2 eventos ao vivo

Especialistas alertam sobre os cuidados com o joelho e quadril no Crossfit

14 nov 2017
11h34
  • separator
  • comentários

Considerado o segundo país do mundo em número de locais de treinos de Crossfit, os chamados Boxes, o Brasil está contabilizando cada vez mais praticantes deste esporte que mescla elementos do atletismo com a ginástica olímpica.

Foto: DINO

Apenas o Estados Unidos possui mais espaços de Crossfit que o Brasil, que já supera Canadá e Austrália. Ao todo, são cerca de 611 boxes que ensinam a modalidade.

"Muita gente encontrou uma forma de praticar atividade física, trabalhar o sistema cardiovascular, e até mesmo participar de competições", explica o cirurgião do joelho e quadril, Thiago Fuchs.
No entanto, apesar dos treinos cativantes e motivadores, o especialista alerta sobre a importância de respeitar o limite físico de cada pessoa para evitar o risco de lesões.

"O Crossfit é uma modalidade que trabalha o corpo por completo, e também a mente, direcionando seus praticantes a completarem os objetivos propostos. Mas é fundamental que os treinos sejam individualizados para cada atleta, evitando agravar um problema já existente ou causar uma nova lesão nas articulações, principalmente no quadril, joelho, ombro e coluna", alerta o ortopedista Thiago Fuchs.

Os locais de Crossfit apresentam diferentes tipos de treinos e exercícios, tanto para iniciantes quanto para os praticantes mais experientes. O ideal, antes de fazer a matrícula é pesquisar um Box licenciado e que tenha instrutores capacitados e treinados. "Além disso, uma avaliação física inicial e as aulas de técnica dos exercícios para aprender a maneira correta de realizar cada movimento, contribuem para a prática saudável do Crossfit", completa.


Respeitar Limites - Uma das principais orientações do especialista é o respeito ao limite físico de cada pessoa.
"Existem diferentes níveis de exigência dos exercícios e de capacidade física dos praticantes. Portanto, um iniciante não deve tentar se superar realizando atividades acima do seu plano de treino. É preciso ter cuidados com alguns exercícios e respeitar o seu limite físico", reforça o cirurgião do joelho Rogério Fuchs, com mais de 30 anos de atuação.

Cuidados com o joelho - Entre as dicas para evitar lesões no joelho, Rogerio Fuchs, ressalta que movimentos com flexão acima de 90 graus podem aumentar em 5 a 7 vezes a sobrecarga na cartilagem articular e também nos meniscos (amortecedores do joelho), o que pode gerar uma lesão. "Atividades com saltos repetitivos podem gerar uma inflamação anterior no joelho, a tendinite patelar", alerta.

Cuidados com o quadril - O quadril também pode ser afetado por alguns exercícios, principalmente por aqueles que necessitam de uma hiperflexão do quadril - acima de 90 graus em relação ao tronco, como nos saltos em caixas e nos levantamentos de peso.
"Pessoas com alterações ósseas de impacto femoroacetabular precisam cuidar para evitar a lesão do labrum acetabular", menciona Thiago.

A orientação universal é para que em caso de dor, desconforto ou dificuldade para algum tipo de movimento no treino, procure uma orientação especializada e converse com o instrutor.
"Isso vai evitar problemas maiores, que podem levar ao afastamento das atividades por um período ou até a necessidade de uma cirurgia", finaliza Thiago Fuchs.




Website: http://institutofuchs.com.br
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade