0

A implementação de Comunidades de Práticas (CoP) nas empresas acelera o desenvolvimento de competências

10 jul 2020
08h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Investir e patrocinar o desenvolvimento de Comunidades de Práticas nas organizações é uma estratégia interessante para empresas que desejam acompanhar a evolução e os desafios do mercado.

Foto: DINO / DINO

As Comunidades de Práticas (CoP) representam um grupo de pessoas, guiado por um propósito comum, onde suas ações sempre se desdobram em evolução de conhecimento, principalmente no conhecimento tácito.

Elas são um importante canal para o desenvolvimento profissional e cultural nas organizações, pois não dependem das estruturas formais e oficiais da companhia para contribuir com a elevação do nível de conhecimento das pessoas.

No âmbito da agilidade, por exemplo, a CoP tem se mostrado um importante instrumento de catalização dos métodos e ferramentas, pois apesar de algumas vezes emergir de contextos específicos, pode contagiar outras áreas da organização, rompendo barreiras institucionais.

Dentre os benefícios de se ter uma CoP, os mais relevantes são relacionados à quebra de silos, ao estímulo ao ambiente de colaboração, à diminuição da dependência do ensino formal e ao aumento do conhecimento tácito.

Em uma comunidade madura, onde os vínculos são fortes, há uma tendência de desenvolvimento de profissionais de alta performance, que apesar de atuarem como especialistas em suas áreas, têm uma bagagem organizacional mais robusta e preparada para mudanças. Entretanto, alcançar um estágio de maturidade elevada em uma comunidade, envolve um nível de dedicação elevado.

Experiências anteriores da consultoria italiana Bip na implantação de CoP apontam que a receptividade das pessoas a este movimento é muito positiva em todos os níveis funcionais. Isto porque, de forma geral, os funcionários sentem-se mais protagonistas em meio aos novos desafios da companhia, e mais preparados para o dinamismo das práticas, uma vez que têm um compromisso regular de interação.

Motivados por essas iniciativas, a Bip lançou o Agile to Dare, uma comunidade de práticas de agilidade. A empresa entende que a agilidade é um meio para que as organizações consigam se preparar para o inesperado. Com a aplicação da CoP, foi possível entender que a empresa é capaz de alcançar novos objetivos, inovar, transformar as entregas, bem como transformar a companhia.

O aprendizado coletivo de conhecimento baseado na experiência, tem potencial para sustentar a estratégia das organizações na disseminação de novas práticas e valores culturais.



Website: https://bipbrasil.com.br/

Veja também:

Explosão no Líbano: BBC visita epicentro do desastre no porto de Beirute
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade