PUBLICIDADE

Manhã de quarta-feira com nevoeiro e restrição de visibilidade

Denso nevoeiro se formou na cidade do Rio e na Grande Curitiba e paralisou as operações dos aeroportos. A Grande SP também amanheceu com visibilidade reduzida.

27 out 2021 08h24
ver comentários
Publicidade

Foto: Captura ao vivo das cameras Clima ao Vivo às 06h00

A quarta-feira começou com registro de nevoeiro nos aeroportos da capital do Rio de Janeiro e na Região Metropolitana de Curitiba. Além disso, a névoa úmida que se formou sobre a Grande São Paulo também deixou a visibilidade prejudicada.

Névoa e nevoeiro

Neste início de quarta-feira, 27 de outubro, houve registro de nevoeiro nos aeroportos de Santos Dummont, na capital do Rio de Janeiro, entre às 05 e 06h30, com visibilidade horizontal que chegou aos 500 metros apenas. Esse fenômeno além de prejudicar a visibilidade dos motoristas, também prejudicou a operação do aeroporto local, ficando fechado para decolagens e pousos.

Também houve registro de nevoeiro no aeroporto de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, no Paraná. A menor visibilidade foi à 01h15 e por volta das 02 horas, com uma redução de 400 metros horizontalmente.

Já na capital paulista e em muitas áreas da Grande SP, houve relatos de névoa úmida, durante esta madrugada e início do período da manhã, como no aeroporto de Campo de Marte, na zona norte, o que fez reduzir a visibilidade horizontal para 2000 metros entre às 06 e 07 horas da manhã. Já no aeroporto de Congonhas, na zona sul, a névoa úmida reduziu a visibilidade horizontal para 2500 metros às 06 horas.

Entenda o nevoeiro

O nevoeiro é um tipo de nuvem estratiforme que se forma na superfície ou muito próximo a ela, e que afeta seriamente a visibilidade. Ou seja, a visibilidade horizontal fica abaixo dos 1000 metros. Exemplificando, o nevoeiro é um monte de gotículas de água no ar, próximo ao solo, formadas pela alta umidade e pela baixa temperatura. Já a névoa úmida é menos densa que o nevoeiro e sua visibilidade horizontal varia entre 1000 e 10000 metros.

Climatempo
Publicidade
Publicidade