  • separator
  • comentários

LawTech é o termo utilizado para denominar startups jurídicas que oferecem novas ideias, em forma de produto ou serviço, que buscam aprimorar e resolver os principais problemas do universo jurídico.

Foto: DINO / DINO

O termo, derivado das palavras law e technology, parte da premissa de utilizar a tecnologia para facilitar a rotina jurídica e oferecer soluções tecnológicas que garantam otimização do tempo de uma advocacia ou departamento jurídico de empresas. As startups do ramo exploram e identificam as deficiências do meio jurídico ou até mesmo de simples atividades diárias a fim de proporcionar uma rotina mais eficiente e produtiva.

Pensando nisso, a startup Liberfly trabalha buscando reparar danos que passageiros sofreram por problemas nos voos, bagagem extraviada ou overbooking. Funciona da seguinte maneira: passageiros relatam seus casos por formulário, chat ou telefone e um especialista em reparação de danos coleta detalhes do ocorrido e valida se é passível ou não de indenização. Caso seja possível, o especialista reúne a documentação necessária para buscar solução junto à empresa. Se não houver acordo, a startup realiza todos o direcionamento para escritórios competentes para dar início aos serviços jurídicos necessários para a solicitação da indenização.

Cada caso pode demorar de três a quatro meses para ser solucionado e o valor das indenizações, em média, fica entre R$ 2 mil e R$ 10 mil. Em casos de danos morais, além da indenização, o cliente poderá receber o ressarcimento de eventuais danos materiais que o passageiro tenha arcado.



Website: http://www.liberfly.com.br

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade