0

José Aldo tem arcada dentária mapeada por scanner intraoral

Lutador de MMA se prepara para a luta contra Max Holloway em 3 de junho

31 mai 2017
19h29
  • separator
  • comentários

A tecnologia já é uma realidade na Odontologia: em 2009, menos de 20% dos produtos de implantodontia eram digitais e, no ano passado, estes já representavam 70%. A previsão para 2019 é que este percentual aumente para 85%.

Vários atletas têm aproveitado os benefícios dessa inovação para evitar procedimentos incômodos, como o de tirar um molde para protetor bucal. Esse é o caso do lutador de MMA José Aldo que está se preparando para a sua próxima luta, em 3 de junho, contra o norte-americano Max Holloway. O dentista Gilberto Tepedino, da Sport Block, utilizou um scanner intraoral, o TRIOS da 3Shape, distribuído no Brasil pela Neodent e pela Straumann, marcas do Grupo Straumann, para fazer o molde da arcada dentária do atleta, com a finalidade de confeccionar o protetor bucal que será utilizado durante a luta.

Na forma convencional, o dentista coloca uma massa de silicone na boca do paciente para fazer o molde e espera cerca de cinco minutos até que endureça - o que pode ser bem desconfortável. Depois é preparado um gesso que é "derramado" neste molde para que possa ser feita uma réplica da boca. "Tempo, custo e precisão são os principais benefícios da atual Odontologia. Hoje, fazemos o escaneamento e a digitalização da boca do paciente, para então produzirmos a moldeira em uma impressora 3D, e assim podemos fazer o protetor bucal. Do jeito convencional, o protético demorava cerca de duas horas para confeccionar o molde de gesso, hoje, em impressão 3D demora 30 minutos", explica o consultor científico e Head Global de Educação Global & Pesquisa da Neodent, Dr. Sérgio Bernardes.

Foto: DINO
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade