PUBLICIDADE

Última semana do outono será com frio de inverno em SP e no RJ

Nova frente fria vai aumentar as condições para chuva a partir do meio da semana. Confira!

13 jun 2021 12h44
ver comentários
Publicidade

Foto: São Paulo (SP), por André C.

A última semana do outono será marcada por temperaturas de inverno nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. A nova estação já começa na segunda-feira, 21 de junho, às 00h32 pelo horário de Brasília.

A umidade vai aumentar  nesta semana com o avanço de uma frente fria, mas não há expectativa para chuva muito volumosa. O destaque será o frio.

A segunda-feira amanhece fria nos dois estados e há chance de nevoeiro ao amanhecer em áreas do leste de São Paulo e na Região Serrana do Rio de Janeiro, mas que logo se dissipa. Entre segunda e terça-feira o sol predomina nos dois estados e não chove. As temperaturas seguem baixas e faz frio neste início de semana.

Nova frente fria avança nesta semana

Uma nova frente fria chega ao litoral sul de São Paulo na terça e este sistema avança ao longo da quarta-feira pelo litoral do Sudeste. Com isso, a instabilidade aumenta na Região.

As nuvens aumentam e volta a possibilidade de chuva no litoral paulista e no sul do Rio de Janeiro. As nuvens aumentam também no sul de São Paulo e na Grande SP, mas só há chance de garoa à noite. A cidade do Rio também terá aumento de nuvens e chuva à noite.

Na quinta-feira o tempo segue instável,  com muitas nuvens e com chuva fraca entre o litoral de São Paulo e o Rio de Janeiro. As capitais podem ter chuva fraca também e faz frio ao longo do dia. Na sexta-feira, 18 de junho, com a formação de um novo sistema de baixa pressão atmosférica, a chuva já se espalha e atinge áreas do interior paulista. Só o norte e o nordeste do estado que não devem receber chuva.

Veja como ficam as temperaturas nas capitais:

As maiores temperaturas desta semana devem ser registradas na terça-feira, 15 de junho. Em São Paulo, máxima de 22°C e no Rio, máxima de 27°C.

Com o frio que é previsto para os próximos dias, é possível que novos recordes de frio sejam estabelecidos.

Climatempo
Publicidade
Publicidade