PUBLICIDADE

Brasil tem 112.286 casos e 251 mortes por covid

Mesmo com problemas de notificação, contágios seguem aumentando

14 jan 2022 18h29
| atualizado às 20h47
ver comentários
Publicidade

O Brasil registrou 112.286 novos casos e 251 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, informou o boletim do Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass) nesta sexta-feira (14). Com isso, o país soma 22.927.203 contágios confirmados e 620.796 óbitos desde o início da crise sanitária.

Mesmo com todos os problemas nos sistemas de informações do Ministério da Saúde, o país vem contabilizando números cada vez maiores desde a última semana de dezembro.

A média móvel de contágios dos últimos sete dias já está no patamar da onda de junho e julho do ano passado e chegou a 68.140 contaminações. A de falecimentos também segue em aumento, mas em ritmo muito menor e está em 139.

O estado de São Paulo, que iniciou a imunização de crianças de 5 a 11 anos de maneira simbólica nesta sexta-feira, se aproxima dos 4,5 milhões de casos confirmados da doença - mais exatamente, 4.497.401. As morte somam 155.617.

Foto de ilustração do coronavírus
29/01/2021 Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM/CDC/Divulgação via REUTERS
Foto de ilustração do coronavírus 29/01/2021 Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM/CDC/Divulgação via REUTERS
Foto: Reuters

No ranking de casos nos valores absolutos, aparecem na sequência Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro. Entre as vítimas, o segundo com maior número é o RJ, seguido por Minas, Paraná e Rio Grande do Sul.

A taxa de letalidade da covid-19 no Brasil é de 2,7% e a de mortalidade é de 295,4 a cada 100 mil habitantes. Já a incidência é de 10.910,1 a cada 100 mil. Nesses casos, o Rio de Janeiro lidera os dois primeiros (4,8% e 403 a cada 100 mil, respectivamente). Na incidência, a liderança é de Roraima, com 21.809,4 a cada 100 mil habitantes. 

Consórcio de Imprensa

O Brasil registrou 238 novas mortes pela covid-19 nesta sexta-feira, 14. A média semanal de vítimas, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou em 138, acima dos 126 registrados na véspera.

O número de novas infecções notificadas foi de 110.037, enquanto a média móvel de testes positivos é de 68.160 - um aumento de 743% em relação à de duas semanas atrás. Esse é o terceiro maior total de casos diários desde o início da pandemia e a primeira vez que o País ultrapassa a marca dos 100 mil desde 18 de setembro do ano passado, quando foram notificadas 125 mil pessoas com a covid, o recorde até agora.

No total, o Brasil tem 620.847 mortos e 22.925.864 casos da doença. Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo os números do governo, 21,7 milhões de pessoas se recuperaram da doença desde o início da pandemia.

São Paulo teve 100 mortes e 8,4 mil novos casos nas últimas 24 horas. A maior quantidade de testes positivos para o coronavírus no período veio de Minas Gerais, que notificou 18,9 mil novas infecções e 23 vítimas fatais da doença. Acre e Roraima não informaram óbitos pela covid nesta sexta.

Com informações do Estadão Conteúdo. 
 

 

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade