PUBLICIDADE

Vacinação contra covid: veja calendário atualizado em SP, Rio, Brasília, BH e outras 16 cidades

Saiba também quem pode receber a vacina hoje contra o coronavírus em Curitiba, Campinas, Porto Alegre, Salvador, Fortaleza, Recife, Santo André, Goiânia, Osasco, Florianópolis, Campo Grande, Manaus, Betim, Belém, Natal e São José dos Campos

12 abr 2021
00h11 atualizado em 5/5/2021 às 18h13
0comentários
00h11 atualizado em 5/5/2021 às 18h13
Publicidade

A campanha de vacinação no Brasil contra a covid-19 começou em 18 de janeiro de 2021. O Plano Nacional de Imunização (PNI) orienta que as vacinas sejam disponibilizadas por faixa etária com intervalos de cinco anos. No entanto, Estados e municípios podem definir o cronograma, com agendamento ou não para que a vacina seja dada, conforme a disponibilidade de imunizações.

Segundo o PNI, os primeiros a receber as vacinas foram os profissionais de saúde da linha de frente do combate à covid-19, idosos com mais de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência, pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, que vivem em residências inclusivas, e indígenas aldeados.

Atualmente, além da Coronavac, imunização do laboratório chinês Sinovac fabricada em parceria com o Instituto Butantan, a vacina Oxford/AstraZeneca, desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca e que no Brasil é produzida em parceria com Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), também está sendo aplicada na população.

A ComiRNAty, vacina da Pfizer/BioNTech, é a terceira a ser utilizada no Brasil. O primeiro lote com um milhão de doses chegou ao Brasil em 29 de abril. O imunizante começou a ser distribuído para as capitais no dia seguinte.

Confira calendário atualizado em 20 cidades brasileiras:

Vacinação contra covid em São Paulo | 05/05/21

Iniciada em 19 de janeiro deste ano, a campanha de vacinação contra covid-19 na cidade de São Paulo é direcionada para grupos prioritários em diferentes etapas. Diferentemente de outros municípios paulistas, na capital não é necessário agendamento para tomar a vacina, desde que a pessoa esteja dentro do grupo a receber a imunização.

A capital paulista recebe as primeiras 135.720 doses da vacina Pfizer/BioNTech, que serão utilizadas a partir desta quinta-feira, 6, para imunizar os idosos de 60, 61 e 62 anos, que também poderão receber vacinas da Coronavac e Oxford/Astrazeneca, de acordo com a disponibilidade de cada vacina nos postos de vacinação. A segunda dose deve ser administrada com o mesmo imunizante da primeira dose.

Segundo a orientação do governo paulista, o município receberá as doses da Pfizer/BioNTech na temperatura entre -25ºC e -15ºC, podendo permanecer nesta faixa por até 14 dias. Para aplicação, a Secretaria da Saúde irá proceder com o descongelamento da vacina para +2ºC a +8ºC e encaminhará para as unidades de saúde para utilização no prazo máximo de até 5 dias.

O município de São Paulo alterou uma de suas câmaras frias, de 100 m3, para -25º. Ela terá condições de acondicionar 4 milhões de doses durante 14 dias, conforme orientação da Pfizer. O município conta ainda com outras câmaras em quatro pontos de distribuição. Também está disponível transporte especializado para vacinas congeladas.

As duas doses de vacina estão disponíveis nas 468 Unidades Básicas de Saúde do município, Centros de Saúde (CS), Serviços de Atenção Especializada (SAEs) e AMAs/UBSs Integradas. Desde 1º de maio, os 20 postos que operam exclusivamente em sistema drive-tru estão temporariamente fechados. A vacinação na rede de farmácias parceiras também está suspensa até o início de novos grupos.

Grupos prioritários no momento:

  • Professores e funcionários da educação começaram a ser vacinados no dia 10 de abril. Podem ser imunizados os profissionais que atuam nas escolas das redes pública e privada com idade a partir de 47 anos. Fazem parte da lista aqueles que atuam em diversas funções, como secretários, auxiliares de serviços gerais, faxineiras, mediadores, merendeiras, monitores, cuidadores, diretores, vice-diretores, professores de todos os ciclos da educação básica, professores coordenadores pedagógicos, além de professores temporários.
  • Idosos a partir de 63 anos. Idosos de 60, 61 e 62 anos a partir de quinta-feira.
  • Profissionais de saúde com 47 anos ou mais. Confira a categoria conforme instrutivos. Trabalhadores dos serviços de saúde são todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais. Confira a classificação dos profissionais: médicos, enfermeiros/técnicos e auxiliares, nutricionistas, fisioterapeutas/terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos/técnicos de laboratórios que façam coleta de RT-PCR Sars-CoV-2 e análise de amostra de covid-19, farmacêuticos/técnico de farmácia, odontólogos/auxiliar e técnico de saúde bucal, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da educação física e médicos veterinários.
  • Profissionais de saúde gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto/após o retorno ao trabalho) e lactantes (até 2 anos) maiores de 18 anos também podem receber a vacina na capital paulista. . As demais gestantes, puérperas e lactantes que estejam nos grupos prioritários também podem ser imunizadas, desde que apresentem uma recomendação médica (por escrito) e no caso de puérperas, elas devem levar a certidão de nascimento da criança.
  • Pessoas em situação de rua cadastradas nos Centros de Acolhida.
  • Ampliação aos demais trabalhadores de cemitérios públicos e privados do município de São Paulo.
  • Trabalhadores no atendimento direto a vulneráveis da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS).
  • Trabalhadores no atendimento direto a vulneráveis da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC).

Veja onde se vacinar na cidade de São Paulo:

468 Unidades Básicas de Saúde (UBS)

Funcionam de segunda a sexta, das 7h às 19h. Veja aqui a lista completa dos locais.

AMAs/UBSs Integradas

Funcionam das 7h às 19h, inclusive aos sábados e feriados. Veja aqui a lista com os endereços das unidades.

Centros de Saúde (CS)

  • CS Escola Barra Funda - Alexandre Vranjac - Av. Dr. Abrãao Ribeiro, 283 - Bom Retiro

    De segunda a sexta-feira, das 7h às 17h

  • CS Escola Geraldo de Paula Souza - Av. Dr. Arnaldo, 925 - Sumaré

    De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

  • CS Escola Samuel Barnsley Pessoa - Av. Vital Brasil, 1.490 - Butantã

    De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

17 Serviços de Atenção Especializada (SAEs)

Funcionam de segunda a sexta-feira. para conferir mais informações.

Profissionais de segurança têm esquema próprio de imunização

A Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo desenvolveu um sistema próprio para a vacinação de todos os profissionais da ativa das polícias Civil, Militar e Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros, Agentes Penitenciários, Guardas Civis Metropolitanos, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e da Fundação Casa. Para evitar aglomerações em postos públicos de saúde, 21 unidades na capital paulista da Polícia Militar também receberam doses da Coronavac. Ao todo, foram 180 mil doses disponibilizadas para a SSP.

para mais informações sobre a vacinação na capital paulista.

Ainda segundo o governo de São Paulo, pessoas com síndrome de down - cerca de 50 mil pessoas - serão vacinadas a partir de 10 de maio.

Pacientes renais em diálise - os pacientes renais em diálise poderão receber a primeira dose da vacina a partir de 10 de maio.

Transplantados imunossuprimidos - pacientes transplantados de órgãos sólidos ou de medula óssea têm prioridade na vacinação porque estão incluídos no grupo de "comorbidades" do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19 (PNO). O governo estima que 30 mil pessoas serão imunizadas nesta etapa que também começa em 10 de maio.

Gestantes e puérperas com comorbidades acima dos 18 anos e pessoas de 55 a 59 anos que tenham deficiência permanente começam a ser imunizadas a partir de 11 de maio, de acordo com o Estado. No dia 12 de maio, começa a vacinação em adultos de 55 a 59 anos com comorbidades. Confira aqui mais detalhes.

Trabalhadores do transporte coletivo - o governo de São Paulo antecipou a vacinação de 10 mil metroviários e ferroviários, além de 165 mil motoristas e cobradores de ônibus. Eles estão incluídos na lista de prioridades do PNO, mas seriam um dos últimos grupos a receber a vacina. Em São Paulo, por demanda da categoria, metroviários e ferroviários serão imunizados a partir de 11 de maio, enquanto motoristas e cobradores de ônibus no dia 18 de maio.

Abaixo, confira as comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde e que serão contempladas durante a vacinação no Estado de São Paulo:

  • Insuficiência cardíaca
  • Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar
  • Cardiopativa hipertensiva
  • Síndromes coronarianas
  • Valvopatias
  • Miocardiopatias e pericardiopatias
  • Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênitas no adulto
  • Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
  • Diabetes mellitus
  • Pneumopatias crônicas graves
  • Hipertensão arterial resistente
  • Hipertensão arterial estágio 3
  • Hipertensão estágios 1 e 2 com lesão e órgão alvo
  • Doença cerebrovascular
  • Doença renal crônica
  • Imunossuprimidos
  • Anemia falciforme
  • Obesidade mórbida
  • Cirrose hepática
  • HIV

Assim que a Prefeitura de São Paulo divulgar como será a imunização destas novas etapas, atualizamos as informações.

Cadastro Vacina Já

Embora não seja obrigatório e não garanta a vacinação, o pré-cadastro no site Vacina Já ajuda a agilizar em até 90% o tempo de atendimento para imunização. No dia da vacinação, basta o idoso apresentar um documento de identificação com data de nascimento e Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Vacinação contra covid no Rio de Janeiro | 05/05/21

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio teve que adiar a aplicação da segunda dose da vacina Coronavac por 10 dias. A cidade manteve a vacinação com a reserva técnica até o momento, porém o estoque se esgotou, como já havia acontecido em outros municípios e Estados do Brasil.

Está mantida a vacinação com segunda dose de Coronavac somente para acamados e idosos acima de 70 anos que fizeram a primeira dose no município do Rio. O planejamento está sendo feito de acordo com o envio de novas remessas.

Previsão de aplicação da segunda dose da Coronavac:

  • Até 7 de maio - idosos com 67 anos ou mais
  • 8 de maio - idosos com 66 anos
  • 13 de maio - idosos com 65 e 64 anos
  • 17 de maio - idosos com 63, 62 e 61 anos

Demais vacinados (não idosos):

  • 1ª dose entre 5 e 9 de abril: devem retornar 10 dias após a data marcada para a 2ª dose no comprovante.
  • 1ª dose entre 10 e 17 de abril: devem comparecer aos postos em 17 de maio.
  • 1ª dose após 17 de abril: não haverá adiamento na aplicação.

Já a vacinação com a primeira e a segunda doses da Oxford/AstraZeneca ocorre conforme calendário vacinal divulgado. O município também começou a aplicar a vacina da Pfizer/BioNTech.

Atualmente, a imunização é para pessoas com 53 anos ou mais de grupos prioritários e profissionais de saúde com 36 anos ou mais. Assim como foi feito com os idosos, o calendário está sendo escalonado por idade e sexo. Fazem parte dos grupos prioritários: pessoas com comorbidades, inclusive gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, trabalhadores da saúde, educação, serviços de limpeza urbana, guardas municipais, motoristas e cobradores de ônibus e condutores de transporte escolar. Confira aqui a lista. Policiais civis, policiais militares, bombeiros e agentes penitenciários serão imunizados em seus locais de trabalho.

As comorbidades prioritárias são: diabetes mellitus, hipertensão grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, câncer e obesidade grave, entre outras. A lista pode ser consultada aqui.

No Rio de Janeiro, as gestantes com comorbidades preexistentes podem ser imunizadas contra a covid-19 todos os dias. Para receber a imunização, deverá apresentar laudo com indicação médica. para conferir a lista de comorbidades.

Na cidade, a imunização acontece de segunda a sábado, inclusive aos feriados.

Veja onde se vacinar:

  • Clínicas da família e centros municipais de saúde. e saiba onde ser atendido.
  • Planetário da Gávea

    Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100 - Gávea

  • Tijuca Tênis Clube

    Rua Conde de Bonfim, 451 - Tijuca

  • Museu da República

    Rua do Catete, 153 - Catete

  • Paróquia Nossa Senhora do Rosário

    Rua General Ribeiro da Costa, 164 - Leme

  • Casa Firjan

    Rua Guilhermina Guinle, 211 - Botafogo

  • Jockey Club Brasileiro

    Praça Santos Dumont, 31 - Gávea

  • Hotel Fairmont

    Avenida Atlântica, 4240 - Copacabana

  • Museu da Justiça

    Rua Dom Manuel, 29 - térreo - Centro

  • Cidade das Artes

    Avenida das Américas, 5300 - Barra da Tijuca

  • Quartéis do Corpo de Bombeiros: Humaitá, Copacabana e Quartel de Busca e Salvamento (Barra da Tijuca)
  • Museu do Amanhã

    Praça Mauá, 1 - Centro

  • Imperator

    Rua Dias da Cruz, 170 - Meier

para conferir mais informações sobre o calendário no Rio, assim como outros locais para vacinação.

Vacinação contra covid em Brasília | 05/05/21

Continuam sendo imunizados os idosos com mais de 60 anos. Confira os postos de vacinação no site da Secretaria de Saúde. No total, 52 pontos que oferecem a vacina, sendo 15 na modalidade drive-thru. O funcionamento se inicia às 8h nas salas de vacina e às 9h nos drive-thrus, com encerramento às 17h em ambos os locais. Confira aqui também todos os grupos prioritários no momento.

Brasília também realiza o agendamento da vacinação para pessoas entre 18 e 59 anos com comorbidades pelo site. Confira aqui todas as comorbidades. No entanto, o agendamento será realizado conforme o período estabelecido para cada comorbidade a ser anunciada no site da secretaria de Saúde. O planejamento está condicionado à chegada de doses da vacina à capital.

Está sendo realizado o agendamento da vacinação para pessoas com comorbidades entre 55 e 59 anos. Continua ainda o agendamento para pessoas com síndrome de down, pessoas em terapia renal substitutiva, imunossuprimidos, gestantes e puérperas com comorbidades e pessoas com deficência cadastradas no BPC. Todas na faixa etária entre 18 e 59 anos.

As datas apresentadas a seguir são uma previsão para a vacinação, de acordo com a chegada de doses de vacinas no Distrito Federal.

  • Até 6 de maio: pessoas com deficiência permanente, gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com síndrome de down e pessoas em terapia renal substitutiva.
  • 7 e 8 de maio: pessoas de 59 anos com comorbidades.
  • 10 e 11 de maio: pessoas de 58 anos com comorbidades.
  • 12 e 13 de maio: pessoas de 57 anos com comorbidades.
  • 14 e 15 de maio: pessoas de 56 anos com comorbidades.
  • 17 e 18 de maio: pessoas de 55 anos com comorbidades.

De acordo com a secretaria, indivíduos com deficiência permanente, gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com síndrome de down e pacientes em terapia renal substitutiva serão os primeiros imunizados. A previsão é até 6 de maio.

Entre os dias 7 e 18 de maio será a vez das demais pessoas com comorbidades com idade entre 55 e 59 anos. Grávidas sem qualquer doença pré-existente também serão contempladas na etapa 2. para mais informações.

No dia 12 de abril, os profissionais de saúde, que estão cadastrados no site da vacinação do DF e que seus respectivos nomes e CPFs foram informados pelos conselhos de classe, iniciaram o agendamento para realizar a vacinação. Já os profissionais das forças de segurança estão sendo vacinados desde o dia 13 de abril nas unidades de saúde da região centro-sul.

Não há falta da vacina Coronavac no Distrito Federal. A segunda dose continua sendo aplicada normalmente. Confira aqui os locais. A segunda dose da vacina Oxford/AstraZeneca também está sendo aplicada para quem recebeu a primeira dose do mesmo imunizante. Saiba mais. O Distrito Federal também recebeu doses da vacina Pfizer/BioNTech.

Vacinação noturna

Um ponto drive-thru foi montado na Praça dos Cristais, no Setor Militar Urbano, e atenderá a população entre 18 e 23 horas durante todos os dias, incluindo sábados e domingos. Podem comparecer ao local para receber a vacina contra a covid-19 idosos acima dos 60 anos e profissionais das Forças de Segurança e Salvamento que já tenham realizado agendamento pelo site.

Para mais informações sobre calendário e outros locais de vacinação . Confira também detalhes sobre os grupos prioritários já contemplados com a imunização.

Vacinação contra covid em Curitiba, no Paraná | 05/05/21

Com o encerramento da imunização dos idosos, a Secretaria Municipal da Saúde começará nesta quinta-feira, 6, a aplicação da primeira dose da vacina em parte do grupo de pessoas com comorbidades: os pacientes de hemodiálise e as pessoas com deficiência permanente com Benefício de Prestação Continuada (BPC). A vacinação é feita em diversos locais da cidade. É importante que a pessoa realize cadastro prévio para evitar filas.

Excepcionalmente, também serão imunizadas as pessoas que farão 60 anos até 30 de junho de 2021. As pessoas devem preencher antecipadamente o cadastro na plataforma Saúde Já, pelo aplicativo de celular ou pelo site.

A vacinação continua para profissionais de saúde e das forças de segurança que receberam a data agendada pelo aplicativo Saúde Já. Confira aqui o cronograma.

A previsão inicial era fazer, ao mesmo tempo, a imunização para gestantes e puérperas, conforme estabelecido no Plano Nacional de Imunização (PNI). No entanto, com o anúncio do governo de usar doses para antecipar a imunização de professores, o cronograma do município precisou ser ajustado.

Como será a vacinação nos próximos dias:

  • Pessoas com deficiência

    Quinta e sexta-feira (6 e 7 de maio): serão vacinadas cerca de 6.500 pessoas de 18 a 59 anos com deficiência permanente cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC).

  • Pacientes de hemodiálise

    Quinta, sexta e sábado (6,7 e 8 de maio): a vacinação deste grupo será feita por equipes de saúde diretamente nas clínicas, nos três turnos.

  • Profissionais de Saúde

    Quinta, sexta e sábado (6, 7 e 8 de maio): a vacinação deste grupo prioritário dos profissionais de saúde deve ser finalizada nos próximos dias. A imunização para este público é apenas mediante agendamento enviado pelo aplicativo Saúde Já Curitiba.

  • Repescagem de idoso

    Quinta e sexta-feira (6 e 7 de maio): pessoas com 60 anos ou mais e aquelas que completarão 60 anos até 30 de junho de 2021 e não conseguiram se vacinar poderão procurar os pontos de vacinação (com exceção do Pavilhão da Cura no Barigui, Creaf no Guaíra e Ouvidor Pardinho).

Segunda dose da vacina Coronavac: Haverá ainda a administração da segunda dose da Coronavac para idosos que já receberam a primeira aplicação há mais de 21 dias. A segunda aplicação deste imunizante também continua sendo feita em profissionais de saúde.

Segunda dose da vacina de Oxford/AstraZeneca: O cronograma de segunda dose volta a partir de 25 de maio para o grupo de 85 a 80 anos de idade imunizado com primeira dose deste imunizante em fevereiro. O grupo de 66 anos completos vacinado com a Oxford/AstraZeneca no começo de abril receberá a segunda dose em julho.

Já o imunização com doses da Pfizer/BioNTech ficará concentrada no Pavilhão da Cura, no Parque Barigui, onde foi preparada estrutura para o armazenamento das doses. O pavilhão tem uma sala de vacinas climatizada que possibilita a preparação do imunizante para uso. Para a aplicação também são necessárias seringas e agulhas específicas, as chamadas seringas de alta precisão.

Para o primeiro lote comprado pelo País, o Ministério da Saúde informou que irá entregar, com os imunizantes, os insumos necessários (diluente, seringa e agulha). Para as próximas remessas que possam vir, a aquisição dos insumos ficará sob responsabilidade dos municípios. Saiba mais.

Para mais informações de locais para receber a imunização .

Vacinação contra covid em Belo Horizonte, em Minas Gerais | 05/05/21

Estão sendo vacinados idosos com mais de 60 anos. e confira locais para vacinação. Com a chegada de nova remessa de vacinas contra a covid-19 (Oxford/AstraZeneca e Pfizer/BioNTech), trabalhadores da saúde acima de 18 anos (cadastrados no site da prefeitura até 28 de abril às 23h59) podem ser vacinados nesta quinta-feira, 6.

Os grupos de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas que se cadastraram até 23h59 de segunda-feira, 3, serão imunizados nesta sexta-feira, 7, e sábado, 8. O cadastro será reaberto assim que a Secretaria Municipal de Saúde receber informações de novas remessas para vacinar esses grupos.

Veja a programação:

  • Trabalhadores da saúde acima de 18 anos (cadastrados no site da prefeitura até 28 de abril às 23h59): quinta-feira, 6
  • Pessoas com comorbidades (cadastradas até 3 de maio às 23h59): sexta-feira, 7, e sábado, 8.

A imunização dos trabalhadores da Saúde será feita em nove pontos fixos, das 7h30 às 16h30. Já o horário de funcionamento dos pontos drive-thru é das 8h às 16h30. Os endereços estão disponíveis no portal da prefeitura.

Pessoas com comorbidades

A Prefeitura encerrou o cadastro de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas. O cadastro será reaberto assim que a Secretaria Municipal de Saúde receber informações de novas remessas para vacinar esses grupos. As pessoas de 18 a 59 anos com deficiência permanente beneficiárias do programa Benefício de Prestação Continuada (BPC) não precisam se cadastrar. A vacina usada será, preferencialmente, do laboratório Pfizer.

O calendário de vacinação acontecerá em duas fases, seguindo orientação do Ministério da Saúde.

Na fase I, serão vacinados proporcionalmente:

  • Pessoas com síndrome de down entre 18 e 59 anos
  • Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) de 18 a 59 anos
  • Gestantes e puérperas com comorbidades, a partir de 18 anos
  • Pessoas com comorbidades de 55 a 59 anos
  • Pessoas com deficiência permanente beneficiárias do programa Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 55 a 59 anos

Na fase II, serão vacinados proporcionalmente, de acordo com o quantitativo de doses disponibilizado, segundo as faixas de idade de 54 a 50 anos, 49 a 45 anos, 44 a 40 anos, 39 a 30 anos e 29 a 18 anos:

  • Pessoas com comorbidades
  • Pessoas com deficiência permanente beneficiárias do BPC
  • Gestantes e puérperas independentemente de condições pré-existentes.
  • O cadastro de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas será reaberto assim que a Secretaria Municipal de Saúde receber informações de novas remessas para vacinar esses grupos.

Para mais informações .

Seguindo a orientação do Plano Nacional de Imunização, BH não guardou as segundas doses de Coronavac para os públicos de 67, 66, 65 e 64 anos. Tão logo as vacinas sejam entregues, haverá continuidade da aplicação de segundas doses do imunizante. Sendo assim, é imprescindível que novas remessas de vacinas sejam entregues pelo Ministério da Saúde. O município esclarece que a aplicação da segunda dose para além dos 28 dias não compromete a eficácia clínica da vacina.

Já em relação à vacina Oxford/AstraZeneca, a prefeitura afirma que começou a aplicar no dia 1º de maio a segunda dose em idosos de 89 anos e mais. Pessoas com mais de 60 anos começarão a ser vacinadas com a primeira dose.

Pessoas com mobilidade reduzida ou acamados com 60 anos ou mais devem fazer o cadastro para receberem a vacina em casa.

e confira os endereços.

Vacinação contra covid em Campinas | 05/05/21

A vacinação em Campinas, no interior paulista, é realizada mediante agendamento. Está aberto o agendamento para idosos a partir dos 63 anos. para mais informações.

A vacina também é aplicada em profissionais de saúde com mais de 45 anos e das forças de segurança e salvamento. Também ocorre a imunização dos profissionais da educação com mais de 47 anos. para saber mais sobre o agendamento.

Também foi aberto o agendamento para profissionais e trabalhadoras da saúde gestante, puérpera e lactante. para saber mais detalhes.

Locais de vacinação:

  • Centro de Vivência do Idoso na Lagoa do Taquaral (CVI)

    Avenida Doutor Heitor Penteado, s/nº - Portão 5 com área de estacionamento

  • Escola CAIC Zeferino Vaz

    Rua José Augusto de Mattos, s/nº - Parque Residencial Vila União

  • Círculo Militar de Campinas

    Avenida Getúlio Vargas, 200 - Jardim Chapadão

  • Casa da Criança Paralítica

    Rua Pedro Domingos Vitali, 160 - Parque Itália

  • Centro de Imunização Noroeste (antigo prédio da NAED Noroeste)

    Rua Augusta Parreira Belinteni, s/nº - Vila Castelo Branco

para encontra os boletins de imunização por faixa etária.

Vacinação contra covid em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul | 05/05/21

Porto Alegre aplica a primeira e segunda dose da Oxford/AstraZeneca e da Pfizer/BioNTech na população. Continuam recebendo a vacina os idosos com 60 anos ou mais, que devem apresentar documento de identidade com CPF e comprovante de residência em Porto Alegre. Confira aqui os locais.Para a segunda dose, é preciso levar identidade e o cartão de vacinação recebido na primeira aplicação.

Será retomada nesta quinta-feira, 6, também a vacinação da segunda dose de Coronavac. Nesta etapa, serão imunizadas exclusivamente pessoas com mais de 60 anos, profissionais de saúde e de apoio que receberam a primeira dose no dia 8 de abril ou antes. As demais serão contempladas quando chegarem novos lotes de vacinas. A imunização será realizada em quatro locais. para saber mais. A aplicação da Coronavac ficou suspensa até a chegada de novo lote.

A vacinação para pessoas com comorbidades da Fase 1 do Plano de Imunizações será feita a partir dos 56 anos. As pessoas devem levar cópia do atestado médico, junto com o original. A cópia ficará na unidade de saúde para registro. Mesma solicitação ocorre para gestantes e puérperas com comorbidades (pode ser cópia da carteira de vacinação de gestante) e para pessoas com HIV, que, além do original, devem levar cópia do atestado ou da receita com medicamentos de uso contínuo. Pessoas com síndrome de down não necessitam apresentar comprovação. A aplicação das doses é feita em 32 unidades de saúde. Confira aqui locais e faixas etárias.

As farmácias credenciadas para imunização dos profissionais de saúde também tiveram que suspender a aplicação da segunda dose da Coronavac. A orientação da Secretaria de Saúde é aguardar a chegada de nova remessa para procurar pela imunização. para mais informações.

Profissionais da segurança da Brigada Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Susepe e Guarda Municipal continuam sendo imunizados. e confira onde se vacinar.

Vacinação contra covid em Salvador, na Bahia | 05/05/21

Idosos com 60 anos ou mais de idade nascidos até o dia 31 de dezembro de 1961 podem receber a primeira dose do imunizante.

  • Drivers: Arena Fonte Nova; Atakadão Atakarejo; 5ª Centro de Saúde; Parque de Exposições; FBDC Cabula e Vila Militar (Dendezeiros). O funcionamento é das 8h às 16h.
  • Ponto Fixo: USF Vista Alegre, UBS Nelson Pihaui Dourado; USF Resgate; USF Federação; USF Santa Luzia; USF Plataforma; USF Cajazeiras X e 5ª Centro de Saúde. O funcionamento é das 8h às 16h.

As segundas doses em idosos estão sendo aplicadas em pontos específicos para cada tipo de imunizante. Ou seja, estão sendo disponibilizados pontos exclusivos para a administração da Oxford/AstraZeneca e outros pontos exclusivos para aplicação da Coronavac.

Oxford/AstraZeneca - Idosos

  • Drives: Faculdade Universo (campus Av. ACM), Centro de Convenções, USF San Martim III e Shopping Bela Vista. O funcionamento é das 8h às 16h.
  • Pontos fixos: Clube dos Oficiais (Dendezeiros), Centro de Saúde Ramiro de Azevedo, USF Colinas de Periperi, USF Vila Nova de Pituaçu e USF João Roma Filho. O funcionamento é das 8h às 16h.

Coronavac - Idosos

Somente receberão a segunda dose as pessoas que estão com a data de reforço registrada no cartão de vacinação/site da Secretaria da Saúde para o dia 1º de maio cujos nomes se iniciam com a letra C.

  • Drives: PAF Ondina, FTC Paralela e Barradão.
  • Pontos fixos: Barradão, FTC Paralela, USF Teotônio Vilela II, USF Yolanda Pires, USF Nova Esperança e USF Recanto da Lagoa.

Em Salvador, os grupos elegíveis para ser administrada a vacina incluem trabalhadores da saúde, da educação, da segurança, do transporte e da limpeza urbana, além de idosos e pessoas com comorbidades (veja abaixo). Trabalhadores da saúde, da educação e das forças de segurança precisam comprovar vínculo com a profissão. A vacinação acontece das 8h às 16h. Confira aqui mais detalhes sobre os grupos elegíveis e comprovantes necessários. Para agendar um horário para vacinação, .

Grupos que estão sendo vacinados, além de idosos acima de 60 anos

  • Pacientes em hemodiálise, pacientes transplantados e pessoas com Síndrome de Down (18 a 59 anos)
  • Pessoas com comorbidades (48 anos ou mais)
  • Trabalhadores da educação do ensino superior com 40 anos ou mais. Saiba mais.
  • Trabalhadores da educação básica das redes pública e privada de Salvador que estejam na ativa e tenham mais de 40 anos
  • Imunossuprimidos (de 18 a 59 anos)
  • Pessoas com transtorno intelectual severo e moderado (incluindo Transtorno do Espectro Autista) entre 18 e 59 anos. para mais informações.
  • Pessoas de 55 anos ou mais com deficiência permanente e cadastro ativo no Benefício de Prestação Continuada (BPC)
  • Trabalhadores da limpeza urbana com 40 anos ou mais
  • Trabalhadores rodoviários ativos com 50 anos ou mais
  • Trabalhadores da saúde e profissionais autônomos cadastrados: fonoaudiólogos, nutricionistas, doulas, médicos, fisioterapeutas, dentistas, enfermeiros, farmacêuticos, auxiliar e técnico de enfermagem, auxiliar e técnico de saúde bucal
  • Doulas
  • Trabalhadores das forças de segurança e salvamento: agentes penitenciários, agentes de fiscalização da Sedur, agentes salva-vidas, policiais militares, policiais federais, policiais civis, guardas civis municipais, bombeiros, policiais rodoviários federais e agentes da Transalvador, todos com 40 anos ou mais

Segunda dose

A aplicação da segunda dose ocorrerá normalmente para quem fez o agendamento pelo site Hora Marcada - tanto as pessoas que irão completar o esquema vacinal com o imunizante Coronanac quanto Oxford/AstraZeneca.

Os pacientes em hemodiálise que já receberam a primeira dose da vacina em Salvador, devem se atentar a data para completar o esquema com a segunda dose. A informação está contida cartão de vacinação do imunizado. Confira aqui mais informações.

Segunda dose da vacina de Oxford/AstraZeneca:é importante conferir no cartão de vacina se já está no dia de completar o esquema de vacinação. Confira aqui locais para receber o imunizante.

Salvador também recebeu dioses da vacina Pfizer/BioNTech.

e confira os locais e horários de vacinação, conforme os grupos que estão sendo imunizados.

Vacinação contra covid em Fortaleza, no Ceará | 05/05/21

Fortaleza inicia a terceira fase da vacinação contra a covid-19, que inclui pessoas com comorbidades, grávidas, puérperas e pessoas com deficiência permanente. A nova etapa irá ocorrer simultaneamente à vacinação do público prioritário da primeira e segunda fase da campanha, que são idosos, trabalhadores da saúde e profissionais das forças de salvamento e segurança. Para ter acesso ao agendamento, é necessário realizar o cadastro na plataforma Saúde Digital.

A prefeitura disponibiliza modelo de atestado médico como sugestão para comprovação de comorbidades. para fazer o download do modelo.

Na primeira etapa, serão convocados para a vacinação:

  • Gestantes e puérperas com comorbidades que possuem entre 18 e 59 anos
  • Pessoas com síndrome de down que possuem entre 18 e 59 anos
  • Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) que possuem entre 18 e 59 anos
  • Pessoas entre 55 e 59 anos com comorbidades, seguindo a sequência definida na Comissão Intergestores Bipartite N°40 (CIB/CE): Cardiopatia; Diabetes; Obesidade IMC>40; Doença Neurológica; Pneumopatias; Doença Renal Crônica; Imunodeficiência e outras
  • Pessoas entre 55 a 59 anos com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC)

Na segunda etapa, serão agendados:

  • Gestantes e puérperas, independente de comorbidades, acima de 18 anos
  • Pessoas entre 18 e 54 anos com comorbidades e deficiência permanente

Fortaleza mantém a aplicação da vacina de Oxford/AstraZeneca em quatro centros de vacinação: Centro de Eventos, Arena Castelão, Shoppings RioMar Kennedy e RioMar Papicu. Nos locais, são atendidos idosos acima de 60 anos previamente agendados. para mais informações ou entre em contato pelo 0800 275 1475.

Segunda dose

Já os idosos que receberam a primeira dose da Coronavac e estão no prazo para receber a segunda devem aguardar a chegada de novas remessas da vacina para a conclusão do esquema vacinal. Após o recebimento de novos lotes pelo município de Fortaleza, haverá aplicação imediata de forma prioritária para esse público, por meio de agendamento.

Profissionais da saúde e idosos que estão para receber a segunda dose devem verificar os e-mails e as mensagens de WhatsApp. É importante checar as listas nominais diariamente atualizadas pelo site. Fortaleza também está imunizando os profissionais das forças de segurança e salvamento, incluindo as Forças Armadas, também via agendamento.

Confira alguns centros de vacinação distribuídos pela cidades:

  • Shopping RioMar Kennedy
  • Shopping RioMar Papicu
  • Arena Castelão
  • Centro de Eventos

para conferir mais informações sobre o cronograma de vacinação em Fortaleza.

Vacinação contra covid no Recife, em Pernambuco | 05/05/21

Em razão de atraso na entrega de doses da Coronavac, a prefeitura remarcou o agendamento de pessoas que iriam receber a segunda dose da vacina deste imunizante no intervalo entre 29 de abril e o dia 9 de maio, para um novo período, que será iniciado em 10 de maio. O reagendamento será feito automaticamente pelo Conecta Recife. Saiba mais.

A vacinação com o imunizante Oxford/Astrazeneca está acontecendo normalmente, tanto para primeira quanto para segunda dose. Desta forma, o município realiza o agendamento para vacinação contra covid-19 em idosos a partir dos 60 anos que ainda não tomaram nenhuma dose. para saber mais.Atualmente, também estão sendo imunizados na cidade trabalhadores da saúde, ativos, de qualquer área, a partir de 50 anos, e trabalhadores da Atenção Básica do município.

Além deles, os trabalhadores da saúde que atuam em UTIs (adulto, pediatria, neonatalogia, coronária e oncologia), setores de quimioterapia (ambulatorial e hospitalar), segmentos hospitalares de cardiologia, vascular e neurologia (enfermaria e diagnóstico), Terapia Renal Substitutiva (hemodiálise), maternidades (centro obstétrico, berçário, alojamento conjunto, centro de parto normal, diagnóstico e farmácia) e setores hospitalares de endoscopia, broncoscopia e imagem também estão sendo vacinados.

Profissionais que atuam em policlínicas municipais e nas Vigilâncias epidemiológica, sanitária, ambiental e do trabalhador também estão recebendo a vacina. O município também está imunizando funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados, trabalhadores de saúde lotados em hospitais do município, cirurgiões dentistas e os estudantes da área de saúde que atuam na linha de frente da covid-19 (UTI e enfermaria) e nos serviços de urgência e emergência.

Além disso, dentistas, fisioterapeutas e todos os trabalhadores de saúde que atuam nas unidades da cidade também já podem receber a imunização.

A capital pernambucana tem 17 pontos de vacinação, entre salas e drive-thrus, que continuam funcionando normalmente. Todos os locais atendem das 7h30 às 18h30, de domingo a domingo.

As salas de vacinação ficam nos seguinte endereços:

  • Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), em Dois Irmãos
  • Parque de Exposição de Animais, no Cordeiro
  • Unidade de Cuidados Integrais (UCIS) Guilherme Abath, no Hipódromo
  • Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro
  • Ginásio Geraldão, na Imbiribeira
  • Centro de Saúde Sebastião Ivo Rabelo, no Ibura

Já os drive-thrus, que permitem atendimento sem sair do veículo, estão localizados nos seguintes locais:

  • Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), na Tamarineira
  • Parque de Exposição de Animais, no Cordeiro
  • Fórum Ministro Artur Marinho - Justiça Federal de Pernambuco (Avenida Recife), no Jiquiá
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), em Dois Irmãos
  • Juizados Especiais do Recife, na Imbiribeira
  • Parque da Macaxeira, na Macaxeira
  • Geraldão, na Imbiribeira
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na Cidade Universitária
  • Tribunal Regional Federal da 5ª Região, no bairro do Recife
  • BIG Bompreço de Boa Viagem
  • BIG Bompreço de Casa Forte

para fazer o cadastro e o agendamento. Pelo celular, acesse pelo app Conecta Recife, disponível gratuitamente na PlayStore, para Android, e AppStore, para quem utiliza o sistema iOS.

Vacinação contra covid em Santo André | 05/05/21

Estão sendo vacinados com a 1ª dose pessoas acima de 60 anos e a 2ª dose aplicada nas pessoas com 68 anos ou mais. Os profissionais da educação acima de 47 anos, assim como profissionais de saúde, recebem a primeira e a dose da vacina. para realizar o agendamento.

Vale lembrar que no dia de tomar a segunda dose, é obrigatório levar o comprovante da primeira dose.

Vacinação contra covid em Goiânia, em Goiás | 05/05/21

Goiânia amplia a vacinação para a primeira fase do grupo com comorbidades. para mais informações.

Segue com a aplicação de primeira dose em idosos a partir de 60 anos. Também continua a aplicação da primeira e segunda dose em trabalhadores da saúde a partir de 18 anos.

Pessoas a partir de 64 anos, com iniciais de A a I também recebem o reforço. No caso da Coronavac, as doses foram reservadas pelo município para completar o esquema de vacinação deste público.

Já a segunda dose da vacina Oxford/AstraZeneca é ministrada em idosos a partir de 66 anos e profissionais de saúde que já estão na época de tomar o reforço desse imunizante. para mais informações.

Idosos não precisam agendar e serão atendidos na modalidade pedestre em oito pontos, além dos postos drive-thru do Estádio Serra Dourada e Shopping Passeio das Águas. Já os profissionais de saúde precisam agendar. Confira mais detalhes.

Para outras informações sobre o cronograma e conferir outros locais de vacinação .

Vacinação contra covid em Osasco | 05/05/21

Idosos acima de 60 anos estão recebendo a primeira dose da vacina. Também está sendo disponibilizada a segunda dose da Coronavac para profissionais da saúde, professores e idosos com mais de 64 anos. Estão disponíveis para atendimento as 34 UBSs e dois Centros de Atenção ao Idoso (Presidente Altino e Km 18), de segunda a sexta, das 10h às 16h.

Osasco também retomou o agendamento da vacinação para os profissionais da saúde, que será realizada nos dias 7, 10, 11 e 12 de maio. As 34 Unidades Básicas de Saúde e os dois Centros de Atenção ao Idoso farão aplicação da primeira dose, das 10h às 15h.

Os profissionais da educação acima de 47 anos também estão sendo imunizados. O agendamento deve ser feito pela Central 156 ou 3651-7080. para informações sobre locais de vacinação e exigências que devem ser respeitadas.

Em 5 de abril, teve início também a campanha para os profissionais da Segurança Pública do Estado de São Paulo, no posto do Comando de Policiamento de Área Metropolitana Oito (CPA/M-8), no Jardim Rochdale, zona norte da cidade. É importante que os trabalhadores façam o pré-cadastro no site Vacina Já.

para mais informações.

Vacinação contra covid em Florianópolis, em Santa Catarina | 05/05/21

Estão sendo vacinadas pessoas com 60 anos ou mais e profissionais da saúde autônomos com 18 anos. .

Os profissionais de saúde que tomaram a vacina de Oxford/AstraZeneca, há 12 semanas, poderão receber apenas a segunda dose no seu local de trabalho, como aconteceu com a primeira dose. Para os que receberam fora do seu local de trabalho, a segunda dose deste imunizante está disponível no Centro de Vacinação Centro, na Rua Dom Joaquim Vaz, das 7h30 às 18h30, e no Floripa Shopping, piso SL, das 8h às 17h.

Vacinação contra covid em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul | 05/05/21

A aplicação da Coronavac, tanto a primeira quanto a segunda dose, está suspensa. A vacinação segue em Campo Grande com a aplicação da primeira dose da Oxford/Astrazeneca para pessoas com comorbidades com 40 anos ou mais, trabalhadores da saúde com 18 anos ou mais, trabalhadores da educação e da assistência social de 40 anos ou mais, pessoas com deficiência permantente acima de 40 anos, gestantes e puérperas com 18 anos ou mais e trabalhadores da limpeza urbana, transporte coletivo urbano e rodoviários com 18 anos ou mais. Para mais informações .

A vacinação é exclusiva para o público que realizou o cadastro de identificação prévia em uma destas categorias no site. O interessado deve comprovar que pertence a um destes grupos através de documentação oficial.

Os idosos com 59 anos ou mais que ainda não foram vacinados estão aptos a receber a primeira dose da vacina. As pessoas com a segunda dose da Coronavac agendadas devem aguardar novo chamamento. para mais informações.

Em Campo Grande, também estão sendo vacinados indígenas não aldeados, gestantes com comorbidades a partir da 12ª semana de gravidez e militares das Forças Armadas.

A prefeitura também abriu um pré-cadastro para identificação prévia de pessoas de 55 e 59 anos que serão imunizadas. O objetivo é quantificar com a maior exatidão possível o número de pessoas nesta faixa etária.

para mais informações sobre o cronograma e locais de imunização para cada um dos grupos.

Vacinação contra covid em Manaus, no Amazonas | 05/05/21

Manaus interrompeu a aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 no dia 28 de abril por orientação do Ministério da Saúde. A cidade já ofereceu o imunizante a todas as pessoas com comorbidades acima de 18 anos e já vacinou os grupos prioritários anteriores conforme o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. para saber mais.

A aplicação da segunda dose segue normalmente. A imunização acontece na modalidade drive-thru e pontos fixos, divididas em cinco zonas da cidade. É necessário levar documento oficial com foto, CPF e laudo médico que comprove a condição de saúde (no caso de pacientes com comorbidades).

para informações sobre a aplicação da 1ª dose.

para informações sobre a aplicação da 2ª dose.

Aqui você encontra mais informações sobre a vacinação em Manaus.

A Secretaria Municipal de Saúde de Manaus ainda aguarda a informação oficial sobre o quantitativo de doses da vacina da Pfizer/BioNTech que receberá.

Vacinação contra covid em Betim, em Minas Gerais | 05/05/21

A cidade prossegue com a aplicação da primeira dose das vacinas Coronavac e Oxford/AstraZeneca, conforme o Programa Nacional de Imunização (PNI). Atualmente, o município vacina pessoas com 62 anos. Entretanto, a prefeitura ressalta que há defasagem da segunda dose da Coronavac - cerca de 5 mil doses -, conforme levantamento da Central de Vacinas. Como o ritmo de vacinação varia entre as UBSs, ainda existe um estoque remanescente para a segunda dose em algumas delas. Ainda assim, como existe escassez, idosos com 70, 69 e 68 anos são diretamente atingidos, tendo a segunda etapa de sua imunização comprometida.

Já a aplicação da segunda dose da vacina de Oxford/AstraZeneca começou em 3 de maio. Para se vacinar, as pessoas devem procurar a UBS de sua referência, portando um documento de identidade, o cartão de vacina e o comprovante de residência. para conferir os endereços disponíveis.

Também estão sendo imunizados os trabalhadores da saúde e os profissionais das forças de segurança e de salvamento. Betim disponibilizou ainda um cadastro eletrônico em seu site oficial para a inscrição dos trabalhadores da saúde.

A prefeitura afirma ainda que depende da entrega de novo lote do imunizante para ampliar o público atendido.

para mais informações sobre o cronograma em Betim.

Vacinação contra covid em Belém, no Pará | 05/05/21

Estão sendo imunizadas pessoas com comorbidades. Os primeiros grupos a receberem a vacina são os de pessoas com problemas renais crônicos e com síndrome de Down entre 18 a 59 anos. Na hora da imunização é necessário apresentar um laudo médico, RG, CPF e comprovante de residência. A vacinação para atender outras comorbidades será anunciada mais adiante.

No dia 30 de abril, pessoas em situação de rua foram vacinadas nos abrigos da prefeitura e do Estado. para mais informações.

Idosos com mais de 60 anos que por algum motivo ainda não tomaram a primeira ou a segunda dose também estão sendo atendidos nos pontos de vacinação.

Pessoas com 62 e 63 anos que tomaram a primeira dose da vacina Oxford/AstraZeneca devem retornar aos postos de vacinação em 16 de junho para tomar a segunda dose.

Idosos com 60 anos ou mais que ainda não tomaram a primeira dose e idosos com 70 anos ou mais que ainda não receberam a segunda dose também estão sendo imunizados. para mais informações sobre o cronograma e cadastramento.

Ainda segundo o município, está prevista a chegada de 14.040 vacinas da Pfizer/BioNTech. As doses serão destinadas para a imunização de grupos com comorbidades.

Vacinação contra covid em Natal, no Rio Grande do Norte | 05/05/21

A vacinação de pessoas com comorbidades começou em Natal. São imunizados os adultos com síndrome de down e gestantes e puérperas com comorbidades (a partir de 18 anos). Também serão vacinadas as pessoas de 55 a 59 anos com diabetes e adultos com doença renal crônica. Veja mais informações aqui.

A segunda dose da Coronavac está sendo oferecida para idosos com 76 anos que completaram 28 dias ou mais da primeira dose.

A vacinação acontece em cinco pontos: Drives Arena das Dunas, UnP da Avenida Engenheiro Roberto Freire, OAB, SESI e Ginásio Nélio Dias.

Leis sancionadas pelo prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), também incluem trabalhadores da educação e pessoas com deficiência nos grupos prioritários para vacinação contra a covid-19.

A imunização com a vacina Pfizer/BioNTech deve começar nesta quinta-feira, 6.

para mais informações sobre o cronograma de vacinação do município.

Vacinação contra covid em São José dos Campos | 05/05/21

Idosos com 60 anos ou mais podem receber a primeira dose da vacina contra a covid-19 em todas as UBSs (entre 8h e 12h) ou alguma Casa do Idoso (entre 8h e 17h). É necessário levar um documento com foto que tenha o número do CPF e um comprovante de residência em São José dos Campos. Saiba mais.

Também está sendo administrada a segunda dose da Coronavac para pessoas de 68 anos que receberam a primeira dose entre 5 e 8 de abril.

Profissionais de saúde, educação (acima de 47 anos) e forças de segurança também estão sendo imunizados.

Confira mais informações:

Profissionais de saúde da linha de frente - 2ª dose Oxford AstraZeneca - Os vacinados em janeiro e fevereiro devem procurar o responsável pela campanha no local de trabalho. Se agendado pelo comitê e chefia imediata, comparecer às UBSs de 8h às 12h.

Profissionais da educação acima de 47 anos - 1ª dose da Coronavac - Eles devem ir ao Centro de Formação do Educador (Cefe), das 8h às 12h, para fazer a imunização. Para receber a vacina é necessário ter 47 anos ou mais, atuar nos ambientes internos da escola e fazer o cadastro no site Vacina Já. A vacinação é organizada por senhas com faixas de horário.

para ver as Casas do Idoso.

Intervalo entre primeira e segunda dose da vacina

Enquanto a segunda dose da Coronavac deve ser administrada entre 21 e 28 dias, a vacina da Oxford/Astrazeneca deve ser dada após 12 semanas. Em média, as imunizações demoram cerca de duas semanas após a segunda dose para surtir todo o efeito.Vale lembrar que mesmo após receber as duas doses da vacina, as pessoas devem manter as regras de distanciamento social, uso de máscaras e higienização constante das mãos.

Já a vacina da Pfizer/BioNTech, que pode ser aplicada em pessoas a partir de 16 anos de idade, deve ser administrada em duas doses, com intervalo de 21 dias entre elas. No entanto, o Ministério da Saúde orienta 12 semanas de intervalo de doses da vacina. De acordo com o estudos da Câmara Técnica Assessora em Imunização e Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, para a vacina Pfizer/BionTech, recomenda-se o prazo de aplicação entre as doses de 12 semanas, semelhante com o imunizante de Oxford/AstraZeneca. Essa recomendação está prevista no 15ª informe técnico do Ministério da Saúde.

Estadão
Publicidade
Publicidade