1 evento ao vivo

Preços do petróleo caem com avanço da Covid-19 na China e dados de estoques dos EUA

22 jan 2021
20h07
atualizado às 20h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Os preços do petróleo caíram nesta sexta-feira, pressionados por um aumento nos estoques da commodity nos Estados Unidos e por temores de que novas restrições relacionadas à pandemia na China reduzirão a demanda por combustíveis no país, maior importador mundial de petróleo.

Tanques para armazenamento de petróleo em Cushing, Oklahoma (EUA) 
21/04/2020
REUTERS/Drone Base
Tanques para armazenamento de petróleo em Cushing, Oklahoma (EUA) 21/04/2020 REUTERS/Drone Base
Foto: Reuters

Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em queda de 0,69 dólar, ou 1,23%, a 55,41 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) cedeu 0,86 dólar, ou 1,62%, a 52,27 dólares o barril.

Na semana, o Brent ficou quase estável, com alta de 0,4%, enquanto o WTI também quase não teve alteração frente ao início da semana.

Os estoques de petróleo dos EUA tiveram um surpreendente aumento de 4,4 milhões de barris na semana passada, enquanto analistas esperavam uma queda de 1,2 milhão de barris.

A recuperação da demanda por combustíveis no mercado chinês deu suporte aos ganhos do mercado no final do ano passado, enquanto EUA e Europa ficavam para trás, mas essa fonte de apoio também está desaparecendo, à medida que restrições são impostas na China por uma nova onda de casos de Covid-19.

"A pandemia parece continuar se expandindo para uma segunda onda na China, com infecções aumentando dia a dia e voltando a atingir regiões diferentes, como Xangai", disse Louise Dickson, analista de mercados de petróleo da Rystad Energy.

Veja também:

Covid-19: o pesadelo da 2ª onda em plantão de UTI em Londres
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade