0

Faturamento do e-commerce na Black Friday deve ser 15% superior à 2017

Segundo estimativa, total de vendas deve chegar a R$2,43 bilhões na data

2 out 2018
17h49
atualizado às 18h57
  • separator
  • comentários

Uma das principais datas do calendário do comércio eletrônico brasileiro, a Black Friday deverá apresentar um expressivo aumento no volume de vendas, superando em 15% o faturamento da edição de 2017, conforme aponta a estimativa da Ebit Nielsen. Caso as vendas sigam as expectativas, o faturamento no comércio eletrônico deve alcançar o valor de R$2,43 bilhões na data.

Marcada sempre na última sexta-feira de novembro (este ano será realizada no dia 23), a Black Friday conquistou maior credibilidade frente ao público consumidor, principalmente após maior esforço do setor em oferecer descontos "de verdade", eliminando o que ficou conhecido como "metade do dobro", em que o varejista aumentava o valor do produto próximo da data, para dar a impressão de estar ofertando um grande desconto. Com isso estima-se que 88,6% dos consumidores tem a intenção de comprar algum produto na data.

O estudo também mostrou que a maioria das compras será para uso próprio. 69% dos consumidores pretendem comprar algo para si, enquanto 20% irão aproveitar a data para comprar um presente. Sendo assim, a Black Friday não representa riscos para as vendas de Natal, preocupação que fez com que o setor cogitasse a antecipação da Black Friday para setembro, proposta que foi rejeitada pelas associações comerciais.

Anderson Martins, da ImpressorAjato.com, é um dos profissionais do segmento de e-commerce com boas expectativas para a próxima Black Friday: "Mesmo com a concorrência do varejo físico, notamos ao longo dos anos que o público associou a Black Friday com o comércio eletrônico. Nós nos planejamos e fizemos bons acordos com nossos fornecedores nos últimos meses, assim garantindo que haverá descontos significativos na data", explica Martins.

De fato o estudo da Ebit Nielsen apresentou que, na edição de 2017 da Black Friday, mais da metade das vendas foram realizadas em lojas online, chegando a 52% do total. A expectativa do setor é de aumento no share para 2018. O tíquete médio estimado é de R$607,5, puxado principalmente pelo segmento de eletrônicos e smartphones, que estão entre os mais desejados pelo consumidor.



Website: https://www.impressorajato.com.br/

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade