2 eventos ao vivo

A transformação do mercado de erva-mate no Brasil

Conhecer novos rótulos e explorar novos sabores. A busca do consumidor moderno por produtos melhores e empresas inovadoras.

2 jul 2020
10h01
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A erva-mate representou o início da amizade entre 3 amigos. Eles compartilharam a primeira cuia em um acampamento de verão, quando um deles (hoje um famoso YouTuber: o "Alquimista do Mate") apresentou uma variedade de ervas nunca antes vista. Daquela paixão surgiu uma grande ideia: um clube que levaria novas ervas-mate à casa de várias pessoas.

Foto: Mate in Box / DINO

Para desenvolver o clube de assinatura, os fundadores procuraram entender os problemas enfrentados pelos consumidores de erva-mate. Descobriu-se que muitas pessoas enfrentam dificuldades para encontrar a erva-mate ideal. Pouca variedade e falta de informações sobre o produto eram os problemas mais comuns.

O clube surgiu para sanar todos estes problemas. Todos os meses os clientes recebem uma erva-mate selecionada pelos "mate hunters" do clube, junto com informações sobre a local de origem, plantio e histórias sobre aquele produto. 

A surpresa é o grande diferencial do clube. Os clientes não sabem qual será a erva-mate selecionada para o mês seguinte, o que enriquece muito a experiência. "Queremos mostrar que erva-mate não é tudo igual! Assim como os vinhos, cada erva-mate possui suas características específicas, a variar pela região, altitude, solo, taxa de insolação, irrigação, entre outros", contam os fundadores.

O que os assinantes do clube dizem

"Para mim o contato com os assinantes é a parte mais legal", conta Brian. "São frequentes as mensagens que recebemos do tipo: Muito obrigado! Antes era muito difícil encontrar erva de qualidade em minha cidade. Hoje, o momento de abrir o Box faz parte da rotina da nossa família".

A alquimia do Mate e o maior canal no YouTube

Um dos sócios da empresa é hoje um dos maiores YouTubers mundiais do universo da erva-mate. No canal da empresa o "Alquimista do Mate" apresenta de forma divertida todo tipo de informação sobre a bebida. O canal que hoje já passa de 1 milhão de visualizações é considerado a maior fonte de informações sobre erva-mate de toda web

"Queremos levar a erva-mate a pessoas que ainda não conhecem a bebida. É comum a associação da erva-mate com o chimarrão ou tereré, mas o mate vai muito além. No nosso canal, mostramos que todas as pessoas podem curtir um bom mate, na cuia, ou até na caneca de porcelana que têm em casa", conta Conrado, o Alquimista do Mate.

Inovação e novos produtos para o mate

A empresa rompeu com paradigmas no setor da erva-mate. Recentemente, foram lançadas as cuias Mate in Box. Diferentemente das cuias de porongo ou madeira, as cuias de inox são bastante higiênicas e não mofam. Versáteis, podem ser utilizadas para mate quente ou gelado.

"Ficamos receosos no início. Será que o mercado vai aceitar? Mas em pouco tempo, percebemos que o mate precisava romper com o status quo. As pessoas abraçaram a causa e os produtos do Mate in Box. Hoje, percebemos que o mercado de mate está sedento por inovação. Acreditamos que isso deverá abrir novos caminhos para expansão do mercado da erva-mate em todo o país", conta um dos fundadores.

De olho no futuro

O clube já possui parcerias com diversas ervateiras e produtores. Pensando sempre na prosperidade do setor ervateiro, a ideia é fazer com que todos os parceiros também se beneficiem com a expansão do mercado. "Nosso mercado é muito grande e ainda existe muito espaço para crescimento! Além disso, o estudo mostra que uma vez adquirido o hábito do Mate, a pessoa o leva para onde for", conta Selen, um dos sócios. A empresa, que conta com o apoio de órgãos de fomento de startups e incubadoras da região leste catarinense. O projeto tem como meta chegar a 25.000 assinantes em 3 anos. 



Website: https://mateinbox.com.br/

Veja também:

Explosão no Líbano: BBC visita epicentro do desastre no porto de Beirute
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade