PUBLICIDADE

Geada negra pode atingir áreas do Paraná nos próximos dias

O fenômeno pode voltar a acontecer no estado e prejudicar agricultores da região. Confira!

26 jul 2021 16h27
| atualizado às 16h52
ver comentários
Publicidade

Foto: Mycchel Legnaghi / São Joaquim Online

Ao longo dos próximos dias uma intensa massa de ar de origem polar vai atingir o centro-sul do país e derrubar as temperaturas. Grande parte da região Sul e áreas do estado de Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais terão a ocorrência de geada (e até neve) devido às baixas temperaturas.

Além da geada "comum", conhecida como geada branca, outro tipo de geada pode atingir áreas produtoras, principalmente do Paraná ao longo dos próximos dias. Esta é conhecida como Geada Negra. O fenômeno leva esse nome por conseguir queimar (e escurecer) a vegetação ou a plantação, principalmente as culturas mais baixas e rasteiras, mas não é muito comum de acontecer.

Paraná pode ter perdas nas plantações 

O estado do Paraná passou por uma forte geada negra em 1975 que queimou quase todas as plantações. A principal cultura do estado na época, o café, foi dizimado e o impacto foi tão grande que afetou até mesmo a economia da região.

Agora, com a chegada desta intensa massa de ar polar, o Paraná pode ter registro de geada negra mais uma vez e os agricultores podem sofrer perdas em suas lavouras.

As plantações que podem ser mais prejudicadas são as de hortaliças e fumo, mas o café também está muito propício a perdas, pois o frio consegue congelar a parte interna da cultura e a planta morre antes da formação e congelamento do orvalho.

Como ocorre a geada negra? 

Este tipo de geada acontece devido à combinação entre a temperatura muito baixa e rajadas de vento frio que ocorrem com moderada a forte intensidade. Esta combinação incomum, em geral, acontece pela passagem de massas de ar de origem polar, principalmente as mais intensas.

Climatempo
Publicidade
Publicidade