PUBLICIDADE

BLW: por que deixar o bebê no controle de sua introdução alimentar?

Técnica surgiu no Reino Unido e ganha cada vez mais adeptos em todo o mundo. Estudo realizado no Brasil mostra que crianças expostas a esta técnica são menos propensas ao excesso de peso.

13 mai 2021 15h36
ver comentários
Publicidade

Um dos maiores desafios dos pais quando o bebê completa seis meses de idade é escolher a melhor forma de iniciar sua introdução alimentar. Isso porque constantemente surgem novas técnicas, baseadas em pesquisas e estudos recentes, e fica bem difícil decidir qual será a melhor opção a ser adotada dentre tantas disponíveis, principalmente entre os pais de primeira viagem.  

Foto: DINO / DINO

E uma das técnicas que vêm ganhando cada vez mais adeptos nos últimos anos é o BLW ou Baby Led Weaning, o equivalente a Desmame Guiado pelo Bebê em português. Criado pela enfermeira Gill Rapley, no Reino Unido, o BLW é uma forma relativamente recente de introdução de alimentos em que o bebê se alimenta sozinho com alimentos devidamente cortados para que possam ser levados à boca com a ajuda dos dedos, sem qualquer talher. 

"O grande diferencial dessa técnica é que ela vai totalmente contra a imagem tradicional de alimentação que a gente tem, de uma papinha feita com legumes bem amassadinhos e servida com uma colher", explica a nutricionista materno-infantil Rebeca Scaravelli, que recebe diariamente pais e mães em seu consultório, buscando orientações sobre o método.   

Quem escolhe alimentar seu bebê através desta técnica, precisa pensar os alimentos de forma diferente, já que eles devem ser cortados em pedaços que o bebê consiga pegar sem nenhuma dificuldade. Legumes, carnes cozidas e frutas maduras são os itens mais recomendados durante a primeira etapa. 

"O mais importante é permitir que a criança seja exposta a uma ampla variedade de sabores, cores e texturas, para que, no futuro, ela esteja habituada com os alimentos e tenha menos restrições no paladar", pontua Scaravelli. "Além disso, a criança também trabalha suas habilidades motoras finas e tem um excelente desenvolvimento sensorial, já que passa a conhecer diferentes temperaturas, cores, texturas e gostos diferentes", afirma. 

Aqui no Brasil, inclusive, um estudo recente realizado pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) mostrou que, quando comparados aos bebês que tinham uma conduta alimentar tradicional, os bebês adeptos ao BLW foram menos propensos ao excesso de peso, menos exigentes em relação ao alimento e consumiam os mesmos alimentos da família.

Outra vantagem do BLW é a autonomia e a independência que a técnica proporciona aos bebês, afinal, são eles que escolhem o que comer e quanto comer. Segundo Scaravelli, no entanto, essa é justamente a parte mais complicada para os pais. "Muitos ficam inseguros, com medo que a criança não tenha comido o suficiente durante a refeição. Por isso, é explicado aos pais que o bebê tem os mecanismos de fome e saciedade bem definidos e também são aconselhados a manter o aleitamento materno em livre demanda, mesmo após a introdução alimentar, para que eles possam ficar mais confortáveis em deixar o bebê livre para fazer suas escolhas", explica. 

Quando iniciar o BLW

A partir dos 6 meses de idade, se o bebê tiver todos os sinais de prontidão, já é possível utilizar o BLW com ele. No entanto, é importante lembrar que as habilidades de mastigação em algumas crianças podem não estar totalmente desenvolvidas até os 9 meses. E a adoção do BLW irá ajudar até nisso.

"Alguns pais ficam bem assustados no começo com a enorme quantidade de cenouras, brócolis e batatas espalhadas pelo chão ao final da refeição. Mas essa é uma fase que acaba rápido e não há nada mais prazeroso do que ver o seu filho explorando, conhecendo e experimentando os diversos alimentos. Então, meu principal conselho para quem está começando é: relaxe e aproveite o momento. Faça várias fotos. Vai ser muito divertido lembrar de tudo isso depois", finaliza Scaravelli.

Rebeca Scaravelli

www.rebecascaravelli.com.br



Website: https://www.rebecascaravelli.com/post/como-funciona-o-metodo-blw

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade