0

MT, GO e DF ainda podem ter chuva forte

Apiacás (MT) acumulou mais de 100 mm entre a manhã do dia 23 e a manhã de 24 março. Ar úmido entra em MS e condições para chuva aumentam nos próximos dias.

24 mar 2020
14h13
  • separator
  • 0
  • comentários

 Áreas de instabilidade intensificaram sobre parte da Região Centro-Oeste do Brasil por causa da passagem de uma frente fria sobre o Brasil. Essa frente fria já está no litoral da Bahia, mas as áreas de instabilidade ainda se desenvolvem sobre parte da Região Centro-Oeste do país.  

A região de Mato Grosso do Sul vinha tendo dias ensolarados e com tempo seco, mas a situação muda nos próximos dias. A circulação de ventos sobre o interior do Brasil vai levar novamente ar úmido para o Mato Grosso do Sul, o que vai facilitar a formação de nebulosidade de chuva

Em Goiás, em Mato Grosso e no Distrito Federal, as pancadas de chuva vão continuar ocorrendo nos próximos dias e ainda há condições para eventos de chuva moderada a forte.

Foto: Climatempo

Foto de Henrique Gonçalves, Canarana (MT)

 Os primeiros dais do outono de 2020 foram marcados por fortes pancadas de chuva no Distrito Federal, em Goiás e em Mato Grosso.  Apenas entre 9 horas do dia 23 e 9 horas do dia 24 de março, o Instituto Nacional de meteorologia registrou 114 mm de chuva na região de Apiacás, no norte do estado de Mato Grosso. Este foi o maior volume de chuva no Brasil neste intervalo de horas, segundo o INMET. A região de Paranoá, no Distrito Federal, acumulou 93 mm neste período.  Em Goiás, o maior volume de chuva neste período foi de 68,6 mm em Luziânia.

Maiores volumes de chuva no Centro-Oeste entre 9h do dia 23 e 9h de 24 de março, segundo o INMET 

Estação

UF

Chuva  (mm)

Apiacás

MT

114,8

Paranoá (Coopa-DF)

DF

93,0

Luziânia

GO

68,6

Matupa

MT

58,4

Silvânia

GO

53,2

Goiás

GO

50,2

Veja também:

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade