2 eventos ao vivo

Forcepoint participa do Security Leaders SP com abordagem centrada no Ponto Humano para a eficácia da cibersegurança em redes sem perímetro

14 nov 2017
14h46
  • separator
  • comentários

A Forcepoint estará presente na 8ª edição do Security Leaders SP 2017 a ser realizada em 13 e 14 de novembro no Sheraton São Paulo WTC Hotel, em São Paulo, destacando sua abordagem de cibersegurança centrada no ser humano para a contenção das ameaças virtuais que colocam em risco os dados críticos de negócios e a propriedade intelectual.

Estimativas apontam que os gastos em cibersegurança alcancem US$ 113 bilhões em todo o mundo até 2020, mas os eventos de perda e violações de dados continuam a aumentar, com os incidentes quase dobrando entre 2015 e 2016. Os investimentos aumentam, mas as brechas não diminuem. E conforme também aumentam as ciberameaças, as superfícies de ataque continuam a expandir.

É fato que o perímetro tradicional das redes corporativas foi eliminado pela nuvem, trabalhadores remotos e BYOD. Os dados das empresas estão em todo lugar - em nuvens privadas e públicas, em mídia removível e misturadas às informações pessoais em dispositivos móveis de funcionários. Nesta nova era, a velha abordagem de segurança, em que se apostava em produtos pontuais, já não funciona e as organizações precisam se concentrar na única constante diante das mudanças tecnológicas: o Ponto Humano

É justamente na interação entre pessoas, dados críticos de negócios e propriedade intelectual que a tecnologia é mais habilitadora e a segurança mais vulnerável, uma vez que um único ato malicioso ou acidental de um funcionário pode burlar até mesmo os sistemas de ciberdefesa mais robustos e abrangentes. Ameaças internas resultam de qualquer cenário, desde simples enganos até ações mal-intencionadas, e abrem portas para as violações, inclusive o tão temido ransowmware.

Ao aplicar programas centrados nas ameaças internas é possível entender toda a movimentação de dados em uma organização, além das atividades dos usuários para criar uma proteção adaptável aos riscos. Quanto mais camadas de proteção aplicar, mais eficaz será a segurança, uma vez que não existe um sistema que garanta 100% de proteção. É necessário fechar todas as brechas possíveis, trabalhar com a defesa e mais na contenção através das análises preditivas e comportamentais para ter uma consciência situacional direcionada às estratégias de cibersegurança, com melhores tomadas de decisões e mitigações dos riscos.
Com a abordagem centrada no Ponto Humano, os participantes do evento poderão conferir como a tecnologia Forcepoint atende quatro necessidades essenciais:
? Proteção avançada contra ameaças para garantir que dados críticos e processos de negócios possam ser usados com segurança onde quer que residam ? no escritório, em mobilidade ou na nuvem;
? Visibilidade de ponta a ponta para monitoramento de todas as ações e tráfego digital, inclusive de Shadow IT, para melhores análises, gerenciamento e segurança;
? Análises avançadas transformam rapidamente informações de toda a rede em insights precisos para adoção de medidas assertivas;
? Segurança adaptável com inteligência contextual para permanecer à frente de ameaças em evolução.

Security Leaders SP 2017
13 e 14 de outubro
Sheraton São Paulo WTC Hotel
Av. Nações Unidas, 12559
http://www.securityleaders.com.br

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade