1 evento ao vivo

Mudas nativas geram renda e promovem conservação ambiental

Reflorestamento é estratégia que traz grandes benefícios para os proprietários

12 fev 2021
15h34
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Foto: Fátima Silva, agricultora, Fazenda São José, São Luiz do Paraitinga (SP)

Participantes do projeto Conexão Mata Atlântica e outros produtores interessados em receber mudas de espécies nativas da região do Vale do Paraíba comemoraram o recebimento de 132 mil pés de árvores de interesse econômico, para a produção de madeira e produtos não madeireiros, como frutas, sementes e óleo.

A entrega das mudas aos 137 produtores rurais beneficiários do Conexão Mata Atlântica e 11 não participantes que também se inscreveram, e a assinatura do termo de compromisso, marcam os primeiros passos de um objetivo que estará concretizado ao longo do tempo, conforme os pés de jequitibá, louro-pardo, canafístula, araucária, cambuci, pitanga, cereja-do-rio-grande, palmeira-juçara e outras espécies se transformem em árvores.

A contrapartida dos produtores dos municípios de Areias, Bananal, Cachoeira Paulista, Cunha, Guaratinguetá, Lagoinha, Lorena, Natividade da Serra, Paraibuna, Redenção da Serra, São José dos Campos (somente no Distrito de São Francisco Xavier), São Luiz do Paraitinga, Silveiras e Taubaté, todos no estado de São Paulo, será a preparação da área, o plantio, a manutenção e o manejo, a observação de orientações técnicas para essas etapas e a permissão para visitas a campo para a coleta de dados.

A ação tem, também, um caráter científico, ao contribuir para a geração de informações sobre produção das espécies nativas em condições de campo, para subsidiar a formulação e aperfeiçoamento de políticas públicas.

O edital de distribuição das mudas, sem custos para os agricultores interessados, foi realizado pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) do estado de São Paulo. Incentivar a implantação de florestas multifuncionais e introdução de espécies arbóreas nativas de valor econômico em sistemas agroflorestais, consórcio com pastagem, culturas agrícolas, divisas de propriedades e para o enriquecimento de fragmentos de vegetação nativa reforça e complementa as ações desenvolvidas pelo Conexão Mata Atlântica.

Ganha o meio ambiente, ganha o produtor rural

O manejo florestal sustentável proporciona ao meio ambiente melhorias como a captura e manutenção dos estoques de carbono, a proteção e incremento da biodiversidade e o uso sustentável da água e do solo. Para o produtor, além de todos esses ganhos, há um importante atrativo: as mudas nativas representam uma bem-vinda geração de renda.

Levar a biodiversidade para dentro das propriedade é motivo de felicidade para os produtores e extremamente gratificante para os técnicos do projeto, assegura Ismael Soares Filho, analista do componente 2 - São Paulo, do projeto Conexão Mata Atlântica.

"A importância do resgate de mudas nativas da Mata Atlântica ultrapassa o impacto ambiental imediato, ao possibilitar uma geração de renda capaz de fixar as famílias no campo, um leque maior de produtos comercializáveis, controle de erosão, melhoria do microclima na região da propriedade rural, formação de corredores ecológicos", enumera.

Fátima Silva, proprietária da Fazenda São José, em São Luis do Paraitinga, confirma. Ela conta que as mudas "nem vão esquentar o terreno, porque estamos aproveitando o período de chuvas para iniciar o plantio". A satisfação de Fátima extrapola os limites de sua propriedade: "esperamos colher bons frutos e preservar o nosso solo e toda a natureza", comemora.

Já Maria Helena Moradei não apenas plantou todas as 750 mudas recebidas como está pedindo mais 1500. A ex-chef de cozinha que vive no Sítio Santa Terezinha fez um mutirão, no qual contou com a ajuda de 18 pessoas. "As mudas já estão todas na terra", conta ela. O resultado é que já há folhinhas brotando e ela já sonha com o momento da colheita.

Como frisa Ismael Soares Filho, o maior atestado de sucesso é a imensa valorização que as famílias produtoras conferem ao recebimento das mudas. "Cada muda provoca um sorriso e, para cada sorriso de agradecimento, teremos uma árvore crescida. Então, no futuro, a ação terá sido responsável por dois ganhos relevantes: árvores e sorrisos".

A distribuição de mudas continua acontecendo, até completar o estabelecido no edital. Após, pode acontecer novamente mas não há uma periodicidade prevista.

Veja também:

Previsão Brasil - Temporais no centro-sul do BR
Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade