3 eventos ao vivo

Produtor de soja aguarda chuva para iniciar plantio

Trigo avança no campo mas preço do produto desagrada produtor

25 set 2017
11h30
  • separator
  • 0
  • comentários

Análise das condições do tempo da última semana:

A última semana foi marcada pelo tempo extremamente seco e quente em praticamente todas as principais regiões produtoras do Brasil. Somente no extremo sul do Brasil, nas áreas produtoras de arroz do Rio Grande do Sul é que as chuvas não estão dando tréguas e com isso, o plantio do arroz não consegue avançar.

Mesmo com a ausência de chuvas e o plantio da nova safra de soja paralisada no Brasil, ainda é muito cedo para avaliar se há ou não perdas. O plantio de fato só deverá ocorrer durante a 1ª quinzena de outubro.

Já o plantio do milho 1ª safra no Sul do Brasil, está bem atrasado e consequentemente, poderá sofrer reduções mais significativas em sua área total de plantio esse ano.  

Foto: Climatempo

Foto: Climatempo

Análise das condições do tempo para os próximos dias:

A primavera começou e trouxe a esperança de que as chuvas retornem a todas as regiões produtoras do Brasil, em especial a região centro-sul do país, onde o plantio da soja na maioria das regiões produtoras do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e do Paraná ainda não ocorreu. Nesta segunda-feira (25), áreas de instabilidade ganham força ao longo do dia e há de previsão de pancadas de chuva de forma irregular em diversas localidades destes estados e também em São Paulo e Goiás. O risco ainda é alto iniciar o plantio da soja.

Previsão do tempo para 15 dias com análise do estado e impacto das condições previstas na cultura

Trigo 

No caso do trigo, as condições meteorológicas são favoráveis à colheita e a qualidade do grão é excelente, apesar de algumas regiões apresentarem produtividade aquém da média histórica. O grande problema está sendo o preço obtido pelo produto que não atinge o preço de custo, causando muitos prejuízos aos produtores.

Tendência

Ao longo da semana, a tendência é que a chuva em toda região centro-sul do Brasil se mantenha no mesmo padrão. Ou seja, há previsão de pancada de chuva em quase todos os dias sobre as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, mas sempre na forma de pancadas isoladas, mantendo as condições ainda desfavoráveis ao pleno andamento do plantio da soja. O grande problema está para os produtores de arroz do Rio Grande do Sul. As chuvas frequentes que vem ocorrendo sobre a metade sul do estado dificulta a realização do plantio.

Frente fria colabora para aumentar as condições de chuva 

Aos poucos a umidade irá se espalhar cada vez mais sobre as regiões produtoras e a passagem de uma importante frente fria no próximo fim de semana irá conseguir romper por completo o bloqueio atmosférico. Este sistema traz chuva generalizada sobre todas as regiões do centro-sul brasileiro e irá possibilitar que o plantio tanto da soja quanto do milho 1ª safra, consiga avançar com maior facilidade.

No Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, a tendência é que as chuvas só venham ocorrer durante a primeira quinzena de outubro, o que não está causando nenhum prejuízo aos produtores, por enquanto. A não ser os diversos focos de queimadas que vem ocorrendo, por conta do tempo seco e extremamente quente.

Café

No caso do café, ainda é muito cedo para fazer qualquer tipo de prognostico de quebra de safra, somente a partir da semana que vem, quando as chuvas retornarem de fato e ocorrer o florescimento é que se poderá ter uma ideia se houve ou não alguma impacto significativo na produtividade, por conta do mês de setembro extremamente seco e quente.

Foto: Climatempo

Foto: Climatempo

Veja o vídeo com a análise do meteorologista sobre o comportamento da chuva nas próximas semanas. Clique aqui 

Ainda podemos ter La Niña em 2017?  

Fique de olho nas informações meteorológicas para sua região agrícola aqui

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade