PUBLICIDADE

Diagnóstico precoce nas cardiopatias congênitas é fundamental no tratamento da doença

Segundo dados do Ministério da Saúde, 1 em cada 100 crianças no Brasil nascem com problemas no coração.

17 jun 2021 11h44
ver comentários
Publicidade

Uma em cada cem crianças do Brasil nasce com um problema no coração, de acordo com o Ministério da Saúde. Devido a este e outros dados alarmantes, o dia 12 de junho foi escolhido para chamar a atenção da população, do poder público e da Saúde para os cuidados com a cardiopatia congênita, que são estas doenças que já se formam no coração do bebê, antes mesmo do nascimento.

Foto: DINO / DINO

Outro importante exame que deve ser feito nos recém-nascidos é o Teste do Coraçãozinho, feito entre 24h e 48h após o parto (para os bebês que nasceram com mais de 34 semanas). O teste é lei, vale para toda criança nascidas no Brasil e é indolor. Consiste em colocar um aparelho chamado oxímetro na mão direita do bebê e outro no pé esquerdo. O equipamento mede a quantidade de oxigênio no sistema circulatório.

Um pequeno milagre

Vitório Silva Lemos é um milagre na vida de Priscila Silva e Eduardo Lemos. Com 12 semanas de gestação, cerca de 3 meses, os pais descobriram uma malformação na parede do abdômen do filho. Após exames e a confirmação do problema, a equipe médica desconfiou que Vitório também poderia ter algum tipo de cardiopatia. Com 22 semanas de gravidez, as suspeitas se confirmaram.

Original de Uberlândia, Priscila se preparou para o nascimento do filho, no Hospital da Criança e Maternidade (HCM), de São José do Rio Preto/SP. "Por indicação dos médicos, decidimos que nosso filho teria de nascer no mesmo hospital onde receberia os tratamentos. Assim que nasceu, ele ficou quase 2 meses na UTI. Foram várias cirurgias na barriguinha e no coração. Por isso, a importância de diagnóstico precoce e de equipes especializadas para cuidar de crianças cardiopatas. Ele é nosso milagre", afirmou a mãe.

Um dos maiores centros de referência para tratamento destas doenças no Brasil, e no mundo, é o Serviço de Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular Pediátrica, CardioPedBrasil, do HCM de Rio Perto.

Somente nos últimos 3 anos, o Serviço do hospital atendeu 10.637 crianças, fez 1.271 cirurgias, realizou 14.514 ecocardiogramas e 320 cateterismos (sendo 148 procedimentos), tratando crianças de todos os estados do país e até de nações vizinhas, como Venezuela e Colômbia.

Para esta semana de conscientização, além de ter realizado uma Live no dia 7 de junho, pelo Instagram, para tirar dúvidas e conversar mais sobre o assunto, a equipe da CardiopedBrasil promove diversos posts nas redes sociais com orientações e informações a todos.

O chefe da CardioPedBrasil do HCM, Prof. Dr. Ulisses Alexandre Croti, ressalta a importância do diagnóstico precoce para o início do tratamento imediato e mais adequado. "As cardiopatias congênitas são a 3ª maior causa de morte de recém-nascidos estado de São Paulo. Por isso, é muito importante para chamar a atenção da população, em especial das mulheres gestantes e daquelas que serão mães, para a importância de realizar um ecocardiograma fetal, ou seja, um exame do coração da criança, após a 20ª semana de gestação. É por meio dele que é evidenciada qualquer anomalia. Outro ponto importante a salientar, é que quando a gestante for ganhar seu filho, que seja no mesmo hospital em que ele será tratado do coração, recebendo assim, todas as orientações necessárias para o cuidado com este bebê. O útero é o melhor e mais seguro transporte para uma criança gerada com problema no coração", salientou Croti.

A coordenadora da enfermagem do Serviço no HCM, enfermeira Bruna Cury, ressalta para os pais quais sinais e fatores de risco devem se atentar.

"Se a criança apresentar lábios, dedos dos pés e/ou das mãos roxos, dificuldade de mamar e cansaço constantes é um alerta. Além disso, algumas síndromes genéticas (por exemplo Down), o uso de alguns medicamentos, histórico familiar próximo (pai, mãe e/ou irmãos) e problemas como diabetes gestacional, podem aumentar o risco de desenvolvimento de cardiopatias congênitas", pontua Bruna.

Referência Nacional e Internacional

O Serviço do HCM é considerado um dos grandes centros de referência no Brasil em cardiologia e cirurgia cardiovascular pediátrica. Instituído em 2002, é o único totalmente especializado, com uma equipe com mais de 100 profissionais para cuidar especificamente dos pacientes em tratamento de cardiopatia congênita no interior do Estado de São Paulo.

Foi o primeiro a firmar uma parceria, feita em 2008, com uma das mais importantes Organizações Não Governamentais (ONG) no mundo da cardiologia e cirurgia cardiovascular pediátrica, a Children's HeartLink. Esta parceria colocou os profissionais da Fundação Faculdade Regional de Medicina (Funfarme) e da Faculdade de Medicina, Enfermagem e Psicologia de Rio Preto (Famerp), mantenedora do HCM e das demais unidades do complexo hospitalar, em contato direto com instituições como a Mayo Clinic, o Children's Hospital and Clinics of Minnesota, além do Boston Children's Hospital da Harvard Medical School. Tudo com o intuito melhorar ainda mais a qualidade dos atendimentos a essas crianças operadas do coração na CardioPedBrasil e no Brasil.



Website:

https://www.cardiopedbrasil.com.br/
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade