5 eventos ao vivo

Litoral paulista continua em alerta para mais chuva

Volumes passam de 200 mm em 48 horas e é alto o risco de deslizamentos e queda de barreiras.

17 mai 2019
11h40
atualizado às 13h28
  • separator
  • 0
  • comentários

A chuva persistente no litoral paulista, com volumes que já ultrapassaram 200 mm no período de 48 horas, provoca queda de barreiras em estradas da região. Uma queda de barreira causa transtorno na pista sul da rodovia Anchieta desde a noite de quinta-feira (16). Outras quedas de barreiras interditam a serra da rodovia dos Tamoios, em São Sebastião, na manhã desta sexta-feira (17). 

A cidade de Ubatuba está em alerta com famílias desalojadas e atividades suspensas em escolas municipais, após 250 mm de chuva. Em Caraguatatuba, o volume de chuva também ultrapassou os 200 mm e são vários alagamentos registrados. As informações são da Defesa Civil. 

Chuva passa de 200 mm em 48h

Estações do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN) registraram acumulado de chuva de 272 mm em Santos, 251 mm em Ubatuba, 250 mm em Ilhabela, 239 mm no Guarujá, 225 mm em Caraguatatuba, 198 mm em São Sebastião e 193 mm em Cubatão, no período de 48 horas, entre às 11 horas da última quarta-feira (15) e às 11 horas desta sexta-feira.

Para comparação, segundo cálculos do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) para o período de 1981 a 2010, a média de chuva para maio na região do litoral varia de 100 mm a 150 mm.

Foto: Climatempo
Foto: Queda de Barreira / Divulgação Concessionária Tamoios

Alerta para mais chuva!  

A chuva na região do litoral paulista ainda preocupa nos próximos  três dias. Não há previsão de temporal com ventania e muitos raios, mas uma chuva moderada às vezes forte e contínua por várias horas consecutivas, que gera grandes acumulados ao passar das horas e deixa o solo encharcado.

"Estas áreas de instabilidade persistem até o próximo domingo, 19 de maio, e provocam muita chuva até lá, avisa a meteorologista Josélia Pegorim". Para complicar a situação, o mar fica bastante agitado nesta sexta-feira e no fim de semana, com risco de ressaca.

"Nestes próximos três dias se espera um aumento da frequência e do volume de chuva também no Vale do Ribeira. Pode chover com forte em algumas horas, mas os volumes acumulados não devem ser tão elevados e preocupantes como no litoral paulista", completa Pegorim. 

Por que tanta chuva?

O que provoca as áreas de instabilidade é um grande acúmulo de umidade gerado pela combinação da circulação de ventos em diversos níveis da atmosfera com a serra do mar, que estimula a formação de nuvens. Parte das nuvens carregadas se forma sobre o mar e avança para a costa.

Mesmo com a expectativa de períodos com a presença do sol no fim da semana, os períodos com chuva moderada às vezes fortes continuam a ocorrer.

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade