0

Risco de temporal em SP ainda é alto nesta quinta-feira

Balanço da chuva e do vento em SP em 31/10/18. Rajadas de vento passaram de 80 km/h no interior do estado

31 out 2018
21h30
atualizado às 22h48
  • separator
  • 0
  • comentários

Fortes áreas de instabilidade, associadas a uma frente fria, avançaram do Paraná para São Paulo espalhando nuvens carregadas por muitas áreas do interior, na Grande São Paulo e pelo litoral. De forma geral, a passagem desta instabilidade provocou mais ventos e raios do que chuva forte.

O risco de temporais sobre o estado de São Paulo é alto nesta quinta-feira, 1 de novembro. Além da passagem da frente fria pelo litoral paulista, grandes e fortes áreas de instabilidade cresciam entre o Paraguai e o Sul do Brasil na noite da quarta-feira, 31 de outubro, e  tendem a avançar novamente sobre o Sul do Brasil e depois para São Paulo durante esta quinta-feira.

Vento forte

Em Presidente Prudente, o vento forte com rajada de 61 km/h levantou poeira no aeroporto local. Em Campinas, aeroporto Viracopos teve com rajadas de 61 km/h às 17h e com queda de granizo.O aeroporto de Jundiaí registrou rajada de 83 km/h às 17h20.

Na Grande São Paulo, o aeroporto de Guarulhos registrou rajada de 61 km/h às 17 horas.

O Campo de Marte, na zona norte da cidade de São Paulo, teve rajada de 63 km/h às 17 horas. No aeroporto de Congonhas, a maior rajada foi de 61 km/h

O INMET registrou rajada de vento de 84 km/h na fazenda Ipanema, na região de Iperó, 81 km/h em Itapeva, 78 km/h em Piracicaba, 78 km/h em Avaré, 72 km/h em Bragança Paulista, 72 km/h em Valparaíso e 70 km/h em Dracena.

A foto de Avaré na tarde do dia 31 de outubro mostra as nuvens carregadas no horizonte. A mancha avermelhada no fundo é poeira que foi levantada pelo vento forte.

Foto: Climatempo

Foto de Willian A. Ferruci , Avaré (SP)

Chuva

O maior volume de chuva acumulado desde o início da atuação desta forte área de instabilidade no estado de São Paulo, que foi por volta das 13 horas, até 19 horas, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, foi de 15,4 mm na cidade de São Paulo, na região de Interlagos.

Foto: Climatempo

Já o Cemaden - Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais - registrou volumes da ordem de 20 mm a 30 mm em 6 horas, no período entre 14 e 20 horas.

Confira os volumes de chuva mais elevados registrados neste período

Itapetininga/Chapadinho: 33,2 mm

Juquitiba/Jardim das Palmeiras: 27,8 mm

Tatuí/centro: 27,8 mm

Amparo/Parque A. Batone:27,6 mm

Mogi Guaçu/Jardim Novo II: 26,4 mm

Embu-Guaçu/Fazenda da Ilha: 24,8 mm

Serra Negra/EEAT Estância da Serra: 23,2 mm

Araçoiaba da Serra/Secr. da Cultura: 23,0 mm

Iperó/Centro: 23,0 mm

Cunha/ETA 2: 22,8 mm (em 1 hora)

Campinas/Vila Aeroporto: 22,6 mm

Volumes de chuva registrados pelo  INMET entre 13h e 23h

(quase toda a chuva foi entre 16h e 20h)

Dracena: 31,8 mm em 2h Taubaté: 22,0 mm em 2h Itapira: 17 mm, 15,2 em 1h São Paulo/Interlagos: 15,4 mm (11,8 mm em 1h) Iperó/Sorocaba: 15,2 mm (13 mm em 1h) Barra do turvo: 12,8 mm (11 mm em 1h) Barueri: 12,6 mm( 11,8 mm em 1h) Iguape: 11,8 mm (10,4 mm em 1h)   Demais valores no estado abaixo de 10 mm

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade