1 evento ao vivo

Especialista dá dicas de finanças para o futuro das crianças

11 out 2018
12h13
  • separator
  • comentários

De acordo com um estudo realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CDL), consumidores de 25 e 29 anos representam 46% da inadimplência no País, já os que têm 16 a 24 anos, a proporção é de 19%. Se somado os dois grupos representam cerca de 12,5 milhões de pessoas, o que mostra a falta de educação financeira dos jovens brasileiros. São muitos jovens com dívidas atrasadas nesta faixa etária, detendo assim um lugar considerável no ranking de brasileiros negativados .

Segundo o especialista em educação financeira e fundador do Grupo The One, Uesley Lima, "esse dado é preocupante por inúmeros fatores, o principal deles é a idade, jovens começando a vida útil já com problemas financeiros, fazendo com que seus sonhos e objetivos pessoais e profissionais sejam adiados, ou até mesmo deixados de lado, dependendo da estrutura familiar e educacional de cada um". O educador reforça a importância de preparar esse público para a vida adulta através de educação financeira que começa quando eles são crianças.

Diante de todos esses fatos, o especialista que também é trader da Bolsa de Valores e está com um programa de aulas gratuitas via YouTube que se chama "Bolsa de Valores de A a Z", que tem como objetivo ensinar conceitos importantes deste mercado para todas as idades, listou oito conceitos sobre finanças que podem ser ensinados a crianças de até 10 anos de idade, a fim de encaminhá-las para uma vida financeira saudável. Confira:

1 - Poupança
Procure ensinar as crianças a como poupar dinheiro tentando materializar o ato. Por exemplo: quando der um cofrinho para elas, ensine-as a separar o dinheiro e definir o destino para cada quantia. Assim, poderão entender que o dinheiro do 'cofrinho 1' é para um gasto imediato, e o do 'cofrinho 2' para algo mais específico.

2 - Crédito
Para ensinar as crianças o que é empréstimo, procure fazer com que emprestem uma coisa e estipulem um prazo de entrega. Para o especialista o ideal é que esse ato seja executado sempre de forma lúdica, frisando a importância de que o objeto emprestado deve ser devolvido no prazo e, caso haja algum atraso, haverá certo grau de 'punição'.

3 - Administração de recursos
Esse conceito é muito importante e está relacionado à poupança. Os pais já gastam dinheiro com as crianças, e com isso, é necessário trazer a elas a ideia da mesada e o que podem fazer com o dinheiro que irão receber. Desse modo, é possível que valores sejam desenvolvidos, além do ato de administrar os recursos que tem.

4 - Investimento
Mesmo não sendo uma tarefa fácil mostrar para os pequenos que o dinheiro evoluirá e que conseguirão economizar, procure introduzi-los no universo dos investimentos. Quando estiver lendo uma notícia, por exemplo, mostre e explique o que é uma ação, ou quando passar perto de uma grande empresa conte alguma curiosidade, como 'você sabia que pode ser dono dessa empresa, comprando um 'pedacinho' dela?. Outra forma de instigá-los é usando objetos para ilustrar suas explicações.

5 - Preços
Toda vez que fizer uma compra cotidiana, mostre à criança o preço do produto adquirido. Diga que aquilo que está consumindo tem um valor e precisa ser pago. Talvez você possa pensar que é algo chato de ser feito, entretanto, Lima ressalta que é a partir de pequenas lições como essa, que se caminha para um controle orçamentário estável.

6 - Consumo
Como tirar o consumismo das crianças? De início é fundamental explicitar a elas o que é compulsão. Nesse caso, as propagandas da televisão servem como ótimas opções. Use o objeto principal da propaganda para demonstrar a ideia de compulsão e o que ela realmente precisa.

7 - Dinheiro
Outro ponto muito importante é ensinar o que é o dinheiro, a moeda e o cartão. Quanto a este último, busque mostrar que quando o cartão é passado na 'maquininha', determinada quantia sairá da sua conta. Inicialmente, busque familiarizá-las com esses conceitos.

8 - Renda
Segundo o especialista, desde a infância, você pode ensinar aos pequenos que, para ter dinheiro é preciso na idade adequada, trabalhar e empreender. Com isso, além de ajudá-la com a educação financeira, ainda pode contribuir com a exposição de diferentes profissões, consequentemente evidenciando que tal função lhe renderá dinheiro futuramente.

Para acompanhar o educador financeiro nas redes sociais e ficar por dentro de outras dicas importantes para melhorar a sua vida financeira e a de sua família, acesse o YouTube: Grupo The One, Instagram: @uesleylima e Twitter: @limauesley.



Website: http://www.grupotheone.com.br
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade