6 eventos ao vivo

Perfil de viajantes de motorhome muda no Brasil

A ideia de uma casa de quatro rodas já é possível para brasileiros com menor orçamento

4 mar 2021
18h46
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O cenário de veículos recreativos, mais conhecidos como motorhomes, tem crescido desde 2018 e teve seu ápice em 2020 por causa da pandemia do coronavírus. A procura por liberdade durante as viagens, mudanças de roteiros e a oportunidade de se instalar num dia na praia e no outro no campo fez com que muitos viajantes repensassem o formato de desbravar o mundo em quatro rodas.

E estes veículos não são encontrados apenas nas regiões do Sul do Brasil ou nos Estados Unidos e na Europa. Hoje é mais fácil ter este tipo de carro personalizado de acordo com as preferências e gostos individuais sem perder a sofisticação e conforto depois de longas distâncias.

Além da crescente busca pelas casas rodantes, o perfil de viajantes que procuram motorhomes também mudou.

Foto: Climatempo

Foto: Divulgação Engaje!Comunicação

Na cidade de Santa Branca, no interior de São Paulo, há uma empresa especializada na fabricação e na personalização de veículos recreativos. O proprietário, Julio Lemos, diz que novos perfis de consumidores surgem todos os dias interessadas em motorhome. São pessoas que trabalham em home-office, famílias e casais que viram nos veículos uma oportunidade de se desvincular de hotéis e resorts.

"São perfis dispostos a trabalhar em uma espécie de home-office na estrada; existe também o perfil de família que pretende rodar o mundo", esclarece Júlio.

Foto: Climatempo

Foto:Divulgação Engaje!Comunicação

 

Levantamento sobre perfil consumidor 

Em 2018, na fábrica da Estrella Mobil, o perfil do público que adquiria motorhomes eram, em sua maioria, aposentados e profissionais liberais que lideravam o ranking com 80% nas vendas. Os 20% restantes eram compostos por jovens, profissionais que já trabalhavam em home-office  e pessoas com mais de 40 anos.

Com a pandemia, foi observado um aumento expressivo nas aquisições feitas por pessoas que já tinham o plano de um dia adquirir um motorhome no futuro e que anteciparam o planejamento, pessoas que passaram a ocupar funções em home office de forma definitiva e, principalmente pessoas que se sentiram impactadas pelo isolamento e resolveram se deslocar tendo como quintal de casa uma paisagem diferente a cada parada, ocupando de 20% para 35% no volume de vendas totais.

De modo geral, o mercado de vendas de motorhomes entre 2019 e 2020 teve aumento de 40% ao ano desde o início da pandemia e a tendência é se manter até o fim de 2021.

A tecnologia dos motorhomes foi outro ponto que teve transformações desde a década de 70, isso porque empresas de maquinarias específicas para este setor se instalaram no país, depois de perceberem uma oportunidade de mercado brasileiro. 

"A qualidade dos produtos produzidos no Brasil melhorou muito nos últimos 20 anos. Hoje, temos diversos equipamentos específicos para motorhomes, como aquecimento de água, ar-condicionado a janelas especiais. São produtos que têm agradado muito o público, que procura o máximo de conforto", finaliza Julio.

Veja também:

Previsão Brasil - Tempo seco predomina no BR
Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade