PUBLICIDADE

S&P 500 e Dow Jones caem com aumento de casos de Covid-19 e queda em vendas de casas

22 abr 2021
10h44 atualizado às 12h32
0comentários
10h44 atualizado às 12h32
Publicidade

Os índices S&P 500 e Dow Jones caíam nesta quinta-feira, com o ressurgimento de casos de Covid-19 no mundo minando o apetite por ações, abalado ainda por dados mostrando queda nas vendas de moradias nos EUA.

Wall St abre estável com balanços e dados de auxílio-desemprego. REUTERS/Carlo Allegri
Wall St abre estável com balanços e dados de auxílio-desemprego. REUTERS/Carlo Allegri
Foto: Reuters

O sentimento dos investidores se mostrava frágil, com oito dos 11 principais setores do S&P 500 no vermelho.

American Airlines Group Inc e Southwest Airlines Co relataram prejuízos trimestrais menores do que o esperado, sinalizando uma retomada na demanda por viagens. O desempenho de suas ações, porém, era misto, com a Southwest em alta de 0,5% e a American Airlines em queda de 0,4%.

"Mesmo com resultados melhores do que o esperado das companhias aéreas nesta manhã, com esses níveis elevados de valuation, o mercado pode mostrar alguma ansiedade ao digerir o fluxo cruzado de notícias negativas sobre o vírus", disse Cliff Hodge, diretor de investimentos da Cornerstone Wealth.

"À medida que nos aproximamos de um ritmo mais lento de divulgação de balanços, os investidores devem começar a pensar em tirar alguns riscos da mesa, caso ainda não o tenham feito."

As ações da AT&T Inc saltavam 5,2%, depois que os incrementos de assinantes de telefonia móvel da empresa totalizaram mais do que o dobro do estimado por analistas.

Às 12:19 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,16%, a 34.081 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,06182%, a 4.171 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,17%, a 13.974 pontos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade