1 evento ao vivo

Umidade do solo está baixa nas áreas cafeeiras de MG

Acompanhe a tendência do clima para as áreas produtoras

24 out 2017
11h55
  • separator
  • comentários

Após uma longa espera, as chuvas finalmente chegaram sobre a região central do Brasil. Nos últimos 3 dias foram registrados chuvas em diversas localidades do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás, permitindo o avanço do plantio e até mesmo o início em algumas propriedades rurais. Entretanto, os volumes registrados foram muito variados, pois houve áreas que receberam mais de 40 mm de chuvas e áreas vizinhas não chegaram a registrar 5 mm. Muitos produtores ainda estão cautelosos em relação a dar sequência ao plantio da soja. Mas é fato que nesta semana observaremos um grande avanço do percentual de área plantada em todas as regiões produtoras do Sudeste, Centro-Oeste e do Sul.

Café e cana

Para as culturas do café e cana de açúcar, o retorno das chuvas também foram extremamente benéficas. Porém, nas áreas produtoras de Minas Gerais os volumes ocorridos de chuva foram extremamente baixos, o que ainda deixa a cafeicultura em estado de alerta, uma vez que essas áreas mineiras apresentam níveis baixos de umidade do solo.

No Sul, a passagem da frente fria e consequentemente a ocorrência de chuva manteve as condições bastante desfavoráveis à realização da colheita do trigo e demais culturas de inverno, bem como o plantio do arroz. Além disso, tanto para o trigo quanto para o arroz, tais condições meteorológicas estão ocasionando quebras bastante significativas nos potenciais produtivos das lavouras.

Além da chuva, outro fato que chamou bastante a atenção neste início de semana foi o frio intenso e até mesmo a ocorrência de geadas no Sul do Brasil. A presença de uma massa de ar polar sobre a região ocasionou a queda acentuada das temperaturas mínimas na madrugada de segunda-feira (23), onde os termômetros em muitos municípios chegaram a registrar valores inferiores a 5°C. Houve registro de geadas em áreas produtores do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, mas não houve relatos de que essa geada provocou algum dano às lavouras, a não ser nas pastagens.

Tendência

A previsão para essa semana é de continuidade na ocorrência de pancadas de chuva. Nas imagens de satélite abaixo podemos observar uma linha de instabilidade sobre a região central do Brasil.

Foto: Climatempo

Não há nenhum indicativo de que a chuva ocorra de forma generalizada sobre as regiões produtoras do Sudeste e Centro-Oeste. A previsão continua sendo para pancadas irregulares. Entretanto, na próxima quinta-feira (26), uma nova frente fria estará avançando sobre a região Sul do Brasil, onde irá ocasionar mais chuva em toda a região centro-sul do país, entre a quinta e o domingo. Este sistema deverá avançar ainda mais forte sobre a faixa central e norte do Brasil, e no começo da semana que vem e pode provocar as primeiras pancadas de chuva sobre as áreas produtoras do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia.

Leia também: Quando a chuva irá se estabilizar?

Veja como a informação meteorológica pode ajudar a tomar a decisão dentro do campo:

Previsão do tempo para 15 dias com análise do estado e impacto das condições previstas na cultura

Análise de volume de chuva para a área produtora

Climatempo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade