0

Friagem volta ocorrer no Acre e em Rondônia

Ar seco ganha força sobre o Norte do Brasil e condições para chuva diminuem mais no fim de semana.

25 jul 2019
17h21
  • separator
  • 0
  • comentários

Uma frente fria avançou pelo interior da América do Sul espalhando muita nebulosidade e ar frio de origem polar sobre o Sul do Brasil, Paraguai, Bolívia e atingindo também as áreas próximas da fronteira nos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia e Acre.

O aumento da nebulosidade e a presença do ar frio de origem polar fez a temperatura despencar

Em Rio Branco, capital do Acre, a temperatura às 14 horas (Brasília) desta quinta-feira, 25, era de aproximadamente 21°C e no mesmo horário do dia anterior, a temperatura estava em quase 32°C.  A queda foi de 11°C em 24 horas. 

Em Guajará-Mirim, na fronteira de Rondônia com a Bolívia, o aeroporto local registrava 24°C às 14 horas (Brasília) desta quinta-feira e 24°C no mesmo horário na quarta-feira, 24 de julho.

A passagem do ar frio polar no Acre e em Rondônia é chamada de friagem e acontece apenas com frentes frias que avançam pelo interior da América do Sul.

Desta vez, o ar frio de origem polar teve força para esfriar apenas o sul e o leste do Acre e a fronteira de Rondônia com a Bolívia. 

O ar frio ainda será sentido nestas mesmas áreas na madrugada e amanhecer desta sexta-feira, 26 de julho, mas o ar quente e seco volta a predominar à tarde. Assim, a sexta-feira até amanhece com temperatura amena, mas a tarde será quente.

Foto: Climatempo

Foto: Luciana Maria Domingos, Rio Branco/AC

Ar seco predomina no Norte do BR

No fim de semana, o ar quente e seco predomina em todo o Acre e em Rondônia e  esquenta mais. Mas as noites ficam frescas por causa da pouca nebulosidade.

Esta massa de ar seco vai ganhar força sobre a Região Norte e influenciar também quase todo o Amazonas, a maioria das áreas do Pará e todo o Tocantins. Assim, quase toda a Região Norte terá um fim de semana com sol forte, sem chuva e com tardes muito quentes e secas.

Pancadas de chuva ocorrem à tarde e à noite no norte do Amazonas, norte do Pará, no Amapá e em Roraima

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade