0

Black Friday: shoppings vão manter estratégias adotadas durante a pandemia para garantir vendas

Delivery e drive-thru, que ganharam popularidade no início do isolamento social, serão mantidos na data, segundo levantamento de associação do setor; vendas devem aumentar em relação às últimas semanas, mas, ainda assim, ficar 4% abaixo do registrado na Black Friday 2019

16 nov 2020
15h48
atualizado às 16h09
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A aproximação da Black Friday, no próximo dia 27, traz fôlego para os shoppings centers, que sofreram um baque nas vendas este ano com a pandemia de covid-19. De acordo com pesquisa feita pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), 97% dos shoppings esperam aumento de vendas durante a Black Friday em relação às três semanas anteriores à data.

Porém, em comparação com a data promocional de 2019, a expectativa é de queda de 4% nas vendas. Nesse sentido, uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) - na qual 52% de 2.100 entrevistados dizem que pretendem comprar algum item na Black Friday - mostra que a pandemia, a preocupação com o desemprego e a alta do dólar são alguns dos fatores que prejudicam a decisão de compra para este ano.

Apesar do provável resultado negativo em 2020 em relação ao ano passado, o setor mantém as expectativas e aposta em uma recuperação gradual e contínua. "Observamos que os shoppings estão otimistas em relação à Black Friday, uma vez que essa queda ocorre com base no ótimo desempenho da Black Friday de 2019", afirma o presidente da Abrasce, Glauco Humai.

O presidente da Alshop, Nabil Sahyoun, destaca que, apesar das adversidades enfrentadas nos últimos meses, a retomada econômica "tem surpreendido analistas em vários setores", e que a queda das vendas na Black Friday será menor do que a prevista inicialmente.

Além das vendas presenciais

A pesquisa da Abrasce também aponta que os shoppings manterão outros canais que ganharam popularidade desde o início da pandemia. Cerca de 68% dos empreendimentos continuarão as vendas por delivery, 65% por drive-thru, e 46% vão manter as ofertas via marketplace e vendas online.

Entre as categorias de produtos que apresentam maiores expectativas de aumento das vendas estão eletrônicos, eletrodomésticos, telefonia e acessórios e artigos de informática.

Ações para a Black Friday

Os shoppings da rede Multiplan - Anália Franco, MorumbiShopping, Vila Olímpia e ParkShopping São Caetano - terão uma semana de ofertas entre os dias 23 e 30 de novembro, com descontos de até 70% nas lojas. As compras podem ser feitas presencialmente, via drive-thru ou online, pelo aplicativo da rede.

A rede Ancar Ivanhoe - Pátio Paulista, Metrô Itaquera, Golden Square, em São Bernardo do Campo, e Bandeiras, em Campinas - terão ofertas de até 90% nos aplicativos de cada shopping, entre os dias 27 e 29 de novembro. Conforme o consumidor resgatar o primeiro cupom no aplicativo, outro cupom de valor mais alto será liberado, e assim sucessivamente. Com relação aos descontos das lojas físicas, a rede afirma que ficará a critério de cada lojista.

O shopping Eldorado, em Pinheiros, que também faz parte da Ancar Ivanhoe, fará uma ação à parte entre os dias 27 e 29 - o cliente pode baixar o aplicativo do shopping e receber promoções de até 80%.

A rede Saphyr Shopping Centers, responsável pelo Shopping Metrô Tucuruvi, Shopping Granja Vianna, em Cotia, Pátio Cianê Shopping, em Sorocaba, e SuperShopping Osasco, antecipou as ofertas de Black Friday. Todas as sextas-feiras e finais de semana de novembro terão descontos de até 80% nas lojas. As compras podem ser feitas presencialmente e online em todos os shoppings da rede, e via drive-thru nos shoppings Granja Vianna, Pátio Cianê Shopping e SuperShopping Osasco.

Todos os empreendimentos afirmam que estão seguindo as medidas sanitárias contra a covid-19 e obedecendo aos protocolos de segurança e de higiene.

Veja também:

Nova alta de infecções faz hospitais privados abrirem mais leitos covid e reduzirem cirurgias
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade