1 evento ao vivo

F5 fatura US$ 563,4 milhões no terceiro trimestre do ano fiscal de 2019

21 ago 2019
09h01
  • separator
  • 0
  • comentários

A F5, líder em soluções que garantem a segurança e a entrega de aplicações corporativas, anuncia receita de US$ 563,4 milhões de dólares no terceiro trimestre fiscal de 2019, encerrado em 30 de junho. Se equiparado ao mesmo período de 2018, isso significa um aumento de 4%, o que equivale a US$ 21,2 milhões a mais.

A F5 encerra seu ano fiscal no dia 30 de setembro.

François Locoh-Donou, presidente e CEO da F5, explica que, desse crescimento, 91% está relacionado diretamente à venda de software e mais detalhadamente, que o resultado foi impulsionado pela demanda pela oferta de software em formato de serviço das soluções da companhia. "Nosso crescimento de software continua a ser impulsionado por casos de uso de segurança, incluindo Web Application Firewall e soluções de defesa e mitigação contra bots".

Os resultados do terceiro trimestre do ano fiscal de 2019 incluem a aquisição da NGINX, Inc., concluída em 8 de maio de 2019.

Segundo Locoh-Donou, empresas do mundo todo enfrentam, dia após dia e massivamente, uma gama cada vez maior de ameaças. Para resolver esse desafio, as empresas buscam soluções de segurança e de performance (em ambientes de nuvem privada, pública e multinuvem) para suas aplicações missão crítica. "Por isso, continuamos a executar nossa estratégia de expandir o nosso alcance e ampliar o nosso papel; ao mesmo tempo, seguimos fazemos a transição da F5 para um modelo impulsionado por software".

Locoh-Donou enxerga a receita deste quarter como um sinal de que os clientes estão começando a reconhecer a nova F5. "É o resultado de nossa repriorização de recursos de desenvolvimento, da introdução de novos e flexíveis modelos de consumo e, mais recentemente, da aquisição e integração da NGINX", conclui François Locoh-Donou.

Lucro GAAP x Não-GAAP

O lucro líquido GAAP do terceiro trimestre do ano fiscal de 2019 foi de USD 85,9 milhões, ou USD 1,43 por ação diluída, e inclui USD 41,0 milhões em remuneração baseada em ações, USD 30,1 milhões em custos relacionados à aquisição da NGINX, USD 8,7 milhões em custos de saída de instalações e USD 3,7 milhões em amortização de ativos intangíveis adquiridos. Comparativamente, no terceiro trimestre do ano fiscal de 2018 o lucro líquido GAAP foi de USD 122,7 milhões, ou USD 1,99 por ação diluída.

O lucro líquido não-GAAP do terceiro trimestre do ano fiscal de 2019 foi de USD 151,5 milhões, ou USD 2,52 por ação diluída, em comparação com USD 150,1 milhões, ou USD 2,44 por ação diluída, no terceiro trimestre do ano fiscal de 2018. Os lucros líquidos não-GAAP do terceiro trimestre do ano fiscal de 2019 e do terceiro trimestre do ano fiscal de 2018 excluem o impacto da remuneração baseada em ações e a amortização de ativos intangíveis adquiridos. O lucro líquido não-GAAP do terceiro trimestre do ano fiscal de 2019 exclui também os custos de saída de instalações relacionados à mudança da sede da Empresa e os custos relacionados à aquisição da NGINX.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade