2 eventos ao vivo

São Paulo teve recorde de alagamento do ano com temporal da 4ª F

Foram 52 pontos alagados, segundo o CGE, e 3 córregos transbordaram. Confira o balanço do temporal de 17/2/2021 e as imagens das nuvens carregadas.

18 fev 2021
03h33
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Foto: São Paulo (SP), por Angela Ruiz, temporal em 17/2/2021

O temporal da quarta-feira, 17 de fevereiro, que ocorreu especialmente no fim da tarde, foi o que deixou o maior número de alagamentos pela cidade neste ano até agora. Segundo dados do CGE - Centro de Gerenciamento de Emergências, foram 52 alagamentos, com 33 intransitáveis. Às 22h15 ainda haviam 3 pontos intransitáveis. O recorde anterior era do dia 12/1/2021, com 30 alagamentos, sendo 8 intransitáveis.  O terceiro dia com maior quantidade de alagamentos foi o dia 2/2/2021, com 25 pontos no total, sendo 10 intransitáveis.

O que provocou o temporal?

As nuvens carregadas que passaram sobre São Paulo se formaram por causa da grande disponibilidade de ar quente e úmido e também pela presença de uma circulação de ventos com tendência ciclônica (sentido horário) sobre a Região Sudeste do Brasil.

Previsão para quinta-feira

Um ar mais seco está entrando no interior paulista  e vai inibir a chuva no centro-oeste e sul do estado. Mas as condições de muita umidade e a circulação ciclônica de ventos ainda influenciam o leste do estado nesta quinta-feira, 18 de fevereiro. Por isso, não dá para descartar o risco de que as fortes pancadas de chuva voltem a ocorrer na cidade de São Paulo e na Grande de São Paulo, de forma geral, na tarde e em parte da noite desta quinta-feira.

Quanto choveu?

Entre 14 horas e 15 horas, algumas regiões da cidade de São Paulo tiveram chuva forte, mas foi no fim da tarde que a chuva veio com mais força e de forma generalizada

Confira quanto choveu no período entre 12 horas e 21 horas, pela medição do CGE - Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura

Penha/Rincão: 58,2 mm

Parelheiros/Barragem: 55,5 mm

Vila Mariana: 54,0 mm

Cidade Ademar: 53,2 mm

Santo Amaro: 47,0 mm

Ipiranga: 44,6 mm

Vila Maria/Vila Guilherme: 42,4 mm

Vila Prudente: 41,8 mm

Estes foram os maiores volumes, acima de 40 mm. Mas muitos outros bairros acumularam de 20 mm a quase 40 mm de chuva. A maior parte do volume total caiu em 1 ou 2 horas de chuva. 

Confira os maiores acumulados de chuva em apenas 1 hora do temporal do fim da tarde de 17/2/2021

Cidade Ademar: 35,8 mm

Santo Amaro: 34,8 mm

Campo Limpo: 30,2 mm

M' Boi Mirim: 29,4 mm

Vila Mariana: 28,2 mm

Penha/Rincão: 23,0 mm

Itaquera: 20,8 mm

Vila Prudente: 20,8 mm

São Miguel Paulista: 20,0 mm

Transbordamento de córregos

O grande volume de chuva em pouco tempo fez com que vários córregos transbordassem ou ficassem na iminência de extravasamento.

O CGE registrou o transbordamento dos córregos Pirajussara (zona sul), do Morro do S (zona sul) e do Ribeirão dos Meninos (zona sudeste).

Os córregos Franquinho e Ipiranga ficaram na iminência de de transbordamento

Rajadas de vento

Estação meteorológica do CGE no Campo Limpo, Zona Sul, às 17h20: 41km/h 

Estação meteorológica do CGE no M'boi Mirim às 17h20, Zona Sul, às 17h20: 44km/h

Aeroporto de Congonhas, na zona sul, às 17h26:  46,3 Km/h 

Maiores índices registrados pela rede telemétrica do Alto-Tietê, até às 20h45 (site CGE)

Córrego Sapateiro 1: 65,2 mm

Córrego Rincão - Montante do Piscinão: 58,2 mm

Córrego Água Espraiada - Cabeceira: 55,0 mm

Córrego Zavuvus - Pç Tuney Arantes : 52,2 mm

Rio Pinheiros - Ponte João Dias:  50,8 mm

As nuvens carregadas cobriram a cidade no fim da tarde. Confira as imagens!

Veja também:

Previsão Brasil - Temporais no centro-sul do BR
Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade