0

PM do Rio investiga orgias dentro em UPP durante pandemia

Uma atriz pornô teria participação nos casos, que supostamente aconteceram durante o horário de trabalho dos PMs

15 abr 2020
17h49
atualizado às 17h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

RIO - A Corregedoria da Polícia Militar do Rio abriu uma investigação para apurar denúncia de realização de orgias dentro de batalhões e bases de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Uma atriz pornô teria participação nos casos.

Presença da polícia na Comunidade dos Macacos, em Vila Isabel, no Rio de Janeiro.
Presença da polícia na Comunidade dos Macacos, em Vila Isabel, no Rio de Janeiro.
Foto: F. Cesar / O Fotográfico / Estadão Conteúdo

Segundo a denúncia, as orgias teriam acontecido durante o período em que o Estado já estava sob medidas que preveem confinamento em função da pandemia do novo coronavírus. Os casos teriam acontecido durante o horário de trabalho dos PMs.

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar, a investigação transcorre sob sigilo.

Veja também:

Bolsonaro viraliza com uso e defesa polêmica da hidroxicloroquina
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade