0

É ridículo algumas nações não conseguirem vacinar, diz OMS

Tedros Adhanom Ghebreyesus afirmou que o aumento e distribuição igualitário das vacinas é a principal barreira no atual momento da pandemia

6 abr 2021
13h35
atualizado às 14h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

É ridículo que alguns países ainda não tenham tido acesso suficiente a vacinas para começar a imunizar trabalhadores da saúde e a população mais vulnerável contra a covid-19, disse o chefe da Organização Mundial de Saúde nesta terça-feira.

03/07/2020
Fabrice Coffrini/Pool via REUTERS
03/07/2020 Fabrice Coffrini/Pool via REUTERS
Foto: Reuters

"O aumento da produção e distribuição de forma igualitária continua sendo a principal barreira para encerrar o estágio agudo da pandemia de covid-19", disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em entrevista coletiva.

"É ridículo que em alguns países os profissionais da saúde e os grupos de risco permaneçam não vacinados."

O presidente da Namíbia, Hage Geingob, um dos vários líderes mundiais convidados a falar na coletiva da OMS para o Dia Mundial da Saúde, condenou o "apartheid da vacina", sob o qual alguns países foram forçados a esperar enquanto outros recebiam as doses.

Geingob disse que a Namíbia recebeu vacinas "dos amigos" Índia e China, mas ainda estava esperando por outras vacinas, apesar de ter pago um depósito por elas.

Tedros disse que a Namíbia receberá algumas vacinas do consórcio Covax Facility, co-liderado pela OMS, em cerca de duas semanas.

Veja também:

'Na pandemia, o governo federal errou muito', diz Kassab
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade