2 eventos ao vivo

Temporais se espalham sobre o Sul do Brasil

Rajadas de vento chegam aos 100 km/h. A situação é de alerta para tempestades destrutivas nos próximos dias.

29 set 2018
22h32
  • separator
  • 0
  • comentários

Chuva forte e violentas rajadas de vento, até acima de 100 km/h foram observadas na fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai na tarde e começo da noite do sábado, 29 de setembro. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 112 km/h em Jaguarão, 95 km/h em Santa Vitória do Palmar, 73 km/h em Rio Grande e 71 km/h em Canguçu. Em Jaguarão choveu quase 33 mm em 4 horas.

A chuva e ventania vieram com nuvens muito carregadas que avançavam do Uruguai para o Rio Grande do Sul. Na sexta-feira, 28, e no sábado, 29 de setembro, a passagem destas nuvens provocou temporais violentos em várias províncias da Argentina, incluindo a capital Buenos Aires, e sobre Montevideu e várias áreas do Uruguai. A imprensa local e as redes sociais informaram que a ventania arrancou grandes coberturas e árvores. Os granizos em alguns locais foram quase do tamanho de um ovo.

Neste domingo, 30 de setembro, nuvens muito carregadas se espalham sobre o Sul do Brasil e o dia é de alerta para tempestades. As rajadas de vento podem alcançar velocidades em torno de 100 km/h. Pode chover e ventar forte nos três estados. No norte e leste do Paraná e no Vale do Itajaí, o risco de temporal é maior à tarde e à noite.

A imagem captada pelo satélite GOES 16 às 21h45 de 29/9/18 (Brasília) mostrou que parte destas nuvens carregadas já se espalhava sobre o Rio Grande do Sul. Elas aparecem como manchas em tons de cinza, preto e rosa.

Foto: Climatempo

Dias de tempo severo

A virada de setembro para outubro é com alerta de tempo severo no Sul do Brasil. Uma frente fria associada com uma forte área de baixa pressão atmosférica vai influenciar a Região Sul nos próximos dias. Tecnicamente até o dia 3 de outubro teremos a passagem de duas frentes frias pelo litoral da Região Sul e a forte baixa pressão atmosférica persistente entre o Paraguai e o norte da Argentina.

Para a tarde do domingo, 30 de setembro, a estimativa é de que a pressão atmosférica entre o Paraguai e o norte da Argentina fique abaixo de 1000 hPa. A pressão do ar de 1000 hPa ou menor é associada a formação de intensa instabilidade. No centro dos furacões e dos tufões, a pressão do ar é sempre abaixo de 1000 hPa.

Foto: Climatempo

A pressão do ar muito baixa combinada com a entrada de ar quente e úmido sobre toda a região entre o Sul do Brasil e o Paraguai é uma situação muito favorável para a formação de nuvens enormes, com alto potencial para provocar tempestades violentas, com muita chuva, granizo, ventania e até tornados.

O período de alerta para tempestades severas teve início no sábado, 29 de setembro, e se estende até a terça-feira, 3 de outubro.

Foto: Climatempo

Foto: Nilviane Scheffer. Cruz Alta/RS

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade