PUBLICIDADE

Brasil volta a ter quase 3 mil mortes por covid em 24 horas

A média dos últimos sete dias de mortes está diminuindo levemente e está em 2.367

4 mai 2021
18h26 atualizado às 21h02
0comentários
18h26 atualizado às 21h02
Publicidade

O Brasil registrou 2.966 mortes e 77.359 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando os números totais de vítimas e contágios para 411.588 e 14.856.888, respectivamente, informou o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nesta terça-feira (4).

Abertura de covas no Cemitério da Vila Formosa, em São Paulo, em foto de arquivo
Abertura de covas no Cemitério da Vila Formosa, em São Paulo, em foto de arquivo
Foto: ANSA / Ansa

Os dados representam uma queda em relação aos números de óbitos contabilizados na última terça-feira (27), quando foram 3.086 vidas perdidas em um dia, e um aumento na quantidade de casos, já que semana passada foram registradas 72.140 infecções diagnosticadas.

O consórcio de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL levantou, junto às secretarias estaduais de Saúde, 3.025 mortes e 69.378 casos nas últimas 24 horas. Ao todo, os veículos de imprensa registraram 411.854 mortes e 14.860.812 infecções pelo novo coronavírus.

A taxa de letalidade continua em 2,8% a nível nacional. No entanto, o Rio de Janeiro é o estado com o maior índice no País, 6%, seguido de Pernambuco (3,5%), Amazonas (3,4%) e São Paulo (3,3%).

A média dos últimos sete dias de mortes está diminuindo levemente e está em 2.367. Já a de contágios apresentou um leve aumento, passando de 58.587 contaminações para 59.332.

O estado de São Paulo se mantém como o estado mais afetado pela pandemia em números absolutos, com 98.021 mortes, seguido por Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná.

Já nos contágios, São Paulo continua liderando a lista, com quase 3 milhões de contaminações. No Top 5 do ranking também aparecem Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Bahia.

Em meio à falta de vacinas, o Brasil espera receber amanhã (5) mais 629 mil doses de imunizantes da Pfizer. O avião desembarcará no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). A nova remessa, vinda dos EUA, faz parte do calendário do mês de maio que fechará com 2,5 milhões de doses da Pfizer.

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já infectou mais de 153 milhões de pessoas em todo o mundo. A marca é alcançada 15 meses após o surgimento do vírus na cidade chinesa de Wuhan.

Além disso, a quantidade de mortes por covid-19 no mundo já ultrapassou 3 milhões.

Com informações da Ansa do Estadão Conteúdo 


   

Ansa - Brasil    Estadão
Publicidade
Publicidade