PUBLICIDADE

'Pandemia não pode matar a criatividade', diz um dos presidentes da agência Leo Burnett

Agência usou um raio para o lançar carro elétrico da Fiat; objetivo foi compensar momento tão complexo com inovação

17 jan 2022 05h10
ver comentários
Publicidade

Momentos conturbados podem fazer com que as pessoas se tornem mais conservadoras e muito menos afeitas ao risco. Porém, na publicidade, diminuir a ousadia por receio de errar pode significar também um sacrifício à criatividade. Essa é a visão de Marcelo Reis, um dos presidentes da agência Leo Burnett Tailor Made.

Segundo ele, o ano de 2022 será um verdadeiro desafio para o setor: as eleições polarizadas trarão uma certa insegurança durante o ano. Além disso, a pandemia seguirá no horizonte de todos, por causa da variante Ômicron da covid-19.

Para Reis, o período de pandemia foi desafiador para a comunicação como um todo. "Tivemos de improvisar, aproximando as pessoas de alguma forma, criando interações, pesquisando o mundo, redesenhando situações corriqueiras, experimentando. É duro, mas não podemos deixar a pandemia matar a criatividade", diz.

Elétrico

E a agência trabalhou para conseguir que a criatividade aflorasse em seus trabalhos e em todas as frentes. Um caso é o da montadora Fiat, que é a líder de vendas do País. Dentro da Leo Burnett, a Fiat conta com duas equipes: uma focada na criação da marca e dos produtos e outra para o varejo. E esse ano foi repleto de lançamentos realizados pela companhia, sendo um dos mais emblemáticos a chegada do primeiro carro elétrico da marca no Brasil, o Fiat 500e.

Para marcar a chegada do modelo, a agência montou um esquema para utilizar um raio de verdade. Isso foi possível por conta da instalação de uma bobina exclusiva para o lançamento no topo do prédio histórico da Ilha Fiscal, no Rio de Janeiro.

O local não foi escolhido por acaso: foi nesse espaço que foi realizado o último baile da monarquia, além de ter sido um dos primeiros locais no Brasil a contar com energia elétrica. No momento exato da ação, todo o equipamento instalado liberou um raio de 3 milhões de volts para marcar o lançamento, que foi batizado de "Il futuro é belíssimo."

"Em 2021, apesar de toda a incerteza, conseguimos fazer diferentes trabalhos para nossos clientes, cada um deles buscando soluções de inovação e construção de marca", afirma o executivo.

Reis ainda aponta outras ações importantes realizadas pela companhia, como o lançamento do Samsung S21, o principal modelo de smartphone da fabricante sul-coreana, que já está há mais de 15 anos com a agência, além da ação com Gabriel Medina para o Bradesco, em que ele acorda e duela contra Poseidon, o deus dos mares, que marcou a consolidação do campeão mundial de surfe como o garoto-propaganda da companhia para os Jogos Olímpicos.

Para 2022, Reis também está de olho tanto na saúde física quanto mental dos seus funcionários, algo que está cada vez mais em voga no mercado como um todo. "Continuaremos buscando formas de aliviar o peso do trabalho remoto e da rotina para cuidar da saúde mental das pessoas. Isso é uma prioridade", afirma.

Estadão
Publicidade
Publicidade