PUBLICIDADE

FMI reduz previsão de crescimento mundial para 5,9% em 2021 e mantém alta de 4,9% em 2022

Fundo afirma que os riscos para a economia internacional persistem, sobretudo com a variante delta ainda em circulação

12 out 2021 10h45
| atualizado às 16h49
ver comentários
Publicidade

WASHINGTON - Apesar do avanço da vacinação em diversos países contra a covid-19, os riscos para e economia internacional persistem, sobretudo com a variante delta, o que levou o Fundo Monetário Internacional ( FMI) a reduzir um pouco a previsão de alta do crescimento global de 6,0% para 5,9% neste ano, mantendo a estimativa de expansão de 4,9% em 2022, segundo o relatório Perspectiva Econômica Mundial.

De acordo com Gita Gopinath, economista-chefe do FMI, "a perigosa divergência" no cenário de evolução da demanda agregada pelo mundo continua uma grande preocupação. Segundo ela, a produção dos países avançados deve atingir os níveis pré-pandemia em 2022 e exceder tal patamar em 0,9 ponto porcentual em 2024. Por outro lado, ela pondera que o nível de atividade em mercados emergentes e nações em desenvolvimento, com exceção da China, deve ficar 5,5 ponto porcentual abaixo do nível anterior à covid-19 em 2024, o que resultará em "grandes retrocessos para a melhora das condições de vida" de seus cidadãos.

Estadão
Publicidade
Publicidade