0

Nível de umidade é alto na região centro norte do Brasil

Agricultor está atento a proliferação de doenças

11 dez 2017
12h21
  • separator
  • comentários

A segunda-feira (11) será marcada por chuvas intermitentes sobre quase todas as localidades produtoras do Mato Grosso, norte do Mato Grosso do Sul, Rondônia, Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo e, praticamente todo o Maranhão, Piauí, Tocantins, e Bahia, incluindo o Pará.

Com isso, os níveis de umidade do solo continuarão altos nessas localidades, permitindo condições ideais ao desenvolvimento das lavouras bem como condições ideais a proliferação de doenças, além de atrapalhar a plena realização dos tratos culturais.

O tempo instável sobre a faixa norte do Brasil deverá se manter inalterado ao longo dos próximos dias. No final da semana é que as condições começarão a mudar, uma vez que os corredores de umidade voltarão também para a metade sul do Brasil.

No Sul e em grande parte dos estados de São Paulo e do Mato Grosso do Sul, a segunda-feira será de tempo aberto, muito calor e sem previsões para chuvas generalizadas. Apenas há possibilidade de eventuais pancadas de chuva, muito localizadas. O tempo aberto e com temperatura elevada tem reduzido drasticamente os níveis de umidade do solo, prejudicando o pleno desenvolvimento das lavouras. Há relatos de lavouras que apresentam sintomas de déficit hídrico. Porém, ainda é muito cedo para prescrever se já existe quebras/perdas nos potenciais produtivos.

Os mapas de previsão sinalizam que a partir dessa sexta-feira, dia 15/12 e mais precisamente, ao longo do próximo final de semana, as chuvas irão retornar de forma generalizada e em bons volumes a todas as regiões produtoras do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo. A segunda quinzena de dezembro deverá ser marcada por chuva mais frequente e em bons volumes sobre a metade sul do país, permitindo assim, que os níveis de umidade do solo se elevem e deste modo, garanta boas condições ao desenvolvimento das lavouras.

Foto: Climatempo

Porém, até o final da semana, o tempo permanecerá aberto e sem chuva generalizada. As condições são de pancadas de chuvas muito localizadas e de baixa intensidade o que mantém os níveis de umidade do solo baixo.

Argentina

Essa mesma condição irá ser observada sobre as principais áreas produtoras da Argentina, pois ao longo da semana não há previsão de chuva grossa frequente e volumosa que possam elevar os níveis de umidade do solo e garantir boas condições para plantio e desenvolvimento das lavouras. Assim, em algumas áreas, o plantio da soja poderá ser interrompido. Com a previsão de volta das chuvas no final de semana, as condições irão se normalizar em toda a Argentina.

Climatempo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade