1 evento ao vivo

Amanda Cortes lança o clipe oficial de Branca Flor

O videoclipe do novo single da compositora mostra todo o poder do samba e do amor

13 jun 2018
10h12
  • separator
  • comentários

A cantora e compositora paranaense radicada em Curitiba, Amanda Cortes lançou em junho de 2018 o videoclipe do single "Branca Flor", com produção de vídeo de Stadler Films e com áudio gravado e mixado no Nicos Estúdio com direção musical de Gustavo Moro além dos arranjos e produção musical de Marcio Rodrigues.

Foto: DINO

A música dedicada à filha Yasmim, que é autista, traz o amor de mãe musicado em forma de um samba encantador e poderoso, que traz os violões de 7 e 6 cordas de Gustavo Moro, cavaquinho de Caio Murilo, banjo de Marcinho Rodrigues, contrabaixo de Nabio Rodrigues, Tiago Mello na percussão e Rossano Lopes no tantan e surdo, Nego Batera na bateria, flauta transversal de Marcela Zanette e os backings vocals de Márcinho Rodrigues,Ciro Morais, Vinicius Reis Tiago Mello e Amanda Cortes.
Assista aqui: https://www.youtube.com/watch?v=QN41G73I3w4

"Em meio ao caos, você me faz renascer todos os dias, sempre mais forte e mais completa. Nem mesmo a imensidão do mar, com todo seu esplendor, é capaz de definir o tamanho do meu amor por você, Branca Flor, minha 'Mimim'. Pra sempre, mamãe" - Depoimento emocionante de Amanda Cortes para Yasmim.

Mais sobre Amanda Cortes
A música vem de berço. Filha do Maestro Cortez com a professora de música Loide Zemuner, Amanda começou ainda criança cantando na igreja e gravando alguns trabalhos com o pai. Fez seu primeiro recital de piano aos 9 anos na Associação do Banco do Brasil (ABB) através do Conservatório de Piano Vila Lobos.
Aos 17 anos engravidou de Yasmim e precisou se afastar dos palcos. Yasmim foi diagnosticada com autismo e Amanda se dedicou inteiramente à filha. Pensando em como inserir a música de uma forma que ajudasse na rotina da pequena, em 2005 ingressou no curso de musicoterapia na Faculdade de Artes do Paraná (FAP).
Integrou os primórdios do Samba de Saia, um dos primeiros grupos de samba feminino de Curitiba e ganhou experiência em sua passagem pela Banda Cores (banda Show). Ao lado do irmão, se dedicou ao Trio Maria Loka onde passeavam pelo universo do pop rock.
Com a vontade de voltar para o samba, fundou em 2008 o grupo Hora Brasil ao lado de Marcio Rodrigues (cavaquinho), Vinicius Chamorro (violão 7 cordas) e José Viana (pandeiro), vários músicos convidados, tocando cada vez mais em casas e eventos de Curitiba.

Em 2015 se lançou como artista solo e a veia de compositora fluiu com a música "A força de um amor" que foi a primeira composta pra filha Yasmim. Através da página da Fundação Cultural de Curitiba, o vídeo viralizou e acabou se tornando um dos hinos do autismo na cidade, o que despertou em Amanda o ativismo para se engajar na conscientização do transtorno e no apoio às famílias. Com essa música, realizou a abertura do evento do Dia Internacional da pessoa com Deficiência, realizado na Praça Boca Maldita pela Fundação e Prefeitura.


Gravou sambas enredo para as Escolas "Unidos do Herval" e " Escola Aliança" de Joaçaba em Santa Catarina, além de ser a intérprete da escola "Leões da Mocidade" de Curitiba. Com Ciro Moraes, fez participação no espetáculo "Tributo à Roberto Ribeiro" no Teatro Paiol e no show de lançamento do CD "Nossa Aldeia" no Teatro Guaíra.


Abriu o show de Serginho Miriti, Marquinhos Satã, Leandro Sapucaí, Toninho Gerais (compositor de "Mulheres", música eternizada na voz de Martinho da Vila), Sombrinha (parceiro de Arlindo Cruz) e participou como intérprete do Especial Amantes de Chico, em homenagem a Chico Buarque realizado na casa Dizzy Café Concert.


Nesta época começou a trabalhar na área de produção musical e agenciamento de shows de samba para casas da cidade, assinando a produção musical do evento da Escola de Dança Edson Carneiro Realizado no Clube Santa Mônica, da escola de dança Tati Asinelli com participação do dançarino Carlinhos de Jesus realizado na Associação do Tribunal de Contas (ABRTC), do evento de confraternização do Iate Clube de Curitiba 2016, do jingle da Rádio Banda B, entre outros. É cantora também nos projetos "Quintal de Cantor", "Samba da Firma" e "Studio 90".

Prêmio Revelação do Samba em 2014 e em 2018 foi premiada como Destaque do Carro de Som e Intérprete, juntamente com meus companheiros da Equipe Leões da Mocidade.

Para completar a saga da artista, este ano idealizou o evento "É Samba Que Elas Querem" que traz mulheres do samba, cantoras, compositoras, instrumentistas diferentes a cada edição.

Serviço:
amandacortesoficial@gmail.com
@AmandaSamba
https://www.facebook.com/cantoraamandacortes
https://www.facebook.com/Samba-que-Elas-Querem

Assessoria de Imprensa: Amanda Lyra - VRCom Comunicação

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade