0

Cartório Digital agiliza documentação no RS

24 abr 2020
16h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Uma solução inédita e desenvolvida no Rio Grande do Sul facilita o funcionamento dos Tabelionatos de Notas do Estado durante o período de quarentena, sem que o cidadão ou até mesmo o tabelião precise sair de casa.

Foto: Crédito: Bruno Lois / DINO

Com horários reduzidos e, eventualmente, fechados, 24 cartórios gaúchos que utilizam o Cartório Digital puderam seguir cumprindo com os atos e fornecendo aos usuários documentos como escrituras públicas de compra e venda, procurações, atas notariais, reconhecimentos de assinaturas e autenticações de cópias digitais. Somente na primeira quinzena de abril foram mais de 120 atos agilizados digitalmente e com segurança jurídica pela plataforma projetada pela Doc.Space, startup sediada no Tecnopuc.

Por meio do site www.cartoriodigital.net.br o processo pode ser aberto, desde o protocolo da requisição, passando pelo pagamento dos emolumentos devidos pelos serviços, a assinatura dos documentos, até o efetivo registro do ato, exigindo que o usuário possua e-CPF ou e-CNPJ.

A novidade será base da Central Integrada de Serviços do Colégio Notarial do Rio Grande do Sul, que inicia sua operação ainda em 2020 e permitirá aos 468 Tabelionatos de Notas do RS uma experiência 100% digital, agilizando e simplificando o acesso aos serviços. Dessa forma, parte dos cerca de 27 milhões (dados do CNJ) de atos praticados no estado passará a realizada via internet.

"É algo novo e que confere modernidade aos cartórios, conectando os serviços dos tabelionatos com as demandas da população, cada vez mais conectada e digital. Ao mesmo tempo, facilita a vida das pessoas neste momento delicado, de isolamento social, oferecendo a facilidade de se obter documentos sem precisar sair de casa", avalia Eduardo Arruda, CEO da Doc.Space.



Website: http://www.cartoriodigital.net.br

Veja também:

Motociclista fica ferido em colisão na Avenida Cardeal
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade