1 evento ao vivo

Especialista em 'multicloud' aponta três principais razões para mesclar serviços de nuvem

21 out 2019
18h19
  • separator
  • 0
  • comentários

Muitas empresas ainda têm data center próprio. Até determinado ponto, faz sentido. O problema é que chega um momento em que o limite de armazenamento não é mais suficiente, obrigando a empresa a redimensionar a infraestrutura e fazer novos investimentos - o que implica numa equipe especializada de gestão e manutenção, além de recursos para garantir que tudo funcione perfeitamente, desde o controle de temperatura, até sistemas de backup e integridade da conexão de dados. Num estado crítico, em que se pode pôr em risco a segurança e a estabilidade do negócio, mesclar clouds ajuda a desonerar, evita desproporções e permite uma gestão mais adequada.

A transformação digital passa obrigatoriamente pela necessidade premente de mais espaço de armazenamento para o sem-número de informações geradas o tempo todo - incluindo aquelas originadas da troca de e-mails. Talvez por isso, a proporção entre data centers terceirizados e in house está se invertendo. E mais: as empresas estão percebendo que é mais negócio investir em ambientes multicloud.

Na opinião de Adriano Filadoro, diretor da Online Data Cloud, deixar de depender apenas de um fornecedor de nuvem, onde seus dados e serviços são armazenados e gerenciados, e contar com uma gama maior de fornecedores vem se desenhando como a melhor proposta no cenário atual, extraindo o melhor de cada fornecedor. "Trata-se de um passo enorme e de relativamente baixo custo para as empresas, já que vão poder contar com uma nuvem para cada especificidade de serviço, com resolução mais rápida de problemas e maior segurança".

O especialista em nuvem aponta três principais razões para investir em ambientes multicloud:

1) Extrair o melhor de cada fornecedor de nuvem, tendo acesso à melhor plataforma para os negócios. "O uso de múltiplas nuvens representa maior flexibilidade, inovação e inclusive conformidade regulatória. Trata-se de uma nova era de inovação nos negócios e que tem muito ainda que se desenvolver. Ambientes multicloud têm a fundamental virtude de desbloquear agilidade, eficiência e economia de custos sem precedentes. Apesar dos desafios, o fato de poder utilizar nuvens com tecnologias e características diferentes garante ótimas perspectivas para os próximos anos".

2) Cada empresa tem o controle de suas informações e de seu destino. "Guardadas as devidas proporções, é como se um investidor, por precaução, distribuísse seus investimentos entre vários produtos rentáveis - reduzindo bastante o risco de grandes perdas. Na nuvem, diversificar significa não ficar preso num único fornecedor, pagando às vezes por espaços e serviços que quase nunca utiliza. Ambientes multicloud permitem analisar caso a caso e decidir qual provedor atende melhor a determinada demanda, podendo encontrar caminhos entre a nuvem pública, privada ou híbrida".

3) Mesclar nuvens aumenta a segurança de operações e informações. "Ao contrário do que muito gestor pode pensar, de que se apoiar em múltiplas plataformas de nuvem torna o negócio mais vulnerável, investir em ambientes multicloud eleva o nível de segurança. Uma coisa é certa: a maior parte das violações ocorridas nos últimos anos vem de bancos de dados internos, não baseados na nuvem. Isto porque o papel do gestor de nuvens é justamente identificar as necessidades e os temores de seus clientes, investindo em provedores especializados em funções específicas. Saber lidar com a integração entre os vários componentes de tecnologia dos fornecedores pode ser o X da questão. Mas esse problema pode ser racionalmente solucionado terceirizando a gestão das nuvens com empresas especializadas. O que importa é ter um negócio ágil, estável e seguro".

Fonte: Adriano Filadoro, sócio-diretor da Online Data Cloud - empresa com 25 anos de atuação na indústria de tecnologia da informação. www.onlinegroup.com.br



Website: http://www.onlinegroup.com.br

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade