0

Escritor Fernando Sabino ganha espaço cultural no mês em que completaria 95 anos

11 out 2018
15h43
atualizado em 12/10/2018 às 07h55
  • separator
  • comentários

Desde criança, o renomado escritor mineiro Fernando Sabino era um pensador compulsivo, de alma inquieta, e que buscava conhecer o que havia por trás das coisas. Para perpetuar este legado e manter viva a obra do autor, um espaço dedicado à memória de Sabino será inaugurado em Belo Horizonte em 12 de outubro, dia em que o escritor completaria 95 anos. Além de funcionar como registro histórico, o Espaço Cultural Encontro Marcado com Fernando Sabino abre as portas no Mercado Distrital do Cruzeiro com a proposta de promover a cultura e a educação entre os mais jovens. O espaço vai funcionar de terça à domingo, de 8h às 17h30.

Foto: Crédito_Arquivo Pessoal Bernardo Sabino / DINO

O público vai poder visitar uma exposição permanente sobre a vida e obra de Fernando Sabino, que publicou crônicas, livros e dirigiu filmes durante sua extensa trajetória artística. O espaço cultural terá uma sala de leitura com uma estante de livros autografados por escritores que presentearam Sabino e um ambiente inspirado na casa do autor. Além disso, terá uma réplica do banco da Praça da Liberdade, que inspirou um dos principais livros de Fernando Sabino, "Encontro Marcado".

Uma linha do tempo, distribuída em 14 painéis, vai ser montada no local para expor a cronologia de vida e obra do autor. Durante a inauguração do centro cultural, o artista DMS vai grafitar um dos personagens mais marcantes de Sabino, a galinha do livro Menino do Espelho, terceiro do autor, lançado em 1982. Os visitantes também poderão ver uma estátua com os chamados "Quatro Cavaleiros do Apocalipse": os escritores Fernando Sabino, Hélio Pellegrino, Otto Lara Resende e Paulo Mendes Campos.

Bernardo Sabino, filho de Fernando e presidente do Instituto homônimo ao pai, ressalta o caráter educativo cultural do projeto. "O espaço vai contribuir para perpetuar a obra de meu pai e reforçar a importância dele no cenário cultural de Minas Gerais, estado onde ele nasceu e formou as bases da sua trajetória de vida. Além disso, será um importante polo de educação e disseminação da cultura para crianças e jovens. Essa atemporalidade da obra de meu pai e a possibilidade de dialogar sobre arte com todas as gerações por meio do legado dele é o que dá sentido ao projeto", reforça.

Para reforçar o perfil social da iniciativa, a inauguração do espaço cultural vai contar com uma ação especial. A cada livro de Fernando Sabino vendido no evento, outro título publicado pela editora Record será doado à biblioteca de uma escola pública de Minas Gerais.

Atrações culturais

Além da exposição permanente, uma série de atrações artísticas gratuitas estão programadas para marcar a inauguração do Espaço Cultural Encontro Marcado com Fernando Sabino. A partir de 9h, três oficinas para crianças e adultos movimentam o evento. A artista visual Ana Carvalho ministra um workshop de desenho e pintura, que terá como referência a representação livre dos personagens de Sabino.

O artista Davi de Melo Santos, mais conhecido como DMS, conduz uma oficina de graffiti cuja proposta é criar uma ponte entre o universo literário de Sabino e o uso da imagem, por meio de um mural coletivo que será desenvolvido juntamente com as crianças. DMS é mineiro e possui trabalhos de street art espalhados na Europa, Oriente Médio e Ásia.

Ainda às 9h, o público vai poder participar de uma oficina de percussão com o grupo Karakuru, conduzida pelo instrutor Tunico Villani, que trabalha há 20 anos com musicalização para jovens de projetos socioculturais em Minas Gerais. Depois da oficina, os participantes vão apresentar ao público presente algumas técnicas aprendidas durante a aula.

A inauguração do centro cultural também vai contar com intervenções teatrais. Às 10h, o público vai poder conferir o espetáculo "O menino Sabino', desenvolvido pela Cia Conta Cantos, que vai reunir contação de histórias e música, com percussão, violão e voz. Às 15h, o grupo Todo Cultura apresenta a peça "O mundo encantado de Sabino", com a dramatização de cenas curtas, histórias e contos do escritor voltados para crianças.

Shows

Quem prestigiar a inauguração do Espaço Cultural Encontro Marcado com Fernando Sabino vai poder aproveitar, ainda, diversos shows. Às 12h30, o grupo Charanga Pop faz uma intervenção musical que mistura instrumentos de sopro, percussão e guitarra e caminha por vários estilos musicais, como rock, pop e jazz. Às 17h, o projeto Latinamérica une o violonista espanhol Júlio Ramirez aos mineiros João Vianna, no trompete, e Luciano Soares, também no violino, para uma apresentação que inclui música flamenca e temas latinos.

Às 19h, o cantor Mário Noia -que já gravou 6 álbuns e passou por festivais em Londres, Zurique e Lisboa- apresenta releituras da MPB, música baiana e composições próprias, em parceira com os músicos Fernando Delaretti, no teclado, Neo Andrade, no contrabaixo, e Robson Assis, na bateria. Às 21h30, o grupo Ritmos Urbanos, mostra a diversidade de estilos brasileiros, em um passeio pelo Samba-Rock, Reggae, MPB e outros. O músico João Vianna ainda fará um solo de jazz, com participação de Bernardo Sabino, em homenagem à Fernando Sabino, que também foi baterista de jazz.

Projeto Encontro Marcado

O espaço cultural será a base de uma iniciativa itinerante que já é desenvolvida há 13 anos. O projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino desenvolve eventos culturais em torno da memória do autor, com uma agenda de atividades pedagógicas e projetos de sustentabilidade em escolas da rede pública de São Paulo, Rio de Janeiro e principalmente em Minas Gerais.

As exposições do projeto destacam trabalhos artísticos realizados por alunos em oficinas e diversas atividades culturais. Durante cinco meses, as escolas desenvolvem pesquisas e trabalhos em workshops artísticos coordenados por professores. Logo depois desta fase, a mostra sobre a vida e a obra de Fernando Sabino é montada para expor os trabalhos e as atividades artísticas produzidas pelos alunos em sala de aula. Em 10 anos, o projeto já esteve presente em cerca de 60 municípios, envolvendo mais de 700 mil alunos.

Em Minas Gerais, seis cidades recebem o projeto este ano: Peçanha, Cantagalo, São Gonçalo do Rio Abaixo, Antônio Dias, Bela Vista e Catas Altas.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade