PUBLICIDADE

Gol e Azul retomam serviço de bordo a partir do dia 22 de maio

Serviços ficaram suspensos por dois anos em função da pandemia de covid-19; segundo a Anvisa, a mudança das regras mais restritivas foi possível graças à vacinação da população

20 mai 2022 10h49
| atualizado às 18h42
ver comentários
Publicidade

Com a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de flexibilizar medidas sanitárias em aeroportos e aeronaves a partir do dia 22 de maio, as companhias Gol e Azul anunciaram que vão retomar o serviço de bordo ainda neste mês. Já a Latam vai retomar no dia 1º de junho.

A Gol disse que iniciará a distribuição de snacks em todos os voos que partirem de Congonhas (CGH) e Guarulhos (GRU) no dia 22 de maio. Já os viajantes que partirem de Brasília e Rio de Janeiro - tanto do Santos Dumont como do Galeão - terão os lanches distribuídos a partir de 1º de julho. Os demais voos domésticos terão o serviço completo retomado a partir de 1 de junho.

A Latam havia divulgado na quarta, 18, que retomará os serviços de bordo nos voos domésticos no Brasil em 1º de junho. A partir da data, a companhia voltará a oferecer gratuitamente opções de snacks doces, snacks salgados e bebidas. A Azul informou na segunda, 16, que também retomará os serviços a partir do dia 22 de maio.

Os serviços ficaram suspensos por dois anos em função da pandemia de covid-19. Segundo a Anvisa, a mudança das regras mais restritivas foi possível graças à vacinação da população. "Apesar disso, permanece a situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Internacional declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o que requer que as medidas a serem adotadas em aeroportos e aeronaves ainda sejam cautelosas e proporcionais ao risco", disse, em nota, no último dia 12.

A utilização de máscaras continua obrigatória.

Na quinta, o Brasil registrou 115 novas mortes pelo coronavírus. A média móvel de vítimas, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou em 113. O indíce permanece acima de 100 pelo sexto dia consecutivo. O acumulado de vítimas da doença é de 665.491.

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h.

Estadão
Publicidade
Publicidade