PUBLICIDADE

Flora Gil diz que camarote Expresso 2222 não vai ocorrer mesmo se houver carnaval em Salvador

Produtora vê risco de trazer multidão para as ruas diante da dificuldade de cumprir protocolos sanitários contra a covid-19 durante a folia

24 nov 2021 16h21
| atualizado às 17h04
ver comentários
Publicidade

A produtora Flora Gil, mulher do cantor Gilberto Gil, afirmou que é contra realizar o carnaval no Brasil em 2022 por causa da pandemia. Ela não pretende abrir o camarote Expresso 2222, um dos clássicos espaços da folia de Salvador, independentemente da decisão dos governantes. "Tenho receio de produzir uma festa tão grande com duração de uma semana, como o Camarote Expresso 2222", disse ela, em entrevista ao jornal Correio, da Bahia.

Segundo a produtora, a pandemia ainda está em situação instável e a realização de um evento do tamanho do carnaval pode agravar a disseminação do coronavírus. Ela se posicionou contra a realização da festa não apenas em Salvador, mas em todo o País. "A aglomeração é um multiplicador do vírus e o carnaval é uma aglomeração extraordinária", afirmou. Embora a vacinação tenha avançado e os casos da covid-19 estejam em queda, especialistas têm ressalvas sobre liberar multidões nas ruas.

Na entrevista, Flora Gil afirmou que o carnaval é uma festa onde não é possível manter protocolos sanitários, como o uso de máscara. Ela também disse que, mesmo sabendo da importância do Carnaval para a renda de milhares de pessoas, a saúde deve ser priorizada neste momento.

Recentemente, ela esteve ao lado de Gilberto Gil em turnê na Europa, onde a situação da pandemia voltou a piorar. Alguns países, como Áustria, Holanda, Bélgica e Croácia, voltaram esta semana com medidas restritivas para o controle da pandemia. A obrigatoriedade da vacina é a medida com maior destaque.

Para Flora, essa situação mostra que a pandemia ainda não foi vencida. "Mesmo depois da vacina, em alguns países, o mar não tá pra peixe. Por isso tudo, acho que temerário contribuir para essa situação que ainda é bastante instável. Uma pena, mas é o que vejo nos noticiários e nas narrativas de especialistas em pandemia", declarou.

O camarote Expresso 2222 teve início em 1999 na capital baiana, que tem um dos caravais mais tradicionais do Brasil. O camarote foi produzido durante todos os anos até o Carnaval de 2020. Em 2022, vai ser o segundo ano seguido que ele não vai ocorrer por causa da crise da covid-19.

Estadão
Publicidade
Publicidade