0

Frio pode ser recorde em capitais do SU, CO, SE e NO nesta sexta

Frio aumenta nas próximas 48 horas

27 abr 2017
11h32
atualizado às 18h35
  • separator
  • comentários

O ar polar continua forte sobre o Sul nesta sexta-feira, 28, e entra com mais força sobre o Centro-Oeste e Sudeste e chega também ao Acre, Rondônia e ao sul do Amazonas.

Frio pode ser recorde em capitais 

Novos recordes de frio são esperados para várias capitais do Sul, do Sudeste, do Centro-Oeste e do Norte do Brasil nesta sexta-feira  

 (RS) e  (PR) podem ter novo recorde de madrugada mais fria deste ano.

 (SC) pode registrar novamente duplo recorde de frio: madrugada e tarde e tarde mais fria.

 (SP) também pode ter duplo recorde de frio nesta sexta-feira, 28.

 pode ter recorde de tarde mais fria do ano.

Campo Grande (MS) e Cuiabá (MT) podem registrar novamente o recorde de menor temperatura do ano e de madrugada mais fria de 2017 até agora.

 om o ar polar chegando com mais força a Rondônia e ao Acre, as capitais  (AC) e  (RO) podem ter a madrugada mais fria do ano até agora. Os dois estados esfriaram muito na tarde desta quinta-feira. Em Rio Branco, o aeroporto Presidente Médici marcava 19°C, mas a sensação térmica era de 18°C por causa do vento moderado.

Mais recordes em capitais do Sul, do Sudeste, do Centro-Oeste e do Norte do Brasil poderão ocorrer até o domingo, 30 de abril.

Duplo recorde de frio 

Várias capitais brasileiras bateram recorde de frio nesta quinta-feira, 27 de abril. Algumas registraram um duplo recorde e tiveram a madrugada e a tarde mais fria do ano.

Confira as temperaturas recordes registradas pelo Instituto Nacional de Meteorologia.

 (RS) - duplo recorde de frio

madrugada mais fria do ano: temperatura mínima de 10,6°C (recorde anterior: 11,9,°C em 3/4/17)

tarde mais fria do ano: temperatura máxima de 19,6°C (recorde anterior 19,9°C em 26/4/17)

 (SC) - duplo recorde de frio

madrugada mais fria do ano: temperatura mínima de 11,7°C (recorde anterior: 13,9,°C em 23/4/17)

tarde mais fria do ano: temperatura máxima de 22,2°C (recorde anterior 23,6°C em 2/4/17)

 (PR): temperatura mínima de 8,3°C (recorde anterior: 12,4,°C em 30/3/17)

(MS) - duplo recorde de frio

madrugada mais fria do ano: temperatura mínima de 12,6°C (recorde anterior: 13,9,°C em 21/4/17)

tarde mais fria do ano: temperatura máxima de 21,9°C (recorde anterior 22,6°C em 20/4/17)

 (MT) - duplo recorde de frio

madrugada mais fria do ano: temperatura mínima de 19,8°C (recorde anterior: 20,0,°C em 21/4/17)

tarde mais fria do ano: temperatura máxima de 21,3°C (recorde anterior 25,0°C em 2/2/17)

Por que esfriou tanto?

 A temperatura caiu muito por causa da entrada de uma forte massa de ar de origem polar. Durante a madrugada desta quinta-feira, a porção mais fria (o centro) desta massa polar avançou para a região entre o norte da Argentina, o norte do Paraguai e o sul da Bolívia, o que fez com que o ar frio chegasse com mais força e facilidade ao Sul e ao Centro-Oeste do Brasil. O centro de uma massa de ar polar nesta posição também faz com que o ar frio chegue ao Acre, Rondônia e ao sul do Amazonas.

Ar polar continental

Todos os anos, alguns centros de ar frio fazem uma trajetória pelo interior do continente (continental) e alcançam o norte da Argentina e Paraguai. Mas a maioria dos centros de ar polar que chegam a América do Sul passam pelo centro-sul da Argentina e depois seguem para o oceano influenciando o Brasil com menos força. Ao ar polar que chega ao Brasil pelo caminho continental é bastante seco e tem maior poder de resfriamento. Massas polares continentais provocam em geral frio mais intenso do que massas polares marítimas.

O centro desta massa de ar polar que chegou ao Brasil vai passar sobre a Região Sul nos próximos dias. Até o domingo, o ar frio polar será sentido com força em áreas do Sul, do Sudeste, do Centro-Oeste e da Região Norte.

 

Foto: Climatempo
Climatempo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade